NotíciaVolver

16/09/2020

A Iberdrola acelera sua estratégia de mobilidade sustentável e assina com o ICO (Instituto de Crédito Oficial da Espanha) um empréstimo verde para a instalação de 2.500 pontos de recarga em vias públicas na Espanha e Portugal

  • A implantação da infraestrutura de recarga de veículos elétricos promovida pela companhia chegará a 150.000 carregadores nos próximos cinco anos
  • Seu plano de eletrificação da mobilidade também conta com o apoio da Comissão Europeia através dos fundos CEF Transport Blending Facilities
  • O ICO, como entidade certificada ('Implementing Partners') do programa CEF, promove o acesso das empresas espanholas a essa iniciativa para incentivar projetos que contribuam para a sustentabilidade ambiental e a eficiência do setor de transporte

 

A Iberdrola assinou com o Instituto de Crédito Oficial (ICO) um novo empréstimo verde no valor de 59,4 milhões de euros para acelerar a implantação de seu plano de mobilidade sustentável que contempla a instalação de 150.000 pontos de recarga em residências, empresas e vias públicas nos próximos cinco anos. Nesse caso, o financiamento permitirá reforçar a rede de recarga em vias públicas da Iberdrola na Espanha e Portugal com até 2.500 novos pontos.

O financiamento assinado com o ICO, com vencimento a nove anos, representa o quarto empréstimo verde que o Instituto concede à empresa espanhola com o objetivo de potencializar a produção e uso de energia a partir de fontes renováveis e não poluentes. No caso de seu plano de mobilidade sustentável, os usuários de veículos elétricos que recarregarem nas estações da Iberdrola receberão energia 100% limpa, com certificado de Garantia de Origem Renovável (GdOs). Também contam com a certificação verde por parte da empresa de consultoria G-Advisory, que emitiu seu second party opinion.

O plano de eletrificação da mobilidade da Iberdrola, alinhado à sua estratégia de recuperação verde, também conta com o apoio da Comissão Europeia através de uma subvenção de 13 milhões de euros concedida à companhia no âmbito da convocatória CEF Transport Blending Facilities pela Innovation and Networks Executive Agency (INEA), que ajudará a financiar a instalação de 2.339 pontos de recarga em vias públicas rápidos, super-rápidos e ultrarrápidos para veículos elétricos na Espanha e Portugal até 2023. Essas novas estações de recarga estarão localizadas em vias de alta capacidade dos dois países e em pontos próximos das redes transeuropeias de transporte (Trans-European Transport Network - TEN-T).

O ICO tem o status de Implementing Partner do programa CEF para facilitar o acesso das empresas espanholas a esse tipo de iniciativa da União Europeia. Mais concretamente, essa convocatória incentivou as operações de Blending, que combinam o uso de subvenção do mecanismo CEF com um componente de empréstimo de uma das entidades certificadas nesse programa, tal como o ICO.  

As propostas promovidas pelas entidades certificadas no âmbito do programa CEF contam com a conformidade expressa do respectivo Governo do Estado-membro da União de onde estão radicadas as instituições ou empresas solicitantes. Na Espanha, essa conformidade é dada pelo Ministério de Transportes, Mobilidade e Agenda Urbana (Mitma).


Mobilidade elétrica e recuperação verde

A Iberdrola continua apostando na eletrificação do transporte em sua estratégia de transição para uma economia descarbonizada como alavanca essencial para a redução das emissões e da poluição, assim como para a recuperação verde no mundo pós-COVID.

A companhia está implantando um plano de mobilidade sustentável, cujo investimento é de 150 milhões de euros, intensificando a instalação de pontos de recarga para veículos elétricos nos próximos anos.

A iniciativa prevê a instalação de cerca de 150.000 pontos de recarga, tanto em residências quanto em empresas, assim como nas vias urbanas, cidades e principais rodovias nos próximos cinco anos. A aposta na instalação de estações de recarga de alta eficiência se concretizará na instalação de estações ultrarrápidas (350 kW) a cada 200 quilômetros, super-rápidas (150 kW) a cada 100 quilômetros e rápidas (50 kW) a cada 50 quilômetros.

A Iberdrola está ciente da necessidade de promover a mobilidade elétrica na Espanha através de uma ação coordenada e eficiente com os principais agentes envolvidos. Nesse sentido, a companhia já completou mais de 40 acordos de implantação de infraestrutura com administrações, instituições, empresas, estações de serviço, concessionárias e fabricantes de veículos elétricos.

A Iberdrola foi a primeira empresa espanhola a assinar a iniciativa EV100 do The Climate Group, com o objetivo de acelerar a transição para os veículos elétricos, comprometendo-se a eletrificar toda a sua frota de veículos e facilitar a recarga ao pessoal em seus negócios na Espanha e Reino Unido até 2030.


Iberdrola

A Iberdrola é líder do setor energético global, primeira geradora eólica e uma das maiores empresas de energia elétrica em valor de mercado do mundo. O grupo fornece energia para aproximadamente 100 milhões de pessoas em dezenas de países, tais como a Espanha, Reino Unido (ScottishPower), Estados Unidos (AVANGRID), Brasil (Neoenergia), México, Alemanha, Portugal, Itália ou França. Com mais de 35.000 funcionários e ativos superiores a 122 bilhões de euros, teve um faturamento de 36,438 bilhões de euros e um lucro líquido de 3,406 bilhões de euros em 2019.

A Iberdrola lidera a transição energética para um modelo sustentável através de seus investimentos em energias renováveis, redes inteligentes, armazenamento de energia em larga escala e transformação digital para oferecer os produtos e serviços mais avançados aos seus clientes. Graças à sua aposta nas energias limpas, é uma das empresas com os menores índices de emissão e uma referência internacional devido à sua contribuição na luta contra as mudanças climáticas e em prol da sustentabilidade.

O grupo é líder no financiamento verde, após ter sido a primeira empresa espanhola em fechar uma colocação de bônus verdes e contar atualmente com oito emissões públicas sênior com esse formato. Além disso, realizou colocações privadas verdes e emitiu bônus verdes a partir de outras subsidiárias do grupo, como a AVANGRID ou a Neoenergia. Em consonância com essa estratégia, a Iberdrola assinou no final de 2016 o primeiro empréstimo verde realizado no mundo para uma companhia energética e atualmente conta com um financiamento verde/sustentável superior a 22 bilhões de euros.


Compromisso do ICO com a sustentabilidade

O ICO integrou a sustentabilidade como um princípio horizontal de atuação em suas diversas vertentes: ambiental, social e de governança tanto em operações de passivo, captando fundos nos mercados internacionais quanto em sua canalização para operações de ativo, financiando empresas e projetos, assim como em sua política de responsabilidade social.

Nessa linha de trabalho, o ICO colabora com a Comissão Europeia, BEI ou FEI na mobilização de recursos do orçamento comunitário para empresas espanholas. Durante o atual Quadro Financeiro Plurianual 2016-2020, promoveu a canalização de 2 bilhões de euros dos fundos do Plano Juncker (Fundo Europeu de Investimentos Estratégicos) e, mais recentemente, como entidade certificada no programa Connecting Europe Facility, contribuiu para que seis projetos de combustíveis alternativos de empresas espanholas recebessem fundos europeus. Em 2019 lançou no mercado sua primeira emissão de bônus verdes no valor de 500 milhões de euros e aprovou operações superiores a 1,08 bilhão de euros para financiar projetos sustentáveis do ponto de vista ambiental e social.