5 DE JUNHO: DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE

Avançamos rumo à transição energética e à neutralidade climática, essenciais para a restauração dos ecossistemas

#natureza #sustentabilidade ambiental

O Dia Mundial do Meio Ambiente 2021, que se comemora no dia 5 de junho, marcará o início do Decênio das Nações Unidas sobre a Restauração dos Ecossistemas, uma iniciativa global para prevenir, deter e reverter a degradação dos ecossistemas em todo o mundo. Plenamente alinhado com esse objetivo, o grupo Iberdrola trabalha para ajudar a preservar ecossistemas saudáveis nas regiões onde desenvolve sua atividade. Nesse sentido, a companhia continua promovendo a transição energética, na qual investirá 150 bilhões de euros até 2030, e comprometeu-se a ser neutra em carbono na Europa em 2030 e globalmente em 2050, assim como pretende plantar 20 milhões de árvores durante esta década.

A TRANSIÇÃO ENERGÉTICA, NO CENTRO DE NOSSA AÇÃO CLIMÁTICA

O grupo Iberdrola aposta há mais de duas décadas nas energias renováveis como aliadas essenciais para o desenvolvimento sustentável, o que lhe permitiu posicionar-se como um líder mundial nesse âmbito. Depois de ter investido 120 bilhões de euros na transição energética, a companhia redobrou sua aposta com um histórico plano de investimentos que impulsionará a recuperação verde da economia e da criação de empregos: planeja investir 75 bilhões de euros até 2025, chegando à cifra de 150 bilhões em 2030, que serão destinados principalmente às energias renováveis e redes, infraestruturas fundamentais para alcançar uma economia de carbono zero.

Em consonância com essa estratégia, a Iberdrola, que é uma referência na luta contra as mudanças climáticas, estabeleceu o objetivo de ser neutra em carbono na Europa em 2030, onde suas emissões de CO2 já atingiram mínimos históricos (28 g/kWh no primeiro trimestre de 2021) e representam uma décima parte em relação aos seus concorrentes europeus e americanos. Globalmente, planeja reduzir suas emissões para 50 g/kWh em 2030 e ser neutra em carbono em 2050.

ENERGIAS RENOVÁVEIS PARA PRESERVAR OS ECOSSISTEMAS

A Iberdrola integra a conservação e promoção da biodiversidade em sua estratégia e promove as energias limpas responsáveis com a natureza como fonte de desenvolvimento sustentável. Um compromisso que se materializa em sua Política de biodiversidade e que a levou a estabelecer um ambicioso objetivo: alcançar zero perda líquida de biodiversidade em 2030, apostando, sempre que possível, no impacto líquido positivo nos novos desenvolvimentos de infraestruturas.

A companhia realizou mais de 1.450 ações de proteção da biodiversidade em todo o mundo nos últimos três anos, combinando a instalação de projetos de energias renováveis com a conservação da diversidade biológica dos ecossistemas, cuidados da flora, da fauna e do patrimônio natural.

 Instalação de colmeias em usinas fotovoltaicas

O projeto mais recente foi a instalação de colmeias em usinas fotovoltaicas para preservar a biodiversidade e contribuir para a estabilidade dos ecossistemas, além de fomentar a economia circular. Em concreto, a Iberdrola instalou 162 colmeias em Andévalo (Huelva) e 105 em Núñez de Balboa (Badajoz), a maior usina fotovoltaica da Europa (500 MWp), que evita a emissão na atmosfera de 215.000 toneladas de CO2/ano. Essa iniciativa será replicada em outras usinas da companhia, uma vez que pretende demonstrar que a localização de polinizadores em instalações de energias renováveis situadas perto de terras agrícolas pode melhorar o desempenho dos cultivos.

 Novo 'Start-up Challenge': Energia agrovoltaica

Seguindo essa mesma linha, o grupo lançou um novo desafio através de seu Programa internacional de start-ups PERSEO, que busca soluções competitivas e inovadoras que permitam combinar usinas fotovoltaicas com atividades relacionadas à agricultura, horticultura, pecuária, piscicultura ou apicultura, visando melhorar o aproveitamento do terreno.

OSSO OBJETIVO DE REFLORESTAMENTO: 20 MILHÕES DE ÁRVORES EM 2030

A Iberdrola conta com um plano de reflorestamento, o programa de Árvores, através do qual promoverá o plantio de 20 milhões de árvores durante esta década, o que permitirá capturar aproximadamente 6 milhões de toneladas de CO2 em 30 anos. Mas, antes disso, planeja plantar 2,5 milhões em 2022 e 8 milhões em 2025.

O programa de Árvores tem três vertentes:

 Conservação do patrimônio natural, visando mitigar e compensar os habitats afetados pela implantação de novas infraestruturas.

 Regeneração e criação de valor natural, com a finalidade de reverter a perda de massa florestal mediante a promoção de iniciativas que permitirão plantar em terrenos próprios ou de terceiros.

 Pesquisa e conscientização, através do Programa de Voluntariado da companhia e do apoio a projetos de P&D.
 

 VER INFOGRÁFICO: Programa de Árvores da Iberdrola [PDF]

COMPROMETIDOS COM O MEIO AMBIENTE E OS ECOSSISTEMAS

Transição energética.

Nós lideramos a transição energética

A Iberdrola aposta em um modelo de negócio limpo, confiável e inteligente que substitua a geração de energia com fontes poluentes por energias limpas.
Compromiso climático.

Referência em ação climática

A luta contra as mudanças climáticas é o principal motor de nossa estratégia de crescimento rentável há mais de duas décadas.
Green Recovery.

Impulsionamos uma recuperação verde

O grupo defende a Green Recovery como caminho para uma recuperação verde após a COVID-19, o que resultará na proteção dos ecossistemas e da biodiversidade.
Respeitamos o meio ambiente.

Respeitamos o meio ambiente

A Iberdrola apoia seu modelo de negócio sustentável na economia circular, baseada na redução de emissões, na eficiência energética e na otimização de recursos.
Ecossistemas naturais.

Protegemos os ecossistemas naturais

A companhia incluiu em sua estratégia os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, entre eles o ODS 14 e o ODS 15, focados em preservar a vida submarina e terrestre.

TAMBÉM PODE LHE INTERESSAR...

Folhas.

Biodiversidade e saúde

A ONU alerta sobre a importância de valorizar o papel protetor da biodiversidade diante do risco de doenças infecciosas como a COVID-19.
Mudanças climáticas.

As mudanças climáticas aceleram a sexta extinção

Mais de 25.000 espécies, quase um terço das conhecidas, estão em perigo de extinção. As mudanças climáticas serão responsáveis por 8 % delas.
Chuva ácida.

A chuva ácida, um perigo real para os seres vivos

A chuva ácida provoca a acidificação do solo e das águas superficiais, o que tem efeitos devastadores nos ecossistemas e seres vivos.
Recursos naturais.

Exploração excessiva dos recursos naturais

Os recursos naturais são imprescindíveis para a subsistência, mas se forem consumidos a uma velocidade maior do que a de sua regeneração natural, podem esgotar-se.
Desmatamento.

As florestas, em perigo por causa do desmatamento

O desmatamento coloca em perigo determinados ecossistemas dos quais dependem a riqueza natural do planeta e sua capacidade para enfrentar as mudanças climáticas.
Polinizadores.

Os polinizadores naturais estão desaparecendo

A grande maioria dos cultivos de alimentos do mundo depende dessas espécies, ameaçadas pela agricultura intensiva, agrotóxicos, poluição e mudanças climáticas.
Recifes de corais.

As mudanças climáticas ameaçam os recifes de corais

Os cientistas calculam que quase 90 % desses superecossistemas poderiam se extinguir até 2050.
Países megadiversos.

Proteger os países megadiversos

10 % da superfície mundial abrange 70 % da diversidade biológica terrestre do planeta. É vital proteger esses países megadiversos.
Espécies exóticas.

Espécies exóticas invasoras

Estas espécies, que se introduzem em um meio que não é o seu até acabar colonizando-o, significam a segunda causa de perda de biodiversidade no mundo.
Animais salvos da extinção.

Animais salvos da extinção

99 % dos animais que alguma vez habitaram o planeta já não existem. Porém, o conservacionismo ambiental conseguiu que algumas espécies sobrevivam.
Futuro de nosso planeta.

Como será a Terra em 2030?

As mudanças climáticas ameaçam o futuro de nosso planeta, mas ainda há tempo para nos adaptar a elas e mitigar seus efeitos.

 

Todas as informaçoes sobre

O DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE

O que é o Dia Mundial do Meio Ambiente e por que se comemora?

O Dia Mundial do Meio Ambiente é a data mais importante do calendário oficial da Organização das Nações Unidas (ONU) para promover a conscientização e a ação ambiental em âmbito mundial. Consiste em uma plataforma global de divulgação pública que reúne governos, empresas, especialistas e cidadãos de mais de 150 países em torno de um assunto ambiental urgente e relevante.

A importância do Dia Mundial do Meio Ambiente: Qual é seu objetivo?

O Dia Mundial do Meio Ambiente é uma plataforma poderosa para acelerar a ação ambiental. Seu objetivo é impulsionar os governos a adotarem medidas para preservar os espaços silvestres, conscientizar as empresas sobre a necessidade de desenvolver modelos mais ecológicos, exigir dos agricultores e fabricantes uma produção mais sustentável e fazer uma chamada à sociedade em geral para que reflita sobre a forma de consumo e como se pode avançar rumo a um futuro verde.

Em que data se comemora e quando aconteceu o primeiro?

O Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado anualmente no dia 5 de junho desde 1974. A data coincide com o início da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente Humano (CNUMAH) — também conhecida como Conferência de Estocolmo — realizada de 5 a 16 de junho de 1972. Foi a primeira grande conferência sobre assuntos ambientais e significou um ponto de inflexão para o desenvolvimento das políticas internacionais de meio ambiente.

Quem criou o Dia Mundial do Meio Ambiente?

A ONU proclamou a data de 05 de junho como Dia Mundial do Meio Ambiente, meses após a Conferência de Estocolmo de 1972.

Qual é o tema deste ano?

O tema do Dia Mundial do Meio Ambiente 2021 é a restauração dos ecossistemas, que coincide com o início do Decênio das Nações Unidas sobre a Restauração dos Ecossistemas (2021-2030), uma iniciativa através da qual a ONU pretende ampliar massivamente a recuperação de ecossistemas degradados e destruídos para lutar contra as mudanças climáticas e salvaguardar a segurança alimentar, o fornecimento de água e a diversidade biológica.

Onde e como se comemora? Atividades do Dia Mundial do Meio Ambiente 2021

O Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado em todo o mundo com diversos eventos e atividades em conformidade com as regulamentações impostas devido à COVID-19. Através das redes sociais, você pode participar seguindo e utilizando a hashtag #GeraçãoRestauração.

A cada ano há um país anfitrião?

Em 2021, o país anfitrião do Dia Mundial do Meio Ambiente é o Paquistão, apoiado pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA).