meio ambiente

TeInteresa
  • As mudanças climáticas ameaçam o futuro do nosso planeta, mas ainda estamos a tempo de nos adaptarmos a elas e atenuar seus efeitos. A seguir, revisaremos as medidas que estão sendo propostas e viajaremos no tempo para contar como será o mundo que parará o aquecimento global.

    A proliferação dos plásticos e seu impacto no meio ambiente é um problema urgente para o planeta. A Iberdrola, em consonância com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), apresenta a iniciativa 'Capture o Lord Plastik' com o objetivo de sensibilizar e conscientizar sobre esse problema.

  • Jean-Michel Cousteau dedicou toda a sua vida ao mar e, por essa razão, vê com uma mistura de temor e preocupação como o ser humano o maltrata. Por exemplo, com a presença — cada vez maior — de plásticos em suas águas. Apesar disso, o explorador francês não perde a esperança e está otimista em relação ao futuro, desde que todos tenhamos interiorizado esta máxima: "Se você protege o oceano, está protegendo a si mesmo".

    A invasão dos plásticos no nosso planeta é uma realidade. Basta lembrarmos que a ilha de resíduos plásticos que flutua no oceano Pacífico já tem 1,6 milhões de km2. Se queremos preservar o planeta, chegou a hora de cada um nós agir.

  • A mudança climática não é apenas uma séria ameaça para o planeta e as pessoas, é também um perigo para a economia mundial. Trata-se de um problema que exige a colaboração entre o setor público e o privado a fim de transformar o modelo produtivo para em que garanta e impulsione o desenvolvimento e o crescimento econômico sustentável.

    De acordo com o Greenpeace, nossos mares recebem 200 quilos de lixo por segundo, que formam verdadeiras ilhas de plástico flutuante — quatro vezes maiores que a Califórnia. Essa realidade, tão perigosa para a saúde do planeta, inspirou três iniciativas repletas de engenhosidade para limpar os oceanos. Que tal conhecê-las? Elas são surpreendentes!