NotíciaVolver

16/12/2020

Com base nos critérios mais utilizados pela comunidade investidora internacional: ambientais, sociais e de governança corporativa

Iberdrola reformula seu sistema de governança e sustentabilidade em torno de critérios ESG

  • Seu sistema normativo reorganiza as políticas e regras da companhia, alinhadas à sua estratégia de desenvolvimento sustentável e seu dividendo social
  • Aprova uma Política de diversidade e inclusão e reforça em seu ordenamento as práticas de desconexão digital de acordo com as últimas tendências

O Conselho de Administração da Iberdrola adaptou seu Sistema de governança e sustentabilidade - nova denominação de seu sistema normativo -, articulando seus conteúdos em torno dos três principais pilares que a comunidade investidora internacional utiliza para medir o impacto e a sustentabilidade de seus investimentos: aspectos ambientais, sociais e de governança corporativa (ESG em sua sigla em inglês).

Dessa forma, o Sistema de governança e sustentabilidade foi dividido em cinco livros: a) Estatutos Sociais; b) Propósito que, junto a Propósito e Valores do grupo Iberdrola e o Código de Ética, inclui a Política geral de desenvolvimento sustentável e a Política de relacionamento com os Stakeholders; c) o livro referente ao Meio Ambiente, desenvolvido através das políticas ambientais e contra as mudanças climáticas; d) o de Compromisso Social, onde constam as políticas sociais, e o último; e) o de Governança Corporativa, que além das políticas de governança corporativa, políticas de risco e regras de governança, inclui as relacionadas à prevenção de abuso de mercado.

Essa nova iniciativa, alinhada à sua estratégia de desenvolvimento sustentável e seu dividendo social, consolida o posicionamento da companhia na vanguarda das melhores práticas internacionais em governança corporativa em um contexto onde o impacto da COVID-19 mostrou que a recuperação da crise deve basear-se em parâmetros sociais e de sustentabilidade.


'Política de diversidade e inclusão' e tendências em desconexão digital

As tendências internacionais em matéria social deixam claro a crescente importância das políticas de diversidade e inclusão. Nesse contexto, junto com a reformulação de seu ordenamento interno, o Conselho de Administração da Iberdrola aprovou uma Política de diversidade e inclusão para inserir em seu ordenamento interno as últimas tendências nesse campo.

A nova política reforça o papel da companhia como alavanca e motor de mudança e seu compromisso contra os desafios sociais atuais, tais como o incentivo à diversidade, igualdade, inclusão e sentimento de pertencimento. A Iberdrola visa manter um ambiente favorável que facilite e potencialize a diversidade e a inclusão de seus profissionais, garantindo a não discriminação.

O primeiro Relatório de Diversidade e Inclusão 2019 compila as iniciativas desenvolvidas pela empresa nesse âmbito, consideradas como uma prioridade estratégica para o crescimento sustentável da companhia, com suas equipes, clientes, fornecedores e comunidades onde está presente. No referido relatório, o presidente da Iberdrola, Ignacio Galán, afirma que "o grande fator diferenciador para o sucesso das empresas no século XXI é o talento. Por isso, contar com uma equipe diversa e com uma cultura que promova a inclusão é imprescindível para qualquer grupo que pretenda encarar os desafios de uma realidade em constante transformação”. E acrescenta: “uma empresa diversa e inclusiva atrai e retém melhor o talento e é mais inovadora, tornando-se mais produtiva e mais aberta à sociedade onde presta seus serviços”.

A Iberdrola também incluiu uma seção específica sobre desconexão digital e respeito à vida privada em sua Política de recursos humanos, codificando as práticas da companhia em resposta às mais recentes dinâmicas organizacionais. Dessa forma, a companhia promove a separação efetiva dos âmbitos profissional e pessoal, enfatizando especialmente a desconexão dos dispositivos digitais, sem favorecer ou discriminar os profissionais e tendo em consideração a diversidade de seus diferentes grupos profissionais.

 

Acesso a informação legal