sustentabilidade ambiental

A Iberdrola é uma referência internacional em sustentabilidade ambiental. Promovemos os modelos de negócio sustentáveis, procurando um desenvolvimento que satisfaça as necessidades do presente sem comprometer a capacidade das gerações futuras.

TeInteresa
  • Um dos principais marcos da agenda climática do último trimestre de 2020 foi a comemoração, de 09 a 19 de novembro, dos Race to Zero Dialogues (Diálogos da Corrida para o zero). Com mais de 2 milhões de visualizações, o evento teve uma série de conferências temáticas organizadas pelos Climate Champions das Nações Unidas, contando com a participação de especialistas, representantes de instituições, ONG, organizações acadêmicas e empresas para proporcionar sua visão a fim de alcançar emissões líquidas nulas na metade do século em todos os setores da economia (energia, indústria, transporte, finanças, etc.).

    As mudanças climáticas são uma realidade; várias evidências científicas constatam esse fato e seus efeitos, que já começam a se manifestar, podem ser devastadores para o planeta durante as próximas décadas. A Iberdrola preparou um documento (Ciência das mudanças climáticas 2020. Presente e futuro) que compila informação científica para facilitar a compreensão desse problema global.

  • Sob o lema Unindo o mundo para enfrentar as mudanças climáticas, a próxima Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP26) — que será realizada em Glasgow (Reino Unido) entre os dias 01 e 12 de novembro de 2021 — reunirá representantes de cerca de 200 governos com o objetivo de acelerar a ação climática para cumprir o Acordo de Paris. A presidência da conferência já trabalha com a sociedade civil e as empresas — entre as quais, o grupo Iberdrola — para preparar o encontro anual e inspirar a ação climática antes do evento.

    Os edifícios sustentáveis minimizam o consumo energético, assim como o consumo de água, sendo uma peça-chave no âmbito do desenvolvimento urbano sustentável que visa combater as mudanças climáticas. Desde grandes arranha-céus até museus originais, a seguir analisamos algumas das construções verdes que abrem caminho para um urbanismo mais responsável.

  • >No âmbito de seu compromisso com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas, o grupo Iberdrola foca principalmente no cumprimento do ODS 13, ação climática, contribuindo de forma ativa e decidida para um futuro sustentável e com baixas taxas de carbono para lutar contra as mudanças climáticas. Nesse sentido, estabelecemos o objetivo de reduzir a intensidade de emissões de CO2 para 50 gCO2/kWh e ser neutros em carbono até 2050 em âmbito global.

    Os bônus verdes são um tipo de dívida emitida por instituições públicas ou privadas que, diferentemente de outros instrumentos de crédito, comprometem o uso dos fundos obtidos com uma finalidade ambiental. Dessa forma, o dinheiro obtido se destina especificamente ao financiamento ou refinanciamento de projetos verdes. Entre 75-81% do plano de investimento 2020-2025 da Iberdrola — com uma dotação orçamentária de 75 bilhões de euros — está alinhado à taxonomia da União Europeia para a mitigação das mudanças climáticas.