NotíciaVolver

04/10/2019

A Iberdrola tem em construção ou tramitação mais de 1.700 MW fotovoltaicos na Estremadura (Espanha), o que torna esta região no centro de sua estratégia renovável

A usina de Núñez de Balboa bate recordes: atinge o ponto máximo de 1.200 empregos, sendo 70% dos mesmos locais

  • A Secretária para a Transição Ecológica e Sustentabilidade comprovou em uma visita o progresso das obras: toda a estrutura da instalação já está fincada e mais de 50% dos painéis fotovoltaicos estão montados
  • O plano de relançamento de energias limpas da Iberdrola na Espanha prevê a instalação de 3.000 MW renováveis até 2022

O projeto Núñez de Balboa, que a Iberdrola está construindo na Estremadura espanhola, bate recordes: é a maior instalação fotovoltaica da Europa em construção (500 MW) e sua execução acaba de alcançar mais de 1.200 empregos nos trabalhos necessários. Setenta por cento deles são trabalhadores da Estremadura e cerca 150 destes provêm dos municípios que acolhem o projeto: Usagre e Hinojosa del Valle.

A Secretária para a Transição Ecológica e Sustentabilidade da Estremadura, Olga Garcia, acompanhada pelo Diretor da área de Renováveis da Iberdrola na Espanha, Julio Castro, comprovaram numa visita à usina nesta manhã o progresso das obras. Atualmente a a quase totalidade da estrutura está fincada no terreno e mais de 50% dos 1.430.000 painéis fotovoltaicos estão montados. Da mesma forma, está muito avançada a construção da subestação da usina e a de manobra. A previsão de finalização da montagem eletromecânica é o mês de dezembro.

A complexidade logística do projeto - o transporte dos componentes principais até o local da obra será feito com cerca de 3.200 contentores - está exigindo um grande trabalho de coordenação das fases de fabricação, transporte e montagem na obra. O projeto de instalação por módulos simplifica os trabalhos de instalação e dá mais segurança.

A usina, que ocupa uma superfície de quase 1.000 hectares, gerará energia limpa suficiente para abastecer as necessidades de 250.000 pessoas, número superior à população das cidades de Cáceres e Badajoz, evitando também a emissão à atmosfera de 215.000 toneladas de CO2 por ano, reforçando o compromisso da Iberdrola com a proteção do ambiente e com a mitigação do aquecimento global.

A Iberdrola investirá nessa instalação aproximadamente 300 milhões de euros até o início do seu funcionamento no (primeiro trimestre de 2020), o que faz parte do plano de relançamento de energias limpas da Iberdrola na Espanha. A iniciativa foi promovida com a colaboração da empresa Ecoenergías del Guadiana, na modalidade de desenvolvimento conjunto, com pleno respeito ecológico e de ordenamento do território.


Mais de 1.700 MW renováveis em construção e tramitação

Além da Núñez de Balboa, em fase de construção, a Iberdrola avançou na tramitação de outros seis projetos fotovoltaicos na comunidade: Francisco Pizarro (590 MW), localizado em Torrecillas de la Tiesa; Ceclavín (328 MW) em Alcántara; Arenales (150 MW) em Cáceres e Campo Arañuelo I, II e III (50 MW cada una) na comarca de Almaraz.

Com estes projetos, a Iberdrola chega a mais de 1.700 megawatts fotovoltaicos em construção ou tramitação na região, convertendo a Estremadura no centro de sua estratégia renovável na Espanha.


Capacitação e formação em energias renováveis

As atuações da Iberdrola na Estremadura ocorrem também no âmbito do treinamento e capacitação em termos de energias renováveis. Em maio, a Iberdrola, a Prefeitura de Usagre e a Associação de Municípios de Llerena assinaram um acordo de colaboração de formação dos alunos da Escola Profissional Campiña Sur na Estremadura, mais especificamente através de atuações relacionadas com o projeto fotovoltaico de Núñez de Balboa.

O acordo inclui visitas ao local e, ao finalizar sua etapa de formação, os estudantes completarão sua experiência com estágios na própria usina de Núñez de Balboa.


Plano de relançamento de energias limpas na Espanha 

O plano de investimento da Iberdrola em energias renováveis na Espanha prevê a instalação de 3.000 MW renováveis até 2022 Até 2030, as previsões da empresa chegam a 10.000 novos MW. Estas atuações permitirão a criação de 20.000 empregos.

Na Espanha, a Iberdrola é líder em energias renováveis, com uma capacidade instalada de 15.828 MW; um volume que, em termos mundiais, perfaz mais de 30.300 MW e converte seu parque de geração em um dos mais limpos do setor energético.

Com a aposta em um modelo econômico descarbonizado, a Iberdrola se comprometeu a realizar investimentos de 34 bilhões de euros no mundo até 2022 em energias renováveis, redes de distribuição elétrica robustas e inteligentes e tecnologias de armazenamento, depois de ter destinado 100 bilhões desde 2001.

 

 

Acesso a informação legal