NotíciaVolver

27/04/2020

Os investimentos da empresa avançam a fim de continuar contribuindo para a construção de um modelo econômico baseado em princípios 'verdes'

Energias renováveis contra o coronavírus: chegam ao Porto de Bilbau os aerogeradores de um novo projeto eólico da Iberdrola na Espanha

  • Após percorrer 20.000 km e passar por todos os controles sanitários, o navio ZHI XIAN ZHI XING atraca no porto com as 42 pás que constituirão o parque eólico Puylobo
  • A Siemens Gamesa concluiu a fabricação dos demais componentes dos aerogeradores modelo SG 3.4-132 em diferentes instalações na Espanha
  • O plano de investimento em energias renováveis da Iberdrola na Espanha prevê a instalação de 3.000 MW até 2022 A empresa acelerará seus investimentos globais chegando a 10 bilhões em 2020, assim como adiantou os pedidos feitos aos fornecedores no trimestre no valor de quase 4 bilhões, correspondendo 940 milhões dessa quantia a companhias da Espanha

As energias renováveis podem se converter em uma das alavancas fundamentais para reativar a atividade econômica e os empregos em tempos marcados pelo coronavírus, assim como permitirá construir um novo modelo baseado em princípios 'verdes'. Nesta manhã, depois de percorrer 20.000 km e passar por todos os controles sanitários, as 42 pás dos aerogeradores que farão parte do novo projeto da Iberdrola na Espanha, o parque eólico Puylobo, foram descarregadas no Porto de Bilbau que está sendo construído na região de Aragão.

A empresa recebeu esse componente, fabricado pela Siemens Gamesa na China por razões de planejamento, enquanto finaliza as obras de construção civil do parque eólico, com o apoio de fornecedores locais, e se fabrica os demais elementos dos aerogeradores, tais como torres, naceles/hubs, geradores, multiplicadores e transformadores nas instalações das Astúrias, Cantábria, Sória e Burgos. 

Localizado nos municípios de Borja e Mallén (Saragoça), o parque de Puylobo será composto por 14 aerogeradores SG 3.4-132, um modelo com uma pá de 64,5 m de comprimento adequado para localizações com vento de nível médio e alto. Com um investimento de 50 milhões de euros, sua construção envolverá mais de 120 profissionais. Quando o parque entrar em funcionamento este ano, sua geração fornecerá energia limpa para uma população equivalente a 20.000 residências/ano e evitará a emissão de 32.000 toneladas de CO2/ano.


Travessia guiada por uma estrela

O navio de transporte pesado ZHI XIAN ZHI XING - ' A estrela para a Constituição' - zarpou do porto de Qinhuangdao (China) no último dia 07 de março. Em sua travessia rumo à Espanha, passou pela costa do Vietnã, atravessou os estreitos de Cingapura e Malaca, cruzou o Golfo de Bengala em direção ao Sri Lanka e Mar das Laquedivas, subindo pela costa oeste da Índia, passando pelo mar Arábico até o Golfo de Aden e o mar Vermelho.

Após atravessar o Canal de Suez, entrou no Mediterrâneo. A seguir, cruzou o estreito de Gibraltar, percorrendo a costa de Portugal e depois a do mar Cantábrico até o Porto de Bilbau. 

O parque eólico Puylobo se soma a outros doze projetos de energias renováveis que a Iberdrola está construindo na Espanha atualmente, tais como uma instalação fotovoltaica em Teruel (Aragão), assim como faz parte do plano investidor ativado pela empresa, cuja previsão é instalar 3.000 MW, eólicos e fotovoltaicos até 2022. As previsões apontam que até 2030 serão instalados até 10.000 MW. Tais atuações permitirão criar 20.000 empregos no país.


Reativação econômica, tecido industrial e empregos baseando-se em tecnologias renováveis

Com a certeza de que a eletrificação servirá de alavanca para a mudança no mundo pós-coronavírus, a empresa se prepara para acelerar seus investimentos, contribuindo assim para reativar a atividade econômica e o emprego.

Ainda este ano a Iberdrola pretende fazer investimentos avaliados em 10 bilhões de euros no mundo. Tal volume de recursos - o dobro do ano anterior - mobilizará projetos, a atividade industrial da cadeia de valor e a inovação em âmbitos como a energia renovável, redes inteligentes e sistemas de armazenamento em grande escala.

Coincidindo com o surgimento do coronavírus, durante o primeiro trimestre, a Iberdrola adiantou os pedidos feitos aos seus fornecedores no valor de quase 4 bilhões de euros, o que representa 75% no mês de março. Dos pedidos feitos no primeiro trimestre do ano, 24% foram realizados a empresas localizadas na Espanha, o que equivale a mais de 940 milhões de euros.

Na Espanha, a Iberdrola é líder em energias renováveis, com uma capacidade instalada eólica de mais de 6.000 MW e mais de 16.500 MW renováveis, um volume que em âmbito mundial chega a aproximadamente 32.350 MW, convertendo seu parque de geração em um dos mais limpos do setor energético.

 

Acesso a informação legal