NotíciaVolver

15/02/2021

Durante o encontro organizado pela European Round Table for the Industry (ERT), interveio Frans Timmermans, vice-presidente da Comissão Europeia

Ignacio Galán aposta na Europa para liderar a descarbonização e a recuperação econômica

  • O Presidente da Iberdrola insiste na urgência da transição energética e no papel-chave do programa 'Next Generation EU', que vai acelerar as mudanças necessárias e incentivar o investimento privado
  • “As empresas estão preparadas, mas devemos agir rápido e as administrações devem fazer sua parte, estabelecendo marcos atrativos, acelerando os processos de obtenção de autorizações, reformando a tributação e promovendo as interconexões no continente”, afirmou
  • Galán ressalta que as energias renováveis já são a fonte de energia mais competitiva e apresenta o hidrogênio verde como uma oportunidade para consolidar uma sólida cadeia de valor que crie empregos nas economias europeias: “O momento é agora”

“A Europa está preparada para liderar a descarbonização e com ela a recuperação econômica. Contamos com um grande apoio da sociedade e a liderança política necessária graças ao Green Deal.” É o que manifestou o Presidente da Iberdrola, Ignacio Galán: sua confiança no papel protagonista que o continente deve desempenhar na transição energética.

Essa liderança será possível desde que se atue com urgência para poder aproveitar a tecnologia e os recursos que o continete já dispõe, aos quais se junta o programa Next Generation EU que, na opinião de Ignacio Galán, “será crucial para acelerar a transição e incentivar o investimento privado”.

Essa intervenção ocorreu durante o debate Can the EU Green Deal empower Business and consumer change?, organizado pela European Round Table for the Industry, que representa as principais empresas europeias que proporcionam emprego para 5 milhões de pessoas de forma direta e investem anualmente 60 bilhões de euros em pesquisa e desenvolvimento.

Nesse encontro, que contou com a presença do vice-presidente da Comissão Europeia Frans Timmermans, o Presidente da Iberdrola expressou, em primeiro lugar, a atual situação do setor energético no continente: “As energias renováveis já são a fonte de energia mais competitiva e permitem reduzir os custos para a indústria e os consumidores, assim como o sistema elétrico é e continuará sendo confiável.”

Para tal, destacou a importância de seguir implementando redes inteligentes e armazenamento eficiente, pois possibilitarão uma correta integração das energias renováveis no sistema, além de permitir que o consumidor seja parte ativa do processo.

Nesse sentido, Galán ressaltou que as empresas como a Iberdrola estão preparadas para investir, mas também afirmou que as Administrações devem fazer sua parte para evitar perder oportunidades: “É necessário estabelecer estruturas atrativas, acelerar os processos de obtenção de autorizações, reformar o sistema fiscal para proporcionar uma maior competitividade às energias renováveis e promover as interconexões dentro da União Europeia.”

O Presidente da Iberdrola ressaltou que a contribuição conjunta dos setores público e privado permitirá uma reativação mais rápida da economia, reconvertendo setores e criando empregos de qualidade, enquanto a indústria europeia ganha competitividade.

“Uma transição na hora certa é possível se implementarmos políticas focadas em áreas de crescimento de grande impacto, que promovam a neutralidade climática e permitam uma recuperação mais rápida tais como projetos de eficiência energética, energias renováveis, produção de hidrogênio verde, armazenamento e mobilidade sustentável, assim como infraestruturas, capacidades e empresas que os apoiem”, indicou.

Entre as oportunidades para a reindustrialização originadas da transição energética, Ignacio Galán destacou o caso do hidrogênio verde: “Precisamos de eletrolisadores mais potentes e se queremos que sejam fabricados na Europa, criando empregos em nossos territórios, temos que avançar com rapidez.” “O momento é agora”, concluiu.


75 bilhões de investimentos até 2025 e participação no Next Generation EU

A Iberdrola está desenvolvendo um plano de negócios que prevê investimentos de 75 bilhões de euros até 2025 com o objetivo de dobrar sua capacidade renovável e aproveitar as oportunidades da revolução energética que as principais economias do mundo enfrentam.

Além disso, a Companhia apresentou um total de 150 projetos ao programa Next Generation EU com um investimento de 21 bilhões, que permitirão a transformação industrial da Espanha, orientada para a sustentabilidade, energias limpas e acessíveis e criação de empregos.

Os projetos envolveriam centenas de pequenas e médias empresas e teriam um impacto na competitividade do tecido industrial espanhol, na recuperação verde no curto prazo e, no médio e longo prazo, na transformação do país, orientando-o para setores com futuro.

Os projetos permitiriam criar 45.000 postos de trabalho/ano, um crescimento econômico de mais de 1,5% do PIB, a melhoria da competitividade e da balança de pagamentos - entre 500 milhões e 1 bilhão de euros/ano - e contribuiriam para o desafio demográfico, dado que incluem mais de 7 bilhões de euros em ambientes rurais.

Acesso a informação legal