NotíciaVolver

02/12/2020

Após destinar 70 milhões de euros para apoiar start-ups, o fundo Perseo cria uma unidade para lançar empresas tecnológicas na Espanha que apoiem a eletrificação e setores onde a descarbonização é difícil

Iberdrola reforça sua estratégia de empreendimento: investirá 40 milhões na promoção de empresas industriais inovadoras para a transição energética

  • Trabalhará na criação de negócios de suporte à eletrificação - reciclagem de pás, módulos e baterias - e em tecnologias relacionadas ao calor industrial, fabricação de baterias e descarbonização do transporte pesado
  • Prevê o desenvolvimento de seis ou sete linhas de ação nos próximos cinco anos para promover setores com potencial de crescimento e contribuir para a reativação econômica e a criação de emprego · O primeiro investimento será realizado na empresa Iberlyzer, destinada à construção de eletrolisadores para a produção de hidrogênio verde

A Iberdrola decidiu reforçar sua aposta na inovação e na industrialização em setores de nova criação para continuar dando resposta à revolução energética e contribuir para a criação de oportunidades que convertam a Espanha em uma referência industrial na transição energética. Para tal, impulsionou uma nova iniciativa no âmbito de seu programa de start-ups Perseo, denominada Perseo Venture Builder, que investirá 40 milhões de euros na criação de empresas industriais inovadoras que trabalhem em novos âmbitos da eletrificação e em setores onde a descarbonização é difícil, como a indústria e o transporte pesado.

O Programa Perseo, que agora completa uma década de trajetória, investiu até o momento 70 milhões de euros em start-ups que desenvolvem tecnologias e modelos de negócios inovadores. Sob este modelo, a Iberdrola contribuiu para seu crescimento, criação e desenvolvimento de um ecossistema global de empresas tecnológicas e empreendedores em torno do setor elétrico.

O Perseo orientou suas atuações para a análise de oportunidades de negócio e colaboração tecnológica com start-ups e empresas emergentes no mundo, analisando anualmente 300 empresas e criando um ecossistema de quase 3.000 companhias empreendedoras. Atualmente, esse instrumento investidor mantém um portfólio de 9 empresas. Através do Perseo, a Iberdrola realiza mais de 25 testes reais/ano de tecnologias que servem como primeiro passo para estabelecer uma relação comercial ou de partnership com as start-ups, assim como promoveu um total de 9 'challenges'-desafios nos dois últimos anos com a participação de 700 start-ups para identificar soluções inovadoras que permitam melhorar seu funcionamento e minimizar seu impacto ambiental.


Negócios que servem de suporte para a eletrificação e descarbonização da indústria e do transporte pesado

Com o lançamento da iniciativa Perseo Venture Builder, a Iberdrola aumenta sua ambição destinando 110 milhões para seu programa de empreendimento, assim como completa sua orientação com a criação de negócios de suporte à eletrificação a partir de zero, que em princípio se concentrarão em áreas como a reciclagem de módulos, pás e baterias, e em setores onde a descarbonização é difícil, tais como alguns processos industriais como a produção de calor industrial e o transporte pesado.

“Na última década focamos nossas parcerias com start-ups sob uma estratégia de inovação aberta, o que nos permitiu identificar de forma precoce tendências futuras em nosso setor, assim como acessar tecnologias e modelos de negócio disruptivos. A experiência e os resultados foram extraordinários. Através dessa nova iniciativa completamos nossa abordagem, promovendo a criação e a aceleração de uma indústria inovadora e da cadeia de valor que farão a diferença no desenvolvimento energético e no emprego do futuro, transpondo nosso conhecimento em inovação e tecnologia para negócios-chave a fim de tornar efetiva a eletrificação da economia”, explica Agustín Delgado, diretor de inovação, sustentabilidade e qualidade da Iberdrola.  

O objetivo da unidade Perseo Venture Builder no curto prazo consiste em desenvolver, nos próximos cinco anos, seis ou sete linhas de ação com as quais a empresa pretende dinamizar polos industriais com um alto potencial de crescimento, promovendo assim a revitalização econômica e social.

O primeiro projeto se concretizará na Iberlyzer, uma iniciativa promovida em conjunto com a empresa basca Ingeteam, visando convertê-la na primeira fabricante de eletrolisadores em larga escala da Espanha. Essa empresa começará a funcionar no próximo ano, tendo como meta fornecer mais de 200 MW de eletrolisadores em 2023. Essa produção, que representa mais de 50% dos objetivos da capacidade instalada de eletrolisadores na Espanha na referida data, se destinará ao segundo projeto da parceria entre a Iberdrola e a Fertiberia, que produzirá hidrogênio verde para a usina de Palos de la Frontera em Huelva.

A atividade da Perseo Venture Builder focará na criação de empresas inovadoras com a participação de outros grupos tecnológicos e industriais, assim como contempla a colaboração público-privada. Sua atividade decorrerá principalmente na Espanha, mas não se descarta a promoção de atividades em outros mercados onde a Iberdrola está presente.

Acesso a informação legal