Programa 'Electricidade para todos'

Levamos eletricidade para mais de 16 milhões de pessoas que carecem dela

O Grupo Iberdrola marcou um objetivo para 2030 com o programa 'Eletricidade para todos': levar eletricidade para mais de 16 milhões de pessoas que atualmente não têm acesso a essa fonte de energia.

 Mapa do programa Nota [PDF] Link externo, abra em uma nova aba.      Comprometidos com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Calcula-se que atualmente cerca de 600 milhões de pessoas não têm acesso aos serviços essenciais de energia, o que afeta negativamente a qualidade de vida e as oportunidades de desenvolvimento delas.

O programa Eletricidade para todos é a resposta da Iberdrola à chamada feita pela comunidade internacional para ampliar o acesso universal a formas modernas de energia, com modelos ambientalmente sustentáveis, economicamente viáveis e socialmente inclusivos, vinculando sua finalidade ao ODS 7.1. O programa busca garantir o acesso à eletricidade em países emergentes e em países em desenvolvimento, bem como pessoas vulneráveis nos países desenvolvidos. Recentemente, a empresa assinou um novo empréstimo sustentável de 1.500 milhões de euros, vinculado a esses objetivos.

Essa ambiciosa iniciativa está focada no desenvolvimento de ações sustentáveis de eletrificação, para as quais aproveitamos nossa capacidade técnica, logística, organizacional e financeira.

O programa Eletricidade para todos conta com quatro linhas de atuação:

  • Financiamento de projetos por meio do investimento em capital.
  • Atividades realizadas pelos negócios dos países onde a Iberdrola está presente.
  • Desenvolvimento de projetos com alto componente social, por meio de ONGs e do voluntariado corporativo.
  • Acesso a pessoas vulneráveis nos países desenvolvidos, através de diferentes acordos e projetos para ajudar os clientes vulneráveis.

Desde o lançamento do programa Eletricidade para todos em janeiro de 2014, até o final de 2023, contribuímos para que 12,4 milhões de pessoas se beneficiem do acesso à energia por meio de projetos realizados em diferentes países da América Latina e da África.

Programa ‘Eletricidade para todos’

De 2014 até hoje, contribuímos para que 12.400.000 pessoas em países emergentes e em desenvolvimento tenham acesso à eletricidade.

Ilustração

O objetivo é levar eletricidade para 16.000.000 de beneficiários até 2030.

Mapa México Brasil Nicarágua Peru Ruanda Uganda Etiópia Quênia Benin Tanzânia

 Programa 'Eletricidade para todos' Nota [PDF] Link externo, abra em uma nova aba.

Luzes de esperança (México)

Quase 270.000 residências no México não têm acesso à eletricidade, de acordo com o Censo Populacional e Habitacional 2020 do Instituto Nacional de Estatística e Geografia (INEGI).

A Iberdrola México, em parceria com a Iluméxico, lançou o projeto Luces de Esperanza Link externo, abra em uma nova aba. (Luzes de esperança), um projeto que levará energia elétrica a 60 comunidades rurais do México — nos estados de San Luis Potosí e Oaxaca —, graças à instalação de painéis solares em moradias, escolas, centros de saúde e espaços comunitários. O programa, que tem duas fases, possui um investimento de 60 milhões de pesos mexicanos e beneficiará 12.000 pessoas nos próximos cinco anos.

San Luis Potosí

A primeira fase aconteceu em 2019 quando o projeto Luzes de Esperança chegou a comunidades da região Huasteca Potosina Link externo, abra em uma nova aba. (San Luis de Potosí), onde foram identificados 48 residências e três centros comunitários. Na segunda fase serão eletrificadas uma centena de moradias Link externo, abra em uma nova aba. e quatro espaços comunitários em 36 comunidades de outras cinco localidades.

Oaxaca

Em 2020 chegamos ao município de Pochutla Link externo, abra em uma nova aba., perto da costa de Oaxaca, a fim de instalar 95 equipamentos que fornecerão energia solar para moradias de nove comunidades, beneficiando 380 pessoas. Em 2022, mais de 400 pessoas foram beneficiadas e 115 casas foram eletrificadas no estado de Oaxaca.

Nessas localidades também são ministradas oficinas — com a organização ConcentrArte — sobre educação ambiental e geração de energia para crianças e adultos, além de atividades de convivência para fortalecer a coesão social.

O progresso dos resultados do projeto irá acompanhado pelo Programa da Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), agência que integra os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que documentará sua contribuição para a consecução da Agenda 2030.

Luz para todos (Brasil)

"O direito de morar na zona rural com dignidade". Essa frase da Julinda dos Santos, Biquinha, representa bem o programa Luz Para Todos, realizado pela Neoenergia* em parceria com o Governo Federal do Brasil de forma a promover universalização da energia elétrica na área rural.

Biquinha é uma das 2,4 milhões de pessoas que foram beneficiadas com este programa na Bahia desde a sua implantação, em 2004, até setembro de 2020 Link externo, abra em uma nova aba.. Nestes 16 anos, já são 664 mil casas atendidas em 415 cidades e a meta é energizar todo o estado até 2021.

A iniciativa, que segue no território baiano até dezembro de 2021, já passou por Pernambuco (com 102.157 casas atendidas entre 2004 e 2015), Rio Grande do Norte (57.654), São Paulo e Mato Grosso do Sul (49.458 entre os dois estados de 2005 a 2016) — áreas de concessão da Neoenergia* — transformando a vida de pessoas e o cenário das cidades.

Dentro do programa, a filial brasileira da Iberdrola levou energia elétrica aos índios da aldeia de Patiburi Link externo, abra em uma nova aba., situada na localidade de Belmonte (sul da Bahia). A iniciativa beneficiou 25 famílias de origem Tupinambá, os primeiros habitantes do Brasil, e permitiu o funcionamento de uma escola de ensino fundamental, que atenderá cerca de 30 crianças da comunidade.

Para isso, foram instalados 256 postes, linhas de média e baixa tensão e sete transformadores.

A Iberdrola com os refugiados

A Iberdrola aderiu à primeira aliança público-privada para levar eletricidade aos campos de refugiados, a Alianza Shire, que favorece o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Essa iniciativa está especialmente vinculada ao objetivo número 7, que busca garantir o acesso a uma energia acessível, confiável, sustentável e moderna para todos; assim como ao número 17, que pretende fortalecer os meios de implementação e revitalizar a Aliança Mundial para o Desenvolvimento Sustentável.

Graças a esse compromisso com o ODS 17, a Alianza Shire foi homenageada nos Reconhecimentos go!ODS, organizado pela Rede Espanhola do Pacto Mundial — a iniciativa mais importante promovida pelas Nações Unidas para avançar rumo à sustentabilidade do setor privado — e pela Fundação Rafael del Pino.

Alianza Shire. Acesso à energia para refugiados. Link externo, abra em uma nova aba.

 

 

 

 

(*) Disponível na versão em espanhol.

* A Iberdrola, S.A. tem uma participação indireta de 50 % + 1 ação na Neoenergia, S.A.