NotíciaVolver

01/07/2020

A decisão será divulgada na entrega de prêmios prevista para o último trimestre do ano

Treze grandes figuras do esporte espanhol decidirão os vencedores dos Prêmios Iberdrola SuperA

  • O Júri de Honra será composto por oito mulheres e cinco homens, os quais selecionarão as melhores iniciativas: Amanda Sampedro, Carolina Marín, Conchita Martínez, Javier Fernández, Jesús Carballo, Manu Carreño, Marta Arce, Paloma del Río, Sandra Sánchez, Silvia Navarro, Talant Dujshebaev, Teresa Perales e Vicente del Bosque
  • Os premiados em cada uma das seis categorias receberão 50.000 euros para promover e dar visibilidade ao empoderamento da mulher através da prática esportiva, em consonância com o compromisso da empresa com o ODS 5, referente à igualdade de gênero

A Comissão Técnica dos Prêmios Iberdrola SuperA já selecionou seu Júri de Honra, que contará com treze grandes personalidades do esporte espanhol. Oito mulheres e cinco homens decidirão quais serão os projetos vencedores de cada uma das seis categorias na primeira edição desses prêmios: Iberdrola SuperA+, Iberdrola SuperA Base, Iberdrola SuperA Competição, Iberdrola SuperA Inclusão, Iberdrola SuperA Social e Iberdrola SuperA Difusão. Mais concretamente, farão parte do Júri de Honra:  

  • Amanda Sampedro é uma das jogadoras mais reconhecidas da Espanha. Tricampeã da Liga Iberdrola e campeã da Copa da Rainha de Futebol, é uma referência no futebol feminino em âmbito nacional. Capitã da Seleção Espanhola de Futebol e do Atlético de Madri. Disputou duas Eurocopas e dois Campeonatos Mundiais com a seleção espanhola. Possui uma placa no Passeio das Lendas do Atlético de Madri.
  • Carolina Marín, primeira jogadora de badminton espanhola nomeada como a número 1 da história. Campeã nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro de 2016. Tricampeã Mundial (2014, 2015 e 2018) e Tetracampeã da Europa (2014, 2016, 2017 e 2018). Ganhou vários Opens internacionais de primeiro nível.
  • Conchita Martínez foi número dois do mundo, primeira espanhola que venceu o torneio de Wimbledon em 1994 e única atleta a ganhar uma medalha em três Jogos Olímpicos diferentes: prata e bronze nos Jogos Olímpicos de Barcelona (1992) e Atlanta (1996) e prata nos de Atenas (2004). Finalista em dois Grand Slams: Open da Austrália (1998) e Roland Garros (2000).
  • Javier Fernández, melhor patinador da história da Espanha. Medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de 2018 em PyeongChang, campeão do mundo em 2015 e 2016 e sete vezes campeão da Europa (de 2013 a 2019). Participou dos Jogos Olímpicos de Vancouver (2010) e de Sochi (2014).
  • Jesús Carballo, presidente da Real Federação Espanhola de Ginástica. Primeiro espanhol a conquistar a medalha em um Mundial de ginástica artística. Bicampeão mundial em 1996 e 1999 e campeão da Europa em 1998 em barra fixa. Participou das Olimpíadas de Atlanta (1996) e Atenas (2004).
  • Manu Carreño, jornalista esportivo. Desde 1994 passou pelas emissoras de televisão Antena 3 e Canal+ e pela cadeia de rádio Onda Cero. Apresenta desde 2006 o telejornal vespertino Deportes Cuatro (canal espanhol Cuatro), é o principal narrador das partidas de futebol emitidas pela empresa de comunicação televisiva Mediaset e dirige o programa de rádio El Larguero da Cadena SER desde 2016.
  • Marta Arce dominou durante 14 anos seguidos o judô paralímpico espanhol em sua categoria. Medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Atenas (2004) e Pequim (2008), bronze em Londres (2012).
  • Paloma del Río, pioneira do jornalismo esportivo espanhol, é a voz das transmissões das competições de ginástica rítmica, ginástica artística, patinação artística e hipismo da TVE. Atualmente é coordenadora de Patrocínios e Federações da Rádio e Televisão Espanhola (RTVE). Cobriu diversos Campeonatos da Europa e do Mundo, oito Jogos Olímpicos de verão e seis de inverno. Em 2015 recebeu a Medalha de Ouro da Real Ordem do Mérito Esportivo e o prêmio Ondas à Melhor Apresentadora em 2019.
  • Sandra Sánchez, número 1 do ranking mundial WFK e campeã do mundo 2018. Primeira do ranking WFK karatê, 1 Premier League e pentacampeã da Europa em 2015, 2016, 2017, 2018 e 2019. Medalha de ouro nos Jogos Europeus de Baku (2015) e Minsk (2019). Jogos Mundiais de Praia, em Doha (2019). Medalha de bronze no 23.º campeonato sênior do mundo 2016. Prêmio Nacional do Esporte na Espanha (2017). Classificada para os Jogos Olímpicos de 2021.
  • Silvia Navarro, número 1 e referência do handebol espanhol. Vice-campeã do Mundo em 2019. Capitã da seleção espanhola. Medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Londres (2012), medalha de bronze no Campeonato Mundial no Brasil (2011), vice-campeã no Europeu de Handebol da Hungria e Croácia (2014).
  • Talant Dujshebaev, considerado um dos melhores jogadores de handebol de todos os tempos. Medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Barcelona (1992), campeão do mundo em 1993, bronze nos Jogos Olímpicos de Atlanta (1996) e de Sidney (2000). Medalha de prata no Europeu de 1996 e 1998 e bronze em 2000.
  • Teresa Perales, segunda atleta feminina do mundo com mais medalhas em Jogos Paralímpicos com um total de 26 nos Jogos Paralímpicos de verão entre os anos 2000 e 2016. Possui 22 medalhas no Campeonato Mundial de Natação Adaptada entre 1998 e 2019. Condecorada com a Ordem Olímpica espanhola na cerimônia anual do Comitê Olímpico Espanhol em 2019 e com a Medalha ao Mérito em 2017. Em 2012 recebeu a Grã-Cruz da Real Ordem do Mérito Esportivo da Espanha.
  • Vicente del Bosque, único treinador campeão do mundo e da Europa de clubes e seleções. Como jogador do Real Madrid tem cinco Ligas espanholas e quatro Copas do Rei; como treinador do Real Madrid ganhou uma Copa intercontinental, duas Champions League e duas Ligas; e como treinador da Espanha um Mundial e uma Eurocopa.

Cada membro desse Júri de Honra selecionará uma candidatura por categoria, de tal forma que a candidatura que receber mais votos em cada modalidade será a vencedora. Finalmente, cada um dos projetos selecionados receberá uma dotação econômica de 50.000 euros, com a intenção de continuar promovendo as melhores iniciativas implementadas na Espanha a favor da igualdade de gênero e do empoderamento da mulher através da prática esportiva.

As iniciativas vencedoras serão divulgadas na entrega dos Prêmios Iberdrola SuperA, prevista para o último trimestre do ano. Na mesma ficará evidente, mais uma vez, o firme compromisso da Iberdrola com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 5 da Agenda das Nações Unidas até 2030, referente à igualdade de gênero.


Iberdrola, pioneira na promoção do esporte praticado por mulheres

O incentivo ao esporte praticado por mulheres se tornou uma ferramenta fundamental para a Iberdrola e a promoção da igualdade real entre homens e mulheres é um de seus valores essenciais.

Reafirmando seu compromisso com o ODS 5, a Iberdrola se tornou em 2016 a primeira empresa que fez uma aposta firme e global em prol da igualdade e empoderamento da mulher através do esporte. Atualmente, a empresa apoia 16 federações: ginástica, triatlo, natação, rugby, canoagem, badminton, futebol, handebol, voleibol, hóquei, tênis de mesa, atletismo, karatê, boxe, surfe, esportes no gelo e esgrima. A empresa também cede seu nome a 22 campeonatos, todos eles de categoria superior, além de 35 competições.

Paralelamente, o fornecimento de recursos, instalações, serviços médicos e árbitros, assim como a promoção e o patrocínio de diferentes iniciativas nesse âmbito por parte do grupo Iberdrola, ajudou a aumentar em 32% o número de atletas federadas nas referidas áreas do esporte, chegando a 316.000 mulheres, além de estar permitindo que as atletas de elite espanholas que tenham feito suas carreiras esportivas em outros países possam voltar a competir na Espanha, contribuindo para melhorar o nível e a visibilidade das competições nacionais.

Acesso a informação legal