empresa

A Companhia aposta no tecido empresarial em todas aquelas áreas onde desenvolve sua atividade. Promovemos as empresas que se envolvem com a inovação, qualidade, transparência e criação de empregos.

TeInteresa
  • A revolução digital e a necessidade de combater as mudanças climáticas, juntamente com a recente pandemia da COVID-19, fizeram com que o debate sobre a reindustrialização assumisse um caráter determinante. Trata-se de uma nova industrialização que não passe por modelos anacrônicos, mas por aqueles que apostem na digitalização e na sustentabilidade.

  • O grupo Iberdrola abriu novas plataformas de crescimento para se posicionar em mercados com grande projeção em energias renovável e reforçou sua presença nos principais países onde está presente, adicionando carteira de projetos de médio e longo prazo. Isso foi possível mediante 11 operações corporativas realizadas desde o início da pandemia da COVID-19, em consonância com sua estratégia de se consolidar como a maior companhia de energia renovável do mundo.

    Conforme dados da empresa Oxford Economics, a Internet Industrial das Coisas (IIoT) pode impactar setores que representam 62 % do PIB nos países do G20. Tais como o setor manufatureiro, energético ou alimentar. A aplicação da IoT na indústria promete se converter no maior impulsionador da produtividade e inovação na próxima década.

  • O grupo Iberdrola considera as redes como um fator-chave para a eletrificação da economia e dinamização dos países onde está presente. Por isso, situa os ativos regulados — juntamente com as energias renováveis — no centro de sua estratégia, tal como demonstra seu plano de investimento para o período 2020-2025. A companhia destinará ao Negócio de Redes mais de 27 bilhões de euros (40 % do investimento orgânico previsto), de tal modo que sua base de ativos regulados atingirá a cifra de 47 bilhões de euros em 2025, multiplicando por 1,5 vezes seu valor atual.

    Descubra mais artigos interessantes relacionados

    O grupo Iberdrola atua como indutor de desenvolvimento econômico e social criando emprego estável e de qualidade. Portanto, nesse sentido, comprometeu-se a investir 75 bilhões de euros até 2025 para dinamizar o tecido industrial e criar emprego nos países onde está presente.