mudanças climáticas

A mudança climática é um dos desafios mais importantes que a humanidade deve enfrentar no século XXI. O setor elétrico desempenha um papel essencial na consecução do propósito fixado pelo Acordo de Paris para limitar o aumento da temperatura do planeta.

TeInteresa
  • O histórico Acordo de Paris, aprovado por 195 nações durante a COP21 (2015), incluiu o objetivo de reforçar a resposta mundial à ameaça da mudança climática e, para tal, manter o aumento da temperatura média mundial muito abaixo dos 2 °C em relação aos níveis pré-industriais e prosseguir com os esforços para limitar esse aumento da temperatura a 1,5 °C. Um novo relatório publicado pelo Grupo Intergovernamental de Especialistas sobre a Mudança Climática (IPCC) reafirma a necessidade urgente de avançar para um cenário de 1,5 °C.

    El diario El País ha publicado hoy, 19 de enero de 2018, un artículo de opinión del presidente de Iberdrola, Ignacio Galán, en el que defiende la necesidad de avanzar hacia un modelo sostenible, seguro y competitivo que sustituya la producción con fuentes contaminantes por energías limpias e intensifique la electrificación de la economía mundial porque "es la única solución capaz de conciliar la satisfacción del fuerte crecimiento de la demanda energética con el cumplimiento de los objetivos climáticos globales".

  • A mudança climática não é apenas uma séria ameaça para o planeta e as pessoas, é também um perigo para a economia mundial. Trata-se de um problema que exige a colaboração entre o setor público e o privado a fim de transformar o modelo produtivo para em que garanta e impulsione o desenvolvimento e o crescimento econômico sustentável.

    Um recente estudo da revista The Lancet contradiz a previsão da ONU que afirmava que em 2100 o planeta teria 11,2 bilhões de habitantes. A prestigiada revista indica que a tendência crescente alcançará seu pico em 2060 e, a partir desse momento, se reduzirá até chegar a 8,8 bilhões em 2100. Por quê? A melhoria do nível educacional das mulheres e um maior acesso a métodos contraceptivos.

  • O eletrolisador é um dispositivo que permite produzir hidrogênio por meio de um processo químico (eletrólise) capaz de quebrar as moléculas da água em hidrogênio e oxigênio através da eletricidade. O hidrogênio produzido dessa forma sustentável, ou seja, sem emitir dióxido de carbono na atmosfera, pode ser a base de uma economia descarbonizada.

    A bioética, que promove uma série de princípios para a correta interação do ser humano com a vida — tanto com seus semelhantes quanto com outros seres vivos —, deve vincular-se, agora mais do que nunca, à proteção do meio ambiente. Somente a coesão dos valores morais e éticos dos cidadãos com o respeito e o cuidado do ambiente garantirão a mitigação das mudanças climáticas e a sobrevivência das futuras gerações.