mudanças climáticas

A mudança climática é um dos desafios mais importantes que a humanidade deve enfrentar no século XXI. O setor elétrico desempenha um papel essencial na consecução do propósito fixado pelo Acordo de Paris para limitar o aumento da temperatura do planeta.

TeInteresa
  • No âmbito de seu compromisso com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas, o grupo Iberdrola foca principalmente no cumprimento do ODS 13, ação climática, contribuindo de forma ativa e decidida para um futuro sustentável e com baixas taxas de carbono para lutar contra as mudanças climáticas. Nesse sentido, estabelecemos o objetivo de reduzir as emissões absolutas de Gases de Efeito Estufa em 2030 em relação aos níveis de 2017 e ser neutros em carbono até 2050 em âmbito global.

    Nova York se tornará o epicentro da agenda climática durante o mês de setembro. A cidade norte-americana será a sede de dois eventos imprescindíveis para medir o compromisso do mundo com o aquecimento global. Por uma lado, a Cúpula de Ação Climática organizada pela ONU (23 de setembro) e, por outro, a Semana do Clima (23-29 setembro). A perspectiva de ambos eventos é a próxima conferência da ONU no Chile sobre mudanças climáticas (COP25).

  • "Os recifes de corais estão sendo fervidos vivos." Essa afirmação, feita por Gabriel Grimsditch, membro da divisão de ecossistemas marinhos do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), ativou os sinais de alerta. O panorama para os corais não é muito animador: os cientistas calculam que quase 90 % desses superecossistemas poderiam se extinguir até 2050.

    Um elemento que vale destacar no denominado "novo normal" é a fusão do discurso climático e econômico, com foco em todas as atividades da agenda climática relativamente a esses dois aspectos que devem estar intrinsecamente ligados para conseguir que a recuperação propicie uma economia robusta, saudável e sustentável. A seguir expomos os principais eventos sobre o clima até o final de 2020.

  • A pegada de carbono representa o volume total de gases de efeito estufa (GEE) gerado pelas atividades econômicas e cotidianas do ser humano. É importante conhecer esse dado — expresso em toneladas de CO2 emitidas — para adotar e implementar as medidas necessárias a fim de reduzi-la ao máximo, uma vez que isso também depende de cada um de nós em nosso dia a dia.

    Graças ao importante grau de alinhamento da nossa estratégia com os objetivos do histórico Acordo de Paris e à documentação fornecida pela empresa, a Iberdrola é uma das seis empresas selecionadas pela Organização das Nações Unidas para participar dos grupos do Diálogo de Talanoa em Bonn.