Notícia

27.07.2022

Graças ao aumento dos investimentos, que alcançaram 4,741 bilhões de euros no primeiro semestre (+5%) e 10,200 bilhões de euros nos últimos doze meses

Iberdrola atinge lucro líquido de € 2,075 bi graças aos bons resultados no exterior

Seguimos aumentando nossos investimentos para fortalecer a autonomia energética e acelerar a transição verde, reduzindo a dependência dos combustíveis fósseis. Os projetos que temos em andamento na Espanha e no mundo nos permite gerar atividade econômica e apoiar 400.000 empregos em mais de 19.000 fornecedores

Ignacio Galán, presidente da Iberdrola

  • Esforço de investimento. A empresa investiu 4,741 bilhões de euros até junho, um aumento de 5%, para atingir 10,2 bilhões nos últimos doze meses, 90% focados em redes e energias renováveis.
  • Queda nos lucros na Espanha. O lucro líquido na Espanha caiu 26%, afetado principalmente pelos altos preços da energia que não foram repassados aos clientes com contratos de preço fixo previamente estabelecidos. 
  • Diversificação internacional. A empresa conseguiu aumentar seu lucro global para 2,075 bilhões de euros, um aumento de 36%, graças principalmente ao bom desempenho nos Estados Unidos, no Brasil e no Reino Unido. 
  • O grupo instalou 3.400 MW de energias renováveis nos últimos doze meses. Destes, 996 MW são eólicos, 1.241 MW fotovoltaicos, quase 1.000 MW de armazenamento hidrelétrico e 116 MW de baterias. O portfólio de projetos renováveis está em torno de 95.000 MW, dos quais cerca de 10.800 MW já estão em construção ou com contratos de longo prazo garantidos.
  • Contribuição fiscal. Iberdrola alocou um total de 7,836 bilhões de euros no ano passado. Quase metade deste montante, 3,469 bilhões, corresponde à Espanha.
  • Criação de empregos: A empresa contratou mais de 2.100 funcionários no primeiro semestre do ano, ultrapassando 5.000 nos últimos 12 meses. 
  • Assegura o crescimento futuro:
    • Renováveis: A empresa recebeu 2.094 MW no último leilão no Reino Unido: 1.372 MW de energia eólica offshore, 396 MW de energia eólica onshore e 326 MW de energia solar fotovoltaica. Isto envolverá um investimento de 3,7 bilhões de libras (4,4 bilhões de euros).
    • Redes
      • Aceleração do crescimento no Reino Unido, onde a nova estrutura de distribuição envolverá 3,4 bilhões de libras (4 bilhões de euros) de investimento do próximo ano até 2028, para um total de 6 bilhões de libras (7,1 bilhões de euros), incluindo as redes de transmissão.
      • No Brasil, 2.000 novos quilômetros de linhas de transmissão foram concedidos no último leilão, elevando o número total de linhas de transmissão recém-concedidas para 8.000 quilômetros.
  • Aumento da remuneração aos acionistas. Conforme aprovado na Assembleia Geral, realizada no mês passado com um quórum de 72%, onde os acionistas apoiaram todos os itens da agenda com um voto médio positivo de 98%, a empresa aumentou a remuneração aos acionistas em 6,4% para 0,449 euros por ação.
  • O fluxo de caixa gerado no primeiro semestre totalizou 5,560 bilhões de euros, 31% a mais do que no mesmo período do ano anterior. 
  • A Iberdrola mantém sua expectativa de alcançar um lucro líquido entre 4 e 4,200 bilhões de euros para o ano como um todo. 
  • A Iberdrola celebrará um novo Dia do Investidor em novembro próximo.
  • Compromisso social:
    • Fornecedores e tecido industrial. A Iberdrola fechou pedidos no primeiro semestre do ano no valor de 8,2 bilhões de euros.
    • Igualdade. A Iberdrola promove uma sociedade mais justa e igualitária, tanto dentro da empresa como na sociedade como um todo. De acordo com seu Relatório de Diversidade e Inclusão, não há nenhuma desigualdade salarial na empresa, trabalham funcionários de 79 nacionalidades de todas as raças, e as mulheres correspondem agora a 34% dos cargos de responsabilidade.
  • Um modelo resiliente para o atual contexto macroeconômico:
    • Sem dependência da Rússia
      • A Iberdrola não importa petróleo e gás russo.
      • O grupo tem um modelo de negócios sustentável baseado em energias renováveis, redes e armazenamento. 
      • Cerca de 90% da produção na Europa vem de fontes livres de emissões, alcançando emissões de apenas 55 gramas de CO2 por quilowatt hora, bem abaixo da média do continente. 
    • Sólida estrutura financeira:
      • A empresa tem uma liquidez de 25 bilhões de euros.
      • Somente nos últimos 6 meses, a Iberdrola assinou mais de 8 bilhões de euros de financiamento em condições favoráveis, antecipando suas necessidades de financiamento para o ano. Desse total, 77% correspondem ao financiamento da ESG.
      • A empresa melhorou seu fluxo de caixa em relação à dívida líquida para cerca de 25%. A dívida no primeiro semestre foi de 41,717 bilhões de euros, incluindo um efeito da taxa de câmbio de 1,863 bilhões de euros. 
      • 75% da dívida está a uma taxa fixa.
         

A Iberdrola continua avançando em seu papel na transição energética para alcançar um sistema energético mais sustentável e menos dependente de combustíveis fósseis. Graças a mais de 4,7 bilhões de euros de investimentos no primeiro semestre do ano e apesar da queda no lucro na Espanha, o lucro líquido consolidado cresceu para 2,075 bilhões de euros, impulsionado pelos bons resultados nos negócios internacionais, conforme relatado hoje à Comissão Nacional do Mercado de Valores Mobiliários espanhola (CNMV). 

O forte crescimento nos Estados Unidos, Brasil e Reino Unido, principalmente, como no trimestre anterior, compensou o resultado adverso da Iberdrola Espanha, onde registrou uma queda de 26%, afetada principalmente pelos altos preços da energia, que não foram repassados aos clientes com preços fixos previamente estabelecidos.

O fluxo de caixa operacional global gerado no primeiro semestre foi de 5,560 bilhões de euros, 31% maior do que no mesmo período do ano anterior.  

Os acionistas obtiveram uma remuneração cobrada contra os resultados de 2021 de 0,449 euros por ação, 6,4% a mais do que no ano anterior. Isso foi aprovado na Assembleia Geral realizada no mês passado com um quórum de 72%, onde os acionistas apoiaram todos os itens da agenda com uma média de votos de 98% a favor.

Intenso investimento para a transição energética 

A empresa investiu 4,741 bilhões de euros no primeiro semestre de 2022, um aumento de 5%, totalizando mais de 10,2 bilhões de euros no último ano. Desse montante, 90% foram destinados a energias renováveis e redes inteligentes para acelerar a transição energética nas áreas em que está presente. 

O presidente da Iberdrola, Ignacio Galán, disse: "Na Iberdrola, seguimos aumentando nossos investimentos para fortalecer a autonomia energética e acelerar a transição verde, reduzindo a dependência dos combustíveis fósseis. Os projetos que temos em andamento na Espanha e no mundo nos permite gerar atividade econômica e apoiar 400.000 empregos em mais de 19.000 fornecedores". 

Como resultado dos investimentos já realizados, o grupo instalou 3.400 novos MW renováveis nos últimos 12 meses - 1.241 MW de energia fotovoltaica, 996 MW de energia eólica onshore, quase 1.000 MW de armazenamento hidrelétrico e 116 MW de baterias - e fortalece sua liderança renovável em quase 39.000 MW de capacidade verde em todo o mundo. Além disso, tem uma carteira de projetos de 95.000 MW, dos quais 10.800 MW estão em construção ou garantidos por contratos de longo prazo.

Por país, a Iberdrola continuou promovendo seu compromisso de descarbonização na Espanha, onde investiu quase 1,1 bilhão de euros no primeiro semestre do ano, 23% do total. Também investiu 1,246 bilhão de euros nos Estados Unidos, 837 milhões de euros no Brasil, 801 milhões de euros no Reino Unido, 153 milhões de euros no México e 619 milhões de euros em outros países.

Nos últimos meses, a empresa reforçou seu plano de crescimento com vários novos projetos. Em energias renováveis, foram concedidos 2.094 MW no Reino Unido - 1.372 MW de energia eólica offshore, 396 MW de energia eólica onshore e 326 MW de energia fotovoltaica - o que exigirá um investimento de 3,7 bilhões de libras (4,4 bilhões de euros).

Em redes, a Iberdrola acelerou o crescimento no Reino Unido, onde a nova estrutura de distribuição RIIO-ED2 implicará investimentos de 3,4 bilhões de libras (cerca de 4 bilhões de euros) do próximo ano até 2028, para um total de 6 bilhões de libras (7,1 bilhões de euros), incluindo os relativos às redes de transmissão. Além disso, 2.000 novos quilômetros de linhas de transmissão foram concedidos no último leilão realizado no Brasil, elevando para 8.000 o número de quilômetros concedidos nos últimos anos.

Estes projetos sustentam o crescimento futuro do grupo, que será mais detalhado no próximo Dia do Mercado de Capitais, em novembro.

Compromisso com a sociedade

Neste contexto atual, a Iberdrola demonstrou mais uma vez que o crescimento é totalmente compatível com a geração de valor para todos os seus Stakeholders.

Aliás, é uma das empresas mais comprometidas com os cofres públicos. Em 2021, contribuiu com 7,836 bilhões de euros globalmente, 5% a mais do que no ano anterior, ou seja, 361 milhões de euros a mais. Quase metade deste montante, 3,469 bilhões de euros, corresponde à Espanha.

A Iberdrola fez pedidos de 8,2 bilhões de euros no primeiro semestre com seus mais de 19.000 fornecedores, dando visibilidade e segurança a uma cadeia de fornecimento que gera 400.000 empregos em todo o mundo. Além disso, contratou mais de 2.100 pessoas no primeiro semestre do ano, ultrapassando 5.000 nos últimos 12 meses.

Todo este trabalho é realizado em uma empresa que promove uma sociedade mais justa e igualitária, tanto dentro da empresa como na sociedade como um todo. De acordo com seu Relatório de Diversidade e Inclusão, não há desigualdade salarial na Iberdrola, trabalham na empresa funcionários de 79 nacionalidades de todas as raças, e as mulheres correspondem agora a 34% dos cargos de responsabilidade.

Um modelo de negócios resistente ao contexto

Nos últimos seis meses, a empresa voltou a fortalecer seu balanço com mais de 8 bilhões de euros de financiamento - 77% com critérios ESG (ambientais, sociais e de governança) - em condições favoráveis. Desta forma, o grupo está antecipando suas necessidades financeiras para o ano como um todo. Aliás, nas últimas semanas, assinou com 24 instituições financeiras uma nova linha de crédito sustentável por 2,5 bilhões de euros a uma taxa historicamente baixa e fechou um empréstimo verde de 550 milhões de euros com o BEI. 

Assim, o grupo demonstrou mais uma vez sua liderança em financiamento verde e sustentável, atingindo um total de 43,8 bilhões de euros.

Além disso, conta com uma liquidez de 25 bilhões de euros, o que lhe permitiria cobrir 27 meses de necessidades de financiamento sem recorrer ao mercado. 

A empresa melhorou sua taxa de fluxo de caixa em relação ao crédito líquido da dívida para quase 25%. Além disso, em um contexto inflacionário, 75% de sua dívida está a uma taxa fixa, e a empresa conseguiu reduzir seu custo de financiamento em 4 pontos base para 2,86% no final de junho, excluindo a Neoenergia, cujas receitas também estão ligadas à inflação.

O presidente salientou que a Iberdrola está preparada para enfrentar o atual contexto macroeconômico, já que possui um modelo de negócios sustentável baseado em renováveis, redes e armazenamento. 90% de sua produção na Europa é livre de emissões, atingindo apenas 55 gramas de CO2 por KWh, muito inferior à média de seus concorrentes. Além disso, tem insistido que não depende de gás ou petróleo da Rússia. 

O desempenho durante o primeiro semestre, juntamente com as expectativas para o segundo semestre, permite à Iberdrola reafirmar suas perspectivas de alcançar um lucro líquido entre 4 e 4,2 milhões de euros para o ano inteiro.
 

Acesso a informação legal