Iberdrola inicia a construção do primeiro grande parque eólico offshore dos Estados Unidos

Notícia Volver

19/11/2021

O grupo destinará aos Estados Unidos mais de 35 bilhões de dólares durante o período 2020-2025

Iberdrola inicia a construção do primeiro grande parque eólico offshore dos Estados Unidos

  • Trata-se do Vineyard Wind 1, localizado ao longo da costa de Massachusetts e 25 vezes maior do que o outro parque existente em Rhode Island
  • Com uma potência de 800 MW, será capaz de satisfazer as necessidades energéticas de mais de 400.000 residências criando 3.600 empregos

A Iberdrola inicia a construção do primeiro grande parque eólico offshore dos Estados Unidos, que será 25 vezes maior em relação à única instalação desse tipo existente no país, localizada em Rhode Island. O projeto vai ser realizado através da Vineyard Wind, empresa onde o grupo Iberdrola tem uma participação de 50% – através da Avangrid Renewables, filial da AVANGRID – e da Copenhagen Infrastructure Partners (CIP).

O projeto de 800 megawatts (MW), localizado a aproximadamente 24 km ao sul da costa de Martha's Vineyard, vai gerar energia eólica suficiente para satisfazer a demanda de mais de 400.000 residências. Além disso, reduzirá as tarifas em 1,4 bilhão de dólares nos primeiros 20 anos de operação e sua colocação em funcionamento também evitará a emissão de mais de 1,6 milhão de toneladas de dióxido de carbono/ano, o equivalente a retirar 325.000 veículos das estradas. O outro parque eólico offshore em Rhode Island possui 30 MW e abastece 17.000 residências.

A cerimônia para comemorar o início da construção de Vineyard Wind 1 no condado de Barnstable, Massachusetts, contou com a presença de Deb Haaland, secretária do Interior dos Estados Unidos; Charlie Baker, governador do Estado de Massachusetts; e de outros funcionários estatais e locais. Representando o projeto, estiveram presentes Lars T. Pedersen, diretor executivo da Vineyard Wind; Christian T. Skakkebæk, sócio principal e cofundador da CIP; e Dennis V. Arriola, CEO da AVANGRID.

Ignacio Galán, presidente e CEO da Iberdrola e presidente da Avangrid, ressaltou que a “Vineyard Wind está à altura dos projetos eólicos offshore mais ambiciosos em âmbito mundial, incluindo os desenvolvidos pelo grupo Iberdrola. Poucos países têm a ambição de lançar seu primeiro projeto em escala comercial para fornecer energia a 400.000 residências e criar 3.600 empregos". "Com 15 anos de liderança em energia eólica offshore, a Iberdrola e a Avangrid estão consideravelmente preparadas para ajudar os Estados Unidos a concretizar todas as oportunidades que surgirem no setor eólico offshore, fazendo importantes investimentos econômicos. Essa atividade permitirá criar empregos especializados e desenvolver uma cadeia de suprimentos no país. Nossos projetos de energia eólica offshore na Nova Inglaterra e Carolina do Norte/Virgínia poderiam representar um investimento total muito superior à cifra de 15 bilhões de dólares nos próximos anos", acrescentou.

O Projeto de Acordo Trabalhista (PLA na sigla em inglês) garante que pelo menos 500 dos empregos criados durante a fase de construção do projeto sejam preenchidos por pessoal local, assim como inclui altos objetivos de contratação de mulheres e diferentes grupos sociais que sofrem discriminação racial nos Estados Unidos.

"Este tipo de investimento, como o do parque Vineyard Wind, permitirá que Massachusetts continue liderando a nação rumo a uma economia de energia limpa” afirmou Edward J. Markey, senador de Massachusetts, que aproveitou a ocasião para parabenizar todos os profissionais que participaram desse histórico projeto pela sua dedicação.


Pioneira nas energias limpas nos Estados Unidos

A Iberdrola investirá nos Estados Unidos mais de 35 bilhões de dólares durante o período 2020-2025

Atualmente, está em andamento três das iniciativas energéticas mais relevantes do país, que precisarão de 11 bilhões de dólares de investimento no âmbito das energias renováveis e das redes: a construção do parque eólico ofshore Vineyard Wind 1, a aquisição da PNM Resources no Novo México e Texas e o desenvolvimento da Linha de Transmissão de Energia Limpa na Nova Inglaterra (NECEC).

Em 2025, a Iberdrola operará 13.200 MW de capacidade em energias renováveis nos Estados Unidos, 70% a mais do que em 2020. A companhia também está investindo em infraestruturas de redes que dão suporte ao processo de descarbonização da economia, que chegarão a 12 bilhões nesse âmbito até 2025. Além disso, a transação com a PNM Resources, no Novo México e Texas, no valor de 8,3 bilhões de dólares, lhe permitirá incorporar outros 800.000 clientes no país. Estima-se que essa última operação tenha sua aprovação definitiva no quarto trimestre de 2021.

Atualmente, a Avangrid gerencia oito empresas de serviços públicos em Nova York, Connecticut, Maine e Massachusetts, que prestam serviço a uma população de 7 milhões de pessoas, com 3,3 milhões de clientes diretos.


Líder mundial em energia eólica offshore: Europa, Estados Unidos e resto do mundo

A Iberdrola é líder mundial no desenvolvimento de energia eólica offshore, com ativos de mais de 38.000 MW. Focada em países com objetivos ambiciosos, a companhia espera ter 18.000 MW eólicos offshore operacionais em 2030 em diferentes mercados.

Na Europa, a Iberdrola está na vanguarda do mercado eólico offshore com 1.300 MW de capacidade operacional na Alemanha (Wikinger) e Reino Unido (East Anglia ONE e West of Duddon Sands) e quase 1.000 MW em construção na Alemanha (Baltic Eagle) e França (St. Brieuc). Além disso, gerencia uma vasta carteira de projetos no Reino Unido, França e Alemanha, assim como em novas plataformas de crescimento como Irlanda, Suécia, Polônia e Dinamarca.

A companhia também é líder e pioneira no desenvolvimento do mercado eólico offshore norte-americano. Além do parque Vineyard Wind 1 (800 MW), o acordo de hoje permitirá que a companhia acelere o desenvolvimento de mais de 2.000 MW de capacidade através do Park City Wind e Commonwealth Wind.

A Avangrid também é proprietária da área de desenvolvimento Kitty Hawk (2.500 MW) na Carolina do Norte, assim como já iniciou o processo de obtenção de licenças BOEM para o Kitty Hawk North (800 MW), o primeiro projeto a ser construído nessa área, e administra outros parques em uma fase anterior de desenvolvimento.

A aceleração nos Estados Unidos segue a mesma estratégia que a Iberdrola implementou no Reino Unido. Após quatro anos de desenvolvimento inicial com o Vattenfall, assumiu o controle de quase 4.000 MW de capacidade e, desde então, desenvolveu os projetos East Anglia ONE (714 MW), já em operação, e o East Anglia HUB (3.100 MW).

No resto do mundo, a companhia consolida novas plataformas de crescimento em diversas regiões, com uma importante carteira de projetos na Ásia (Japão e Taiwan), assim como em outros mercados emergentes, como o Brasil.

Acesso a informação legal