NotíciaVolver

22/02/2021

Reconhecerá projetos em seis categorias - este ano foi incluída uma nova sobre Sustentabilidade - com uma verba total de 300.000 euros

Iberdrola lança a II Edição dos Prêmios Iberdrola SuperA para continuar promovendo a igualdade de gênero através do esporte

  • Para projetos relacionados ao esporte-base, a incorporação à competição, a integração social, a inclusão, a difusão e visibilidade e o desenvolvimento sustentável no âmbito do esporte
  • Os prêmios Iberdrola SuperA contribuem para o ODS 5 (igualdade de gênero) e a Agenda 2030 das Nações Unidas para 2030

Iberdrola convoca a II Edição dos Prêmios Iberdrola SuperA, que reconhecerão os melhores projetos em prol da igualdade de gênero e do empoderamento da mulher através da prática esportiva.

Os prêmios reconhecerão projetos em seis categorias - este ano foi incluída uma nova sobre Sustentabilidade - com uma verba de 50.000 euros para cada uma delas. As iniciativas estão relacionadas à promoção do esporte-base entre meninas de até 16 anos (SuperA Base); a ajuda à incorporação da mulher na competição (SuperA Competição); a inclusão de mulheres com capacidades especiais na prática esportiva (SuperA Inclusão); a integração da mulher na sociedade através do esporte (SuperA Social); o aumento da visibilidade do esporte feminino (SuperA Difusão) e o desenvolvimento sustentável e de cuidados com o meio ambiente no âmbito esportivo (SuperA Sustentabilidade).

"Os prêmios Iberdrola SuperA são uma magnífica plataforma para continuar promovendo a plena igualdade de gênero e conseguir uma sociedade mais justa e mais próspera. A Iberdrola promove há muitos anos seu compromisso com a igualdade dentro e fora da Companhia, e os excelentes resultados da primeira edição desses prêmios demonstram que existem muitas iniciativas interessantes no âmbito do esporte feminino, o que nos incentiva a continuar com nosso apoio”, afirma Ignacio Galán, Presidente da Iberdrola.

As candidaturas deverão ser enviadas até 30 de abril e poderão participar tanto atletas federadas quanto associações e clubes esportivos, federações nacionais ou regionais, escolas e outras entidades públicas ou privadas, com domicílio fiscal na Espanha. Em outubro, um Júri de Honra, formado por renomadas personalidades do âmbito esportivo, selecionará os projetos vencedores.


Mais de 400 candidaturas em 2020

A edição de 2020 recebeu mais de 400 candidaturas provenientes de associações, clubes e federações esportivas, escolas e entidades públicas ou privadas que gerenciam projetos alinhados aos objetivos dos prêmios. Dentre as quais, foram vencedores os projetos MAAVI Foundation Clube de Futebol (Andaluzia); Fomento da Igualdade de Gênero (Castela e Leão); Mulher, vida e esporte (Saragoça); Muito a fazer (Castela-La Mancha); FUTFEM.COM e Juntas Venceremos.

Os Prêmios Iberdrola SuperA estão em consonância com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 das Nações Unidas para 2030, mais especificamente com o 5 (Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas).


Iberdrola, pioneira no incentivo ao esporte praticado por mulheres

O incentivo ao esporte praticado por mulheres tornou-se uma alavanca fundamental para a Iberdrola, assim como a promoção da igualdade real entre homens e mulheres, um de seus valores essenciais. Em 2016 a Iberdrola se converteu na primeira empresa que fez uma aposta firme e global em prol da igualdade e empoderamento da mulher através do esporte. Atualmente, a Companhia apoia 16 federações: ginástica, triathlon, rugby, canoagem, badminton, futebol, handebol, voleibol, hóquei, tênis de mesa, atletismo, karatê, boxe, surfe, esportes de inverno e esgrima. A empresa também cede seu nome a 22 campeonatos, todos de categoria superior, assim como a 35 competições.

Paralelamente a isso, o fornecimento de recursos, instalações, serviços médicos e árbitros, a promoção e o patrocínio de iniciativas por parte da Iberdrola contribuíram para ampliar em 39% o número de atletas federadas nas referidas disciplinas - chegando a mais de 300.000 mulheres - além de permitir que as atletas de elite espanholas que tenham feito suas carreiras esportivas em outros países possam voltar a competir na Espanha, ajudando a melhorar o nível e a visibilidade das competições nacionais.

 

Acesso a informação legal