MODELO SUSTENTÁVEL E ECONOMIA CIRCULAR

A economia circular, na base do modelo de negócio sustentável do grupo Iberdrola

A economia circular representa uma mudança cultural na forma que temos de entender o sistema produtivo e de consumo para enfrentar a falta de recursos, o impacto ambiental, a criação de valor e o emprego.

Este novo modelo econômico se apresenta como um sistema de aproveitamento de recursos onde prevalece a ideia de que o melhor resíduo é aquele que não é gerado, enquanto os resíduos inevitáveis são considerados recursos que podem ser reutilizados e reciclados.

Para o grupo Iberdrola, a economia circular é, portanto, um elemento fundamental para um desenvolvimento sustentável e representa uma oportunidade como motor para a ação climática e a transição energética.

O grupo está trabalhando há algum tempo nesta área, tanto através de sua atividade quanto em sua forma de trabalhar com fornecedores e clientes.

No dia a dia, a empresa adota medidas, como reduzir o uso de recursos naturais mediante a aposta na descarbonização e eletrificação, ou a utilização mais sustentável dos recursos naturais através do impulsionamento do uso de tecnologias e processos mais eficientes e limpos. Além disso, promove a pesquisa para desenvolver novas tecnologias e fornecer soluções para o uso dos resíduos, incentivando o consumo responsável com programas de conscientização ambiental.

Economia circular na Iberdrola.#RRSSEconomia circular na Iberdrola.

MAIS DE 87 MILHÕES DE TONELADAS DE CO2 EVITADAS NOS ÚLTIMOS CINCO ANOS

O grupo Iberdrola também prioriza a contratação de empresas com sistemas de gestão ambiental: estimula, junto com os nossos fornecedores, projetos ecológicos, a análise do ciclo de vida dos produtos e o uso de materiais de baixo impacto ambiental. Por outro lado, oferece aos seus clientes produtos de maior eficiência energética, que aproveitem a digitalização e o uso de energias renováveis, encorajando a mobilidade elétrica.

A ABORDAGEM DE CICLO DE VIDA COMO FERRAMENTA PARA A CIRCULARIDADE

A Iberdrola integrou, desde 2014, em sua gestão, a abordagem de ciclo de vida, que é a base da transição para a economia circular:

Calculando

a sua pegada ambiental corporativa

Calculando sua Pegada Ambiental Corporativa


Calculando sua Pegada Ambiental Corporativa, sendo pioneiros em sua verificação pela AENOR sob a norma ISO TS 14072 e metodologia Recipe desde 2015, e utilizando os resultados como ferramenta para definir seus objetivos ambientais.

Com declarações

Ambientais de Produto

Com Declarações Ambientais de Produto

Com Declarações Ambientais de Produto (EPD em suas iniciais em inglês) de seus parques:


Mediante o

projeto ecológico de infraestruturas

Mediante eco-concepção de infraestruturas

Mediante eco-concepção de infraestruturas com o objetivo de:


  • Aumentar a eficiência energética dos equipamentos e da instalação.
  • Escolher equipamentos mais eficientes ou eco-concebidos.
  • Reduzir a quantidade de materiais utilizados nas instalações.
  • Substituir materiais por outros com menor impacto ambiental.

Com a análise

do ciclo de vida das tecnologias

Com a análise do ciclo de vida das tecnologias

Com a análise do ciclo de vida das tecnologias como apoio à tomada de decisões:


  • Estudo de Análise de Ciclo de Vida (ACV) comparativo das diferentes tecnologias de geração solar fotovoltaica.
  • Estudo de Análise de Ciclo de Vida (ACV) comparativo das diferentes tecnologias de veículo elétrico.

PACTO PELA ECONOMIA CIRCULAR

Em 2017, a Iberdrola aderiu ao Pacto por uma economia circular: O compromisso dos agentes econômicos e sociais 2018-2020 que o Governo da Espanha assinou com a Comissão Europeia no âmbito da Estratégia Europeia de crescimento 2020, da Comissão, e do denominado Roteiro para uma Europa eficiente no uso dos recursos.

O Pacto, ao qual aderiram entidades públicas e particulares, tem o objetivo de envolver os principais agentes econômicos e sociais da Espanha na transição para um novo modelo econômico.

 Entidades participantes do 'Pacto por uma Economia Circular' [PDF]