CONTRA AS MUDANÇAS CLIMÁTICAS

O compromisso com o clima do grupo Iberdrola

O setor elétrico tem um papel chave para atingir o propósito determinado pelo histórico Acordo de Paris para limitar o aumento da temperatura do planeta abaixo de 2 ºC. O grupo Iberdrola, referência mundial na luta contra as mudanças climáticas — objetivo 13 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) — e ativo participante de diversas conferências climáticas, está plenamente alinhado com este pacto internacional.

Alinhados com os objetivos da COP25.

 VEJA INFOGRÁFICO RESUMIDO: Líderes na luta contra as mudanças climáticas [PDF]

Objetivos de redução de emissões do grupo Iberdrola.#RRSSObjetivos de redução de emissões do grupo Iberdrola.

Veja mais informações

A empresa marcou os seguintes objetivos climáticos para as próximas décadas:

  • Reduzir a intensidade das emissões de CO2 em 30% até 2020, em relação às emissões de 2007.
  • Diminuir a intensidade de emissões para menos de 150 gramas por kWh em 2030, número que seria 50% inferior às emissões da empresa em 2007.
  • E, finalmente, ser neutra em carbono em 2050.

Objetivos 1, 2 e 3 aprovados pela Science Based Target Initiative em janeiro de 2019.

Ocultar informações

APOSTAMOS EM UM FUTURO DESCARBONIZADO

O grupo quer contribuir de forma ativa e decisiva para um futuro sustentável e de baixa emissão de carbono, esforço que também impulsionará o desenvolvimento social e econômico através da geração de emprego e riqueza. Firme na sua luta contra as mudanças climáticas, a Iberdrola, atualmente, lidera os principais índices internacionais. A Iberdrola reconhece a luta contra as mudanças climáticas como um pilar estratégico da sua atividade; nesse sentido, possui uma Política contra as mudanças climáticas com diversas linhas de atuação.

Linhas de atuação da Iberdrola para combater as mudanças climáticas.#RRSSLinhas de atuação da Iberdrola para combater as mudanças climáticas.

A seguir, nossos principais eixos

  • Contribuir para a atenuação das mudanças climáticas e descarbonização do modelo energético.
  • Apoiar os processos de negociações internacionais e a participação significativa do setor privado para cumprir o objetivo 13 dos ODS: Ação climática.
  • Manter a liderança mundial em termos de energias renováveis, redes inteligentes e tecnologias eficientes.
  • Integrar a mudança climática nos processos internos de tomada de decisão, bem como na análise e gerenciamento dos riscos no longo prazo para o grupo.
  • Promover de forma ativa uma cultura que fomente o uso eficiente e responsável da energia.
  • Promover a formação interna e conscientização climática dos Stakeholders e incentivar fornecedores a adotarem políticas adequadas.

Ocultar eixos de atuação

No fechamento dos Nove meses 2019, do total da capacidade instalada do grupo, 62% corresponde a energias renováveis e 68% está livre de emissões.

Melhorias do grupo Iberdrola na diminuição de emissões no fechamento dos Nove meses 2019.#RRSSMelhorias do grupo Iberdrola na diminuição de emissões no fechamento dos Nove meses 2019.

Em consonância com a sua aposta na descarbonização, a Iberdrola já fechou 15 instalações de combustível de carvão e petróleo (com uma capacidade instalada de 7,5 GW) em todo o mundo desde 2001 e está em processo de o fazer com as duas últimas (874 MW), ambas localizadas na Espanha.

Para o final do período 2018-2022 terá investido 34 bilhões de euros, dos quais 16 bilhões (47%) são para redes inteligentes e 13,3 bilhões (39%), para energias renováveis.

EMPREENDIMENTOS, PROJETOS E AÇÕES

Para cumprir seus objetivos climáticos, a Iberdrola tem um plano de investimentos e políticas de inovação orientados à descarbonização da matriz energética e a consolidar a sua liderança em termos de energias renováveis, redes inteligentes e tecnologias limpas.

Por outro lado, está realizando um trabalho de participação em instituições, organismos e eventos nacionais e internacionais para apoiar a definição de políticas climáticas e promover a participação significativa do setor privado, contribuindo com análises e posicionamentos em estratégias de descarbonização.

A Iberdrola apoia o objetivo de emissões líquidas nulas para o ano 2050, convencida da viabilidade e das oportunidades deste cenário e do papel central do setor elétrico.

  • Participação ativa internacional contra as mudanças climáticas

    A Iberdrola exerce uma liderança ativa na luta contra as mudanças climáticas no âmbito institucional internacional. A empresa assume o papel de agente conscientizador e transformador através de seu envolvimento em diferentes iniciativas, associações e organizações mundiais:

    Organização que reúne uma parte importante da comunidade empresarial mundial visando criar um futuro sustentável do ponto de vista empresarial, social e ambiental.

    Associação colaborativa entre as empresas e o setor público, a nível mundial, para promover o desenvolvimento de soluções tecnológicas que limitem o aumento da temperatura global para menos de 2ºC até o fim do século.

    Grupo de empresas que assume um papel de liderança na busca por soluções na luta contra as mudanças climáticas. É uma iniciativa focada na Europa, mas com abrangência global.

    Uma iniciativa de empresas, governos e Banco Mundial que trabalha para reforçar a implantação dos preços do carbono a nível global, considerada uma medida chave para combater as mudanças climáticas.

    É um dos think tanks mais influentes a nível global. Especializado no âmbito econômico, promove um debate rigoroso sobre as políticas europeias.

    LEAD é um projeto formado no seio da Global Compact por empresas que mostraram historicamente um forte compromisso com a Global Compact, tanto no âmbito local quanto no global. Trata-se de um espaço de colaboração para criar práticas avançadas de sustentabilidade corporativa.

    É uma coalizão de organizações empresariais que trabalha com os negócios e investidores mais influentes para avançar em direção a uma economia de baixo carbono.

    A Iberdrola registrou seus compromissos na luta contra as mudanças climáticas em NAZCA, zona para Ação Climática de Agentes Não-Estatais. NAZCA registra os compromissos assumidos por empresas, cidades, regiões, governos locais e investidores para combater as mudanças climáticas. Um grande número dos compromissos assumidos em NAZCA são discutidos, a nível mundial, na Agenda de Ação Lima-Paris, que envolve tanto agentes estatais quanto não estatais, e que tem como objetivo acelerar a cooperação na luta contra as mudanças climáticas agora e no futuro.

  • Registro do inventário GEE no Escritório Espanhol de Mudança Climática

    Iberdrola foi a primeira empresa espanhola e uma das primeiras no mundo a obter a certificação do AENOR, conforme à norma UNE ISO 14064-1:2006, para seu inventário de emissões de gases de efeito estufa, um catálogo a nível de grupo que engloba todas suas atividades na Espanha, Reino Unido, Estados Unidos e América Latina. A empresa registrou o certificado do inventário de emissões do GEE (conforme a norma UNE ISO 14064-1:2006) no Escritório Espanhol de Mudanças Climáticas.

  • Grupo Espanhol de Crescimento Verde (GECV)

    A Iberdrola aderiu a esta associação de colaboração público-privada, criada para avançar tanto na luta contra as mudanças climáticas quanto na direção de uma economia de baixo carbono. O GECV tem como objetivo aumentar a participação das empresas, compartilhar informações e apoiar a presença espanhola em fóruns internacionais.