A Iberdrola começa com os trâmites para desenvolver sua primeira instalação fotovoltaica em Castela e Leão

Notícia Volver

18/12/2019

Ela fortalece a sua liderança em energias renováveis, com a capacidade atual de mais de 5.100 MW, através de dois novos projetos em Ciudad Rodrigo (300 MW) e Villarino (50 MW), em Salamanca.

A Iberdrola começa com os trâmites para desenvolver sua primeira instalação fotovoltaica em Castela e Leão

  • O acesso à rede também foi assegurado para mais 500 MW de energias renováveis na forma de dois projetos de grande escala, um parque eólico (300 MW) e uma instalação de energia solar (200 MW).
  • O plano da Iberdrola de relançar energias limpas na Espanha inclui a instalação de 3.000 MW de energias renováveis até 2022.

A Iberdrola continua investindo em energia limpa na Espanha e acaba de começar a processar os trâmites para seus dois primeiros projetos fotovoltaicos em Castela e Leão, que estarão localizados em Ciudad Rodrigo (300 MW) e Villarino (50 MW), na província de Salamanca.

Essas novas instalações solares reforçarão a liderança da Iberdrola na Espanha, particularmente em Castela e Leão, onde já administra mais de 5.100 MW de unidades de energia hidráulica e eólica, o que a torna a região número um da empresa em termos de megawatts verdes instalados.

A instalação fotovoltaica de Ciudad Rodrigo, que deve ser construída em 2021, terá 826.200 painéis solares e criará 800 empregos no momento da atividade de construção. O investimento da empresa em geração solar nesta região também incluirá outra instalação fotovoltaica (50 MW) em Villarino de los Aires e Trabanca, Salamanca. 

Além dessas iniciativas, a Iberdrola também garantiu o acesso à rede para mais 500 MW de capacidade de energia renovável, que consiste em um grande parque eólico (300 MW) e em uma instalação fotovoltaica de 200 MW.


Estratégia de investimento em energias renováveis na Espanha

O plano da Iberdrola de investir em energias renováveis na Espanha inclui a instalação de outros 3000 MW até 2022. Para 2030, as previsões da empresa apontam à instalação de outros 10.000 MW. Essas ações gerarão a criação de empregos para 20.000 pessoas.

Atualmente, e com esses processos em curso, os projetos da Iberdrola em construção ou em plano - eólicos e fotovoltaicos - na Espanha chegam a mais de 4.000 MW, em regiões como Estremadura, Castela-La Mancha, Castela e Leão, Navarra, Aragão, Andaluzia, Múrcia e Cantábria.

Em Castela e Leão, a Iberdrola opera mais de 5.100 MW de unidades de geração de energia hidráulica e eólica. Entre suas atividades mais recentes na região está a aquisição do complexo eólico BaCa (Ballestas e Castona), com uma capacidade instalada de 69,3 MW. Essas unidades acabam de entrar em funcionamento e sua produção fornecerá energia limpa ao equivalente a 25.000 residências por ano, evitando a emissão de 40.000 toneladas de CO2 por ano.

Na Espanha, a Iberdrola é a líder em desenvolvimento eólico, com uma capacidade instalada de mais de 5.800 MW, e líder em energias renováveis, com 16.000 MW instalados (mais de 30.000 MW em todo o mundo), o que faz do seu parque de geração um dos mais limpos do setor energético.

A escolha do modelo econômico descarbonizado feita pela Iberdrola acarretou investimentos de quase 10 bilhões de euros por ano em todo o mundo, tendo chegado a 100 bilhões de euros nesta área desde 2001.

Acesso a informação legal