NotíciaVolver

21/07/2021

Expansão sem precedentes de atividades e mercados que consolidam o crescimento do Grupo e seu impacto socioeconômico no curto, médio e longo prazo

Iberdrola aumenta seus investimentos em 37%, até 5 bilhões de euros, e atinge um lucro líquido ajustado de 1,844 bilhão (+8,4%) no semestre

Ignacio Galán

Presidente del grupo Iberdrola

Estes resultados são fruto de um esforço investidor sem precedentes. Em um período de grande complexidade, aceleramos os investimentos nas áreas de redes, renováveis e armazenamento, promovendo a atividade econômica e ajudando a criar empregos de qualidade em todo o mundo.

Força investidora para consolidar o crescimento atual e futuro
  • Os investimentos crescem 37%, até 4,909 bilhões de euros Mais de 90% foram destinados ao desenvolvimento de nova capacidade renovável e a redes inteligentes. Por mercados, a metade foi realizada nos Estados Unidos e Espanha. Os investimentos na área da Iberdrola Energía Internacional ganham peso e representam 17,2%
  • Acelera-se a construção e a implementação de MW verdes. Entraram em funcionamento quase 3.000 MW renováveis nos últimos 12 meses: 1.950 MW eólicos onshore, 930 MW solares e 80 MW em baterias. A capacidade em termos de construção alcança 8.500 MW e prevê-se aumentar a potência em 4.000 MW no ano
  • A carteira de projetos cresce e já atinge 81.500 MW, dos quais 25.200 MW são eólicos offshore. Acrescentam-se novas plataformas de crescimento na Polônia, Suécia, Irlanda, Japão, Coreia, Taiwan e Austrália, as quais se unem às de países tradicionais na Europa (Espanha, Portugal, Reino Unido, Alemanha, França e Itália), além dos Estados Unidos e Brasil
  • As compras de fornecedores chegam a 18 bilhões de € desde o começo da pandemia. Os pedidos adiantados pela Companhia ajudam a manter os 400.000 empregos de nossa cadeia de suprimentos no mundo
  • Novas parcerias para a descarbonização, eficiência energética e recuperação com empresas como Mapfre, Total e Shell em energias renováveis; bp, Fertiberia, Cummins, Porcelanosa, Diageo e Foresa em hidrogênio verde e Volkswagen, Renault, Irizar e Wallbox em mobilidade sustentável, entre outros
  • Aumentam as soluções inteligentes para os clientes. Os contratos aumentam mais que o dobro no referente a soluções inteligentes que a Companhia oferece a seus clientes nos últimos doze meses:  Smart Mobility, Smart Solar, Smart Home e Smart Clima


Solidez operacional e financeira, maior remuneração ao acionista e manutenção de guias em 2021
  • O EBITDA alcança 5,444 bilhões de euros (+10,2%). 85% procede das áreas de redes e renováveis e 80% é gerado com países com rating “A”. A área de Redes cresce 10,6% graças ao incremento do investimento. A área de Renováveis aumenta 63%, impulsionada por uma maior capacidade instalada e mais produção. O EBITDA da área de Geração e clientes retrocede 40% pelos altos preços registrados no mercado elétrico espanhol, pelo impacto da COVID, pelos efeitos da tempestade Filomena (Espanha) e pela onda de frio no Texas (Estados Unidos)
  • O lucro líquido ajustado até junho cresce 8,4%, até 1,844 Bi €. Como consequência da aprovação do incremento do Imposto sobre as Sociedades no Reino Unido em 2023, que passa de 19% a 25% e que afeta no exercício atual os impostos diferidos, realizou-se uma atualização dos mesmos por um montante de -463 milhões de € que, juntamente a outros não recorrentes, situa o lucro líquido informado em 1,531 bilhão de €  
  • Solidez financeira e liderança no financiamento verde. O cash flow cresce 8% até 4,246 Bi €. A liquidez alcança 17,6 Bi € e cobre 21 meses de necessidades de financiamento. A Companhia mantém-se como referência mundial em financiação verde sustentável, que se situa em mais de 32,4 Bi €
  • Mais dividendo: O dividendo por ação imputável a 2020 cresce 5,5% até 0,422 €/ação
  • Reafirma perspectivas. A Companhia mantém suas expectativas de lucros e dividendo para 2021

A Iberdrola reafirmou seu papel como motor da descarbonização e da reativação econômica e criação de empregos durante o primeiro semestre do ano, após aumentar seus investimentos em 37% com respeito ao mesmo período de 2020, até alcançar uma cifra recorde de 4,909 bilhões de euros. Estes investimentos também contribuíram para consolidar uma estratégia de expansão sem precedentes em atividades e mercados como Europa, América e Ásia-Pacífico. Mais de 90% desse esforço investidor foi destinado às atividades de renováveis (45%) e redes inteligentes (46%). Por mercados, a metade foi realizada nos Estados Unidos (27,1%) e Espanha (25,4%). Os investimentos destinados à área Internacional ganham peso e representam 17,2%, enquanto o Brasil recebeu 14,5% e o Reino Unido 12%.

O Presidente da Iberdrola, Ignacio Galán, afirmou que “estes resultados são fruto de um esforço investidor sem precedentes. Em um período de grande complexidade, aceleramos os investimentos nas áreas de redes, renováveis e armazenamento, promovendo a atividade econômica e ajudando a criar empregos de qualidade em todo o mundo”.

Entre janeiro e junho de 2021, a Companhia alcançou um EBITDA de 5,444 bilhões de euros (+10,2%) (cresce 15%, excluindo o impacto da COVID-19 e da taxa de câmbio). 85% do total procedeu das áreas de redes e renováveis e 80% foi gerado em países com rating “A”.

O EBITDA da área de redes cresceu 10,6%, até 2,5679 bilhões de euros graças ao incremento do investimento e após registrar um aumento da energia distribuída em todos os mercados onde a Companhia está presente, principalmente no Brasil, que já integra a distribuidora de Brasília. Excluindo o impacto negativo da COVID-19 e da taxa de câmbio, o EBITDA teria crescido 18,5%.

A área de renováveis incrementou 63% seu EBITDA no período, até 2,0052 bilhões de euros, impulsionado pelo aumento da produção, pela maior capacidade instalada que lhe proporciona seu plano investidor e pela melhoria do fator de carga. A área também expõe o impacto positivo da reversão da taxa hidrelétrica de 2013 e 2014 na Espanha.

A área de Geração e clientes apresenta um EBITDA de 803,3 milhões de euros (-40,9%), impactada`pelos altos preços registrados no mercado elétrico espanhol, pelas consequências da COVID, pelos efeitos da tempestade Filomena (Espanha) e pela onda de frio no Texas (Estados Unidos).

O lucro líquido ajustado até junho cresce 8,4%, até 1,844 bilhão de euros. Como consequência da aprovação do incremento do Imposto sobre as Sociedades no Reino Unido em 2023, que passa de 19% a 25% e que afeta no exercício atual os impostos diferidos, realizou-se uma atualização dos mesmos por um montante de -463 milhões de € que, juntamente a outros não recorrentes, situa o lucro líquido informado em 1,531 bilhão de €.


O plano de investimentos em andamento: mais renováveis, mais redes e novos mercados

O plano investidor da Iberdrola permitiu aumentar a capacidade renovável operacional da Companhia no semestre até superar 35.600 MW. Nos últimos 12 meses, a Iberdrola implementou 2.960 novos MW verdes, dos quais 1.950 MW correspondem à energia eólica onshore, 930 MW a solar fotovoltaica e 80 MW ao armazenamento com baterias.

A empresa, que prevê finalizar o exercício com 4.000 MW adicionais em operação, avança atualmente na construção de 8.500 MW. Por regiões geográficas, 1.700 MW (20%) correspondem à Espanha, como o terceiro país com maior potência renovável em construção, atrás da Iberdrola Energía Internacional (2.860 MW) e dos Estados Unidos (com 2.750 MW). Depois vem o Brasil com 1.050 MW verdes em construção e o Reino Unido com 150 MW; 100 MW deses em baterias.

A Iberdrola se comprometeu a instalar e colocar em funcionamento no período 2020-2025 um total de 27.600 MW com o objetivo de alcançar 60.000 MW de potência renovável. Em junho de 2021, cerca de 22.000 MW estão em construção ou com um alto grau de maturidade, o que constata que 80% da nova capacidade prevista nesse período está assegurada.

Em junho, a carteira de projetos do Grupo cresce e já ascende a 81.500 MW; dos quais 25.200 MW são eólica offshore; 15.500 MW eólica onshore; 36.600 MW fotovoltaica; 3.400 MW hidrelétrica e 1.100 MW baterias. As oportunidades em novas plataformas de crescimento na Polônia, Suécia, Irlanda, Japão, Coreia, Taiwan e Austrália se unem às de países tradicionais na Europa (Espanha, Portugal, Reino Unido, Alemanha, França e Itália), além dos Estados Unidos e Brasil.

Para enfrentar esta fase de expansão, a Iberdrola realizou compras de fornecedores que atingem 18 bilhões de euros desde o começo da pandemia. Os pedidos adiantados pela Companhia ajudam a manter os 400.000 empregos da cadeia de suprimentos no mundo.


Plataformas de crescimento em energia eólica offshore, PNM Resources, parcerias e soluções smart

Uma das principais plataformas de crescimento do Grupo está no desenvolvimento de projetos eólicos offshore. A Companhia já controla mais de 1.300 MW desta tecnologia e avança, conforme o calendário previsto, nos projetos de Saint Brieuc (França, 496 MW), Vineyard Wind 1 e Park City Wind (800 e 804 MW nos Estados Unidos, respectivamente) e Baltic Eagle (Alemanha, 476 MW), que permitirão dobrar sua capacidade offshore nos próximos anos.

A estratégia da Iberdrola no segmento eólico offshore aumentará em função dos processos de leilões previstos a curto prazo nos principais mercados onde está presente ou posicionada: Europa (37.000 MW entre 2021-2022), Estados Unidos e Ásia-Pacífico (13.800 MW até 2024).

Nos Estados Unidos, outra de suas plataformas de crescimento, espera-se completar a aquisição da PNM Resources antes de terminar o ano (só está pendente a autorização do órgão regulador do Novo México), a qual se espera para o quarto trimestre do ano. Esta operação consolidará a Iberdrola como uma das maiores distribuidoras do setor norte-americano e o terceiro operador de energias renováveis.

As parcerias também contribuirão para avançar no processo de descarbonização da economia que lidera a Companhia, assim como na reativação da indústria e da criação de empregos. A Iberdrola continuou incorporando novos parceiros, como é o caso da MAPFRE, Total y Shell em energias renováveis; bp, Fertiberia, Cummins, Porcelanosa, Diageo e Foresa em hidrogênio verde; e Volkswagen, Renault, Irizar e a empresa de soluções de recarga inteligente Wallbox no setor da mobilidade sustentável, entre outros.

As soluções inteligentes para clientes também indicam oportunidades de crescimento, destacando a expansão das soluções inteligentes-smart no âmbito residencial e mobilidade elétrica: as contratações de Smart Mobility quase triplicam; as de Smart Solar mais do que o dobro, e Smart Home e Smart Clima crescem 1,2x e 1,4x respectivamente.


Mais dividendos, solidez financeira e confirmação de perspectivas

A Iberdrola acelera o ritmo de seus investimentos, enquanto mantém a solidez de seu balanço. A Companhia aumentou seu cash flow ou fluxo de caixa operacional em 8%, até 4,246 bilhões de euros. Da mesma forma, reforçou seus índices financeiros, após reduzir sua dívida líquida ajustada em más de 500 milhões,
E incrementar a liquidez no encerramento de junho até 17,6 bilhões de euros, que cobrem 21 meses de necessidades de financiamento.

O Grupo mantém-se como líder em financiamento verde e sustentável, com 32,409 bilhões de euros, e se consolida como o primeiro emissor corporativo de bônus verdes do mundo.

A evolução da Companhia foi recentemente respaldada por seus acionistas, reunidos na Assembleia Geral, que apoiaram em 97,6% em média a gestão e propostas do Conselho de Administração.

O dividendo por ação imputável a 2020 cresce 5,5% até 0,422 €/ação.

Os resultados e a solidez financeira do Grupo sustentam o guia de resultados da Companhia para 2021, que mantém suas expectativas de lucro e dividendo para o exercício.

Acesso a informação legal