Uso da água

Otimizamos a gestão da água e cuidamos do seu uso segundo as melhores práticas

Ação climática Agua Natureza

O gerenciamento eficiente dos recursos hídricos se tornou algo essencial para a saúde do planeta. O Grupo Iberdrola se esforça para fazer um uso racional e sustentável da água e enfrentar os riscos relacionados à sua escassez.

O grupo Iberdrola monitora de perto o uso e os consumos específicos de água.
O Grupo Iberdrola monitora de perto o uso e os consumos específicos de água.

Gestão da água 

Na Iberdrola, a gestão da água prioriza a eficiência por meio do controle de seu uso em nossas operações. Isso nos permite identificar áreas de melhoria e otimizar o consumo, reduzindo assim o desperdício e promovendo um uso mais sustentável desse recurso. Essas medidas não só ajudam a conservar a água, mas também contribuem para a sustentabilidade ambiental e a eficiência operacional. 

Na Iberdrola, também realizamos ações para melhorar a qualidade das águas residuais. Nossos avançados processos de tratamento garantem que a água devolvida ao meio ambiente cumpra os parâmetros de qualidade exigidos pelas regulamentações aplicáveis (chegando, inclusive, a superá-los), minimizando o impacto ambiental e promovendo um ciclo da água mais limpo e saudável. 

Nós nos esforçamos continuamente para melhorar nossas práticas com o estabelecimento de metas para a gestão da água. Essas metas nos orientam para a melhoria constante da eficiência hídrica. Além disso, temos instalações que usam água reciclada em suas operações. A água reciclada é uma parte crucial desse processo, permitindo um uso mais eficiente e sustentável do recurso. 

Impactos e dependências da água 

A gestão de riscos hídricos tem como foco a identificação, avaliação e mitigação de possíveis impactos e dependências, garantindo a proteção desse recurso e compreendendo como nossas operações podem ser afetadas pela disponibilidade e qualidade da água. Essa análise nos permite desenvolver estratégias eficazes para reduzir nossa dependência e garantir a continuidade operacional. A realização de um amplo monitoramento regulatório, que faz parte de nosso sistema de gestão ambiental certificado, nos permite identificar mudanças na regulação que possam afetar a gestão da água. Também realizamos estudos para entender como nossas operações afetam as comunidades e os ecossistemas do entorno. 

Os principais impactos decorrentes da nossa atividade são: 

  • Esgotamento dos recursos hídricos. Principalmente devido à atividade de geração térmica. 
  • Mudanças na qualidade da água. Ocorrem através de mudanças na temperatura da água utilizada e possíveis mudanças na composição química.  

Avaliamos constantemente a qualidade e a quantidade de água em diferentes áreas de operação para garantir que os indicadores de qualidade sejam sempre mantidos dentro dos limites regulamentados. 

A principal dependência se encontra no serviço ecossistêmico de regulação do ciclo hidrológico da água, por causa do seu impacto em nossas atividades de geração térmica e geração hidrelétrica, e no serviço de regulação climática da água, em virtude do seu impacto em nossas infraestruturas devido a tempestades, inundações etc.  

Para mais informações sobre a identificação e a gestão de riscos e as respectivas ações de mitigação, acesse nosso relatório de biodiversidade

Entre as ações mais representativas voltadas para um uso mais sustentável da água, destacam-se as seguintes: 

Icono

95,54 %

da água coletada nas instalações de geração térmica e cogeração devolvida ao ambiente receptor

Icono

3,98 hm³

de água captada economizada através da reutilização em ciclos fechados ou semiabertos

Icono

3,306 hm³

de água residual reciclados nos processos de resfriamento

 Datos Exercicio 2023.

 

Uso da água na geração de energia

O principal uso de água ocorre durante o processo de resfriamento na geração térmica de eletricidade. Nossa estratégia de melhoria da eficiência hídrica se baseia em:

  • Substituir tecnologias menos eficientes por energias renováveis e ciclos combinados.

  • Monitoramento de captação e escoamento [PDF] (versão em espanhol):
    • Limitar o volume de captação e consumo de águas continentais em todas as tecnologias.

    • Evitar a coleta de água em áreas de estresse hídrico.

    • Garantia da qualidade da água no escoamento.

    • Reutilizar e reciclar a água nas instalações.

  • Melhorar continuamente os processos das instalações para diminuir o consumo e o impacto.

  • Estabelecer e controlar os níveis de limite superficial e os fluxos ecológicos em reservatórios de geração hidrelétrica.

  • Conduzir campanhas de conscientização para conseguir um uso mais eficiente e responsável da água sanitária em escritórios e edifícios de controle pelos funcionários.

A evolução do uso da água do Grupo é apresentada a seguir:

Evolução do uso da água pelo Grupo Iberdrola

(hm³)

Nota: So uso de água é definido como a água retirada menos a água descarregada no ambiente natural.

 

 

A tabela a seguir apresenta a evolução da intensidade do uso da água na geração térmica. O incremento da intensidade da água nos últimos anos corresponde a um aumento da produção nas cogerações e a um aumento da temperatura média nesses anos:

Intensidade do uso da água

(m³/GWh)

A aposta da Iberdrola na substituição de tecnologias menos eficientes por outras tecnologias limpas e sustentáveis, tais como as renováveis e os ciclos combinados secos, levou a uma redução na intensidade do uso de água da empresa:

Projetos e ações preventivas

O respeito a esse recurso também implica a preservação da biodiversidade, razão pela qual é tão importante controlar a captação de água para evitar impactos materiais nos ecossistemas aquáticos e reduzir o risco de derramamento, evitando assim a poluição.

A Iberdrola toma medidas de segurança e contenção para mitigar o impacto: todos os anos são tomadas ações preventivas para prevenir e reduzir o impacto de possíveis vazamentos, como a construção de tanques de coleta de óleo em caso de um vazamento massivo em subestações e postos de transformação, ou a impermeabilização de tanques.