NotíciaVolver

27/07/2020

Investirá 180 milhões de euros na construção de quatro novas usinas fotovoltaicas

Iberdrola avança em seus planos na região da Extremadura: obtém autorizações ambientais para implantar mais 300 MW

  • Converte a região no foco de sua estratégia de energia renovável na Espanha: após a entrada em operação da usina Núñez de Balboa (500 MW), nos próximos meses lidará com a construção de sete projetos fotovoltaicos de 728 MW

A Iberdrola avança em seus planos de investimento mais ambiciosos em energias renováveis na região da Extremadura e resto da Espanha, após obter a Declaração de Impacto Ambiental (DIA) de quatro usinas fotovoltaicas tramitadas na província de Cáceres, totalizando 300 MW: três delas fazem parte do Complexo Arañuelo e somam 150 megawatts (MW) e a quarta, também na província de Cáceres, é a usina fotovoltaica Arenales com mais 150 MW de potência instalada.

Localizadas na comarca de Almaraz, as usinas Arañuelo I, II e III - de 50 MW cada uma delas - terão 12.514 estruturas fixas e 366.180 placas solares. O projeto também inclui um sistema de armazenamento de energia mediante o uso de uma bateria inovadora. A usina fotovoltaica Arenales, de 150 MW de potência instalada, terá 390.840 placas solares. O investimento conjunto desses projetos atinge a cifra de 180 milhões de euros.

Os novos projetos exigirão para sua construção mais de 1.000 profissionais em períodos de pico e contarão com um alto componente local, pois participação empresas como a Ecoenergías que se encarregará dos trabalhos de engenharia e meio ambiente ou a Imedexa que fornecerá as torres de alta tensão.

Os quatro novos projetos se somam às duas usinas que a Iberdrola desenvolverá na circunscrição municipal de Cedillo-Majada Alta e San Antonio, com uma potência instalada conjunta de 100 MW, e para as quais também já obteve a Declaração de Impacto Ambiental (DIA).

As obras de construção de todos esses projetos serão iniciadas após a obtenção das autorizações administrativas e das licenças de construção.


A construção da usina de Ceclavín, em preparação

Na região da Extremadura, a usina fotovoltaica de Ceclavín (328 MW) está na fase final do processo administrativo, por isso a Iberdrola já está preparando o início de sua construção que envolverá 800 profissionais. O projeto representa um investimento de 250 milhões de euros e, quando estiver em operação, fornecerá energia para uma população equivalente de 175.385 residências/ano evitando a emissão de 110.000 t CO2/ano.

Em fevereiro, a Iberdrola e a Orange chegaram a um acordo de compra e venda de energia de longo prazo (PPA - Power Purchase Agreement), através do qual a companhia energética proporcionará energia verde a 9.000 pontos de fornecimento da rede própria da Orange na Espanha durante um período de 12 anos. A metade desse consumo, 200 GWh/ano, será feita mediante o modelo PPA (Power Purchase Agreement) associado a esse ativo renovável de nova construção.


Extremadura, no foco de sua estratégia de energia renovável

A Iberdrola converteu a região da Extremadura no foco de sua estratégia de energia renovável na Espanha, onde desenvolverá mais de 1.800 MW fotovoltaicos até 2022.

Após a entrada em operação no último dia 06 de abril, em plena crise do coronavírus, da maior usina fotovoltaica da Europa, a Núñez de Balboa, com 500 MW de potência instalada, a Iberdrola lidará nos próximos meses com a construção de outros sete projetos de energia renovável na região com uma capacidade total de 728 MW. Também mantém em tramitação a usina de Francisco Pizarro (590 MW), localizada em Torrecillas de la Tiesa.

A Iberdrola acredita que a eletrificação será a alavanca da mudança no mundo pós-COVID, por isso acelerou seus investimentos a fim de contribuir para a reativação da atividade econômica e criação de emprego.

Sua aposta na recuperação verde levou a empresa bater recordes de investimento ao longo deste ano, chegando a 10 bilhões de euros em energias renováveis, redes elétricas inteligentes e sistemas de armazenamento em larga escala, depois de ter destinado 100 bilhões desde 2001 no mundo, dos quais 25 bilhões na Espanha.

A Iberdrola é líder em energias renováveis na Espanha, com uma capacidade eólica instalada de mais de 6.000 MW e mais de 16.600 MW em energias renováveis; um volume que no mundo chega a 32.700 MW, convertendo seu parque de geração em um dos mais limpos do setor energético.

Acesso a informação legal