NotíciaVolver

09/09/2020

A companhia acelera seus investimentos na região, onde mantém outra usina em tramitação, Puertollano II, que totaliza 100 MW de capacidade

Iberdrola começa a construção de 150 MW fotovoltaicos em Castela-La Mancha

  • Os projetos de Barcience, Romeral e Olmedilla envolverão em seu desenvolvimento até 570 trabalhadores
  • Com 2.229 MW renováveis, principalmente eólicos, Castela-La Mancha se coloca como a terceira região autônoma espanhola com mais potência 'verde' instalada pelo grupo no país

A Iberdrola acelera sua estratégia renovável em Castela-La Mancha com o início da construção de três projetos fotovoltaicos na região que somam 150 MW: Barcience, em construção no município de Bargas (Toledo); e Romeral e Olmedilla na província de Cuenca.

Os projetos têm um alto componente local, pois sua construção será feita por empresas com uma forte presença na região, como a Eiffage, e contará com até 570 trabalhadores.

A usina de Barcience (50 MW) será composta por 144.900 módulos e, uma vez concluída, produzirá energia limpa para uma população equivalente a 24.700 residências/ano e evitará a emissão na atmosfera de 15.000 t de CO2/ano.

Em Cuenca, Romeral (50 MW) terá 144.900 módulos e será construída entre as localidades de Alarcón e Olmedilla de Alarcón. A de Olmedilla (50 MW) terá 135.090 módulos e será instalada nos municípios de Valdeverdejo, Alarcón e Olmedilla de Alarcón.

Uma vez iniciado o funcionamento dessas duas usinas, previsto para este ano, produzirão energia limpa para uma população que equivale a mais de 24.500 residências/ano, no caso de Romeral, e de cerca de 30.000 residências/ano no caso de Olmedilla. Romeral evitará a emissão de 15.000 t de CO2/ano e Olmedilla de 18.000 t CO2/ano.

A Iberdrola está tramitando outro projeto fotovoltaico de 100 MW em Castela-La Mancha, especificamente na localidade de Ciudad Real.

Puertollano II se converterá no banco de ensaios de tecnologias inovadoras, como o hidrogênio verde. Com um investimento de 150 milhões de euros, a Iberdrola desenvolverá a maior usina de hidrogênio verde para uso industrial da Europa.

Para isso, a Iberdrola construirá uma usina fotovoltaica (100 MW), uma instalação de baterias e um sistema de produção de H2 verde através da eletrólise a partir de fontes 100% renováveis Seu desenvolvimento e construção criarão 700 postos de trabalho e, uma vez em funcionamento, evitará a emissão de 39.000 tCO2/ano.


Acelera seus investimentos para ajudar na recuperação verde

A Iberdrola acelera seus investimentos renováveis na Espanha com a certeza de que a eletrificação será a alavanca de mudança para a reativação da atividade econômica e criação de emprego.

A companhia fará um investimento recorde de 10 bilhões de euros neste ano em energias renováveis, redes elétricas inteligentes e sistemas de armazenamento em larga escala - o dobro do investido nos últimos 5 anos -, depois de ter destinado 100 bilhões desde 2001 no mundo, sendo 25 bilhões deste total na Espanha.

Em Castela-La Mancha, a Iberdrola tem em operação 2.229 MW renováveis, principalmente eólicos, situando-se como a terceira região autônoma espanhola com mais megawatts 'verdes' instalados pela companhia.

A Iberdrola é líder em energias renováveis na Espanha, com uma capacidade eólica instalada de mais de 6.000 MW e mais de 16.600 MW em energias renováveis; um volume que no mundo chega a 32.700 MW e que converte seu parque de geração em um dos mais limpos do setor energético.

Acesso a informação legal