NotíciaVolver

30/10/2020

Iberdrola tramita seu primeiro grande projeto fotovoltaico na Comunitat Valenciana

  • Localizado no Valle de Ayora-Cofrentes, possui uma potência instalada de 200 MW e representa um investimento de mais de 100 milhões e euros
  • Sua construção envolverá até 600 profissionais, contribuindo para a reativação da economia local

A Iberdrola avança na tramitação do seu primeiro grande projeto fotovoltaico na Comunitat Valenciana, o parque FV Cofrentes, que representa um investimento de mais de 100 milhões de euros.

A usina, situada nas divisas municipais de Ayora e Zarra, terá uma potência de 200 megawatts (MW) contribuindo para a dinamização do tecido industrial local, pois sua construção exigirá até 600 profissionais.

A instalação projetada no Valle de Ayora-Cofrentes será integrada por 445.000 módulos fotovoltaicos, que ocuparão uma extensão aproximada de 250 hectares entre as divisas municipais de Ayora e Zarra. Além disso, contempla a construção da subestação de descarga de eletricidade do próprio parque fotovoltaico, que estará localizada em Ayora, assim como as diferentes infraestruturas das linhas elétricas necessárias para a transmissão da energia e conexão à rede nacional. Uma vez em funcionamento, fornecerá energia limpa para mais de 100.000 residências, evitando a emissão de 63.000 t CO2/ano.

O projeto inclui a construção em Jalance da subestação coletora que fará parte das infraestruturas de descarga do nó de Cofrentes, o qual será formada por um transformador com possibilidades de ampliação para dois novos, conforme forem avançando os projetos de geração de energia renovável na área.

A Iberdrola colabora para a consolidação de um modelo onde as empresas valencianas e a criação de emprego estejam orientadas para setores do futuro, tal como as energias renováveis.

Esse compromisso foi transmitido há menos de dois meses pelo presidente da Iberdrola, Ignacio Galán, em uma visita do president de la Generalitat Valenciana, Ximo Puig, às instalações da empresa em Valência onde explicou que a região possui “tudo aquilo que é necessário para continuar liderando a transformação do sistema energético com mais energia renovável” e compartilhou seu desejo de “continuar crescendo, estimulando o tecido industrial da região, criando emprego e agregando valor aos valencianos”.

Na Comunitat Valenciana, a Iberdrola gerencia mais de 2.000 MW de potência instalada renovável, mais concretamente hidrelétrica, como é o caso do complexo de Cortes-La Muela, a maior usina de bombeamento da Europa.


Energias renováveis para ativar a recuperação

A Iberdrola não tem nenhuma dúvida de que a recuperação da economia e da criação de emprego deve ser verde. Essa aposta levou a companhia a bater recordes de investimento ao longo desse ano, chegando a 10 bilhões de euros em energias renováveis, redes elétricas inteligentes e sistemas de armazenamento em larga escala, depois de ter destinado 25 bilhões de euros desde 2001 na Espanha, alcançando a marca de 120 bilhões de euros no mundo.

A Iberdrola é líder em energias renováveis na Espanha, com uma capacidade eólica instalada de mais de 6.000 MW e mais de 16.700 MW em energias renováveis; um volume que no mundo chega a 33.800 MW e que converte seu parque de geração em um dos mais limpos do setor energético.

Acesso a informação legal