Notícia Volver

22/09/2022

O presidente da Iberdrola participou da Semana do Clima em Nova York

Galán reafirma o compromisso de investimento da Iberdrola com a transição energética global

  • Está de acordo com o secretário-geral da ONU que o atual cenário global mostra que a transição energética não pode esperar, já que é a solução tanto para os problemas criados pelos altos preços dos combustíveis fósseis quanto para as mudanças climáticas
  • Iberdrola anuncia novo plano de biodiversidade, com o compromisso de ser positivo para a natureza até 2030
  • Reuniu-se com o vice-presidente da União Europeia. Frans Timmermans, em uma reunião na qual defendeu o papel da eletrificação na segurança energética e a descarbonização da Europa.
  • A filial estadounidense da Iberdrola realiza hoje o Capital Markets Day em Nova York, onde serão anunciadas as perspectivas da empresa para os próximos anos

O presidente da Iberdrola, Ignacio Galán, reafirmou hoje em Nova York o compromisso da empresa espanhola de investir na transição verde, tanto a nível global quanto nos Estados Unidos, e animou aos líderes políticos e as empresas do setor privado a trabalharem juntos para superar as barreiras que continuam dificultando a implantação de energia limpa e o investimento necessário em energias renováveis, redes e armazenamento. 

Galán discursou em um painel de discussão organizado pelo Grupo de Líderes pelo Clima e presidido pelo vice-presidente executivo da Comissão Europeia, Frans Timmermans, como parte da Semana do Clima de nova York.   

O evento intitulado Como os setores público e privado da UE e dos EUA podem trabalhar juntos para alcançar a liderança global na ambição climática e na segurança energética reuniu uma ampla representação de empresas privadas, organizações públicas e instituições financeiras dos EUA.

Durante seu discurso no Empire State Building, o presidente da Iberdrola se referiu aos problemas globais relacionados à dependência mundial dos combustíveis fósseis e aos desafios adicionais causados pela atual crise energética. Galán concordou com António Guterres, secretário-geral das Nações Unidas, que "o atual cenário global mostra que a transição energética não pode esperar. Não é apenas uma questão climática, também é urgente alcançar a autossuficiência energética e resolver os problemas criados pelos altos preços dos combustíveis fósseis, que ainda representam 80% do consumo global de energia".

"Na Iberdrola não temos dúvidas: investimos mais de 140 bilhões de euros na transição energética e vamos acelerar nosso plano de investimento em energias renováveis, redes e armazenamento, gerando um impacto positivo para a economia e a sociedade, mas também para a natureza", disse. 

Portanto, "na Iberdrola aprovamos um novo plano de biodiversidade, com o compromisso de ser positivo para a natureza até 2030, em vez de compensar qualquer impacto sobre a biodiversidade produzida pela empresa e atuando em nossa cadeia de fornecimento", afirmou.

O presidente da Iberdrola lembrou que, na União Europeia, a dependência dos combustíveis fósseis teve um impacto negativo sobre a competitividade das empresas e levou a repetidas crises nas últimas duas décadas. 

Além disso, Galán também apelou para a necessidade de estruturas jurídicas estáveis para atrair os investimentos necessários. "Se as estruturas são incentivadoras, tenho certeza de que haverá acesso a recursos financeiros", assegurou.

Para a Iberdrola, um caminho acelerado de eletrificação da economia através da implantação de fontes renováveis, redes e armazenamento de energia será essencial para enfrentar os desafios de hoje. Acelerar a transição energética não só resolverá com sucesso a crise climática, mas também desempenhará um papel fundamental na melhoria da segurança e competitividade energética e na criação de empregos sustentáveis em toda a cadeia de valor. 

A redução da dependência dos combustíveis fósseis tem claros benefícios em termos de empregos, qualidade do ar e desenvolvimento sustentável em geral. Responder aos desafios mais prementes da humanidade exige que encontremos juntos soluções para construir um mundo mais sustentável e resiliente para todos.