NotíciaVolver

23/04/2020

Encerrada com sucesso a convocatória promovida pelas empresas do setor energético

A iniciativa Energia Positiva+ recebeu quase 400 propostas inovadoras para atenuar o impacto econômico e social do coronavírus

  • A maioria dos projetos se enquadra no âmbito 'descarbonização e sustentabilidade'
  • A Capital Energy e o Grupo Disa também se uniram à iniciativa promovida pelas empresas Enagás, Red Eléctrica, CLH, Iberdrola, BP, EIT InnoEnergy e Acciona.

Em apenas 13 dias a plataforma Energia Positiva+ recebeu 396 propostas que visam atenuar o impacto econômico e social do COVID-19. Esta convocatória urgente, dirigida a startups e scaleups e promovida por empresas do setor energético, encerrou o prazo de inscrições das candidaturas no último domingo, dia 19 de abril.

Trata-se de uma iniciativa pioneira lançada no último dia 07 de abril na Espanha, cujo objetivo é buscar projetos relacionados aos âmbitos da sustentabilidade ambiental, mobilidade, impacto social, digitalização, telecomunicação e indústria 4.0, sempre a partir da perspectiva da energia. A categoria 'descarbonização e sustentabilidade' foi a que recebeu um maior número de propostas.

Do total de projetos recebidos, 140 são de startups em fase inicial (faturamento anual inferior a 5.000 €), 217 são propostas de startups em uma fase mais avançada (que faturam entre 5.000€ e um milhão de euros/ano) e 39 são de scaleups (empresas com um faturamento superior a um milhão de euros em 2019).

Mais de 85% das propostas apresentadas são espanholas, e nos 51 projetos internacionais inscritos participaram empreendedores da França, Bélgica, Suíça, Chile ou Canadá, entre outros.

Neste momento, os projetos estão sendo avaliados e selecionados. O regulamento para o acordo de investimento, apoio ou aceleração entre as empresas e os empreendedores será definido a partir da primeira semana de maio e, após uma fase de entrevistas com as startups/scaleups, comunicaremos os projetos selecionados publicamente. Dessa forma, começarão a trabalhar partir da segunda quinzena de maio e o desenvolvimento e implantação dos projetos poderão ser iniciados em um ano, cumprindo o calendário estabelecido. 

A Capital Energy e o Grupo Disa também se uniram à iniciativa promovida pelas empresas Enagás, Red Eléctrica, CLH, Iberdrola, BP, EIT InnoEnergy e Acciona. Além disso, colaboram instituições como a Startup Olé, ASCRI, El Referente e SociosInversores e, recentemente, também aderiram empresas colaboradoras como a Byld, Everis, Dentons, PKF Attest innCome e Pons IP.

Cada uma das empresas apoiará pelo menos uma startup/scaleup, proporcionando financiamento para o desenvolvimento do projeto e/ou colocando à disposição suas ferramentas de inovação, investimento, desenvolvimento comercial e estrutura.

Através desse projeto conjunto, as corporações participantes somam forças para contribuir, por meio de suas corporate ventures e da inovação, com a recuperação econômica e social da Espanha diante da crise causada pelo COVID-19, além de apoiar o ecossistema empreendedor.

Para obter mais informações sobre a Energia Positiva+, clique aqui.