NotíciaVolver

12/04/2021

Primeira usina promovida pela 'Green Hydrogen for Scotland', a parceria integrada pela ScottishPower Renewables, BOC e ITM Power

O hidrogênio verde chega a Glasgow através da Iberdrola

  • A Companhia instalará o maior eletrolisador do Reino Unido junto ao seu parque eólico Whitelee (539 MW), o maior do país
  • A usina terá um eletrolisador de 20 MW e produzirá até 8 tn/hidrogênio/dia. O projeto inclui uma usina fotovoltaica de 20 MW com armazenamento em baterias de até 50 MW de capacidade
  • Iberdrola desenvolve os projetos de hidrogênio verde mais ambiciosos da Europa. Também apresentou 53 iniciativas ao Next Generation EU, que ativariam investimentos de 2,5 bilhões de euros

A filial da Iberdrola, ScottishPower, apresentou a solicitação para construir uma usina de hidrogênio verde, que desenvolverá junto ao seu parque eólico Whitelee (539 MW) - o maior do país - e que incluirá o maior eletrolisador do Reino Unido (20 MW).

A instalação incluirá um sistema híbrido de energia solar que alimentará o eletrolisador, assim como um sistema de armazenamento de baterias com uma capacidade máxima de 50 MW. A iniciativa poderá produzir até 8 toneladas de hidrogênio verde por dia, aproximadamente o equivalente às necessidades diárias de combustível de mais de 550 ônibus, fazendo a rota de ida e volta entre Glasgow e Edimburgo.

O projeto representa a primeira usina de hidrogênio verde a ser construída pela 'Green Hydrogen for Scotland', a parceria integrada pela filial da Iberdrola, ScottishPower Renewables, junto à BOC e ITM Power. Seu objetivo é criar uma rede de produção de hidrogênio verde e oferecer soluções de mercado integrais para reduzir as emissões dos setores difíceis de descarbonizar tais como transporte pesado, urbano (ônibus) e caminhões de coleta de resíduos.

Esse primeiro projeto contribuirá para limpar de emissões o transporte público pesado melhorando a qualidade do ar na área metropolitana de Glasgow, uma cidade que acolherá este ano a 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26). Glasgow também pretende se converter no primeiro município com emissão zero do Reino Unido até 2030, criando entre outras iniciativas uma frota de veículos com zero emissões, utilizando unicamente veículos elétricos e movidos a hidrogênio.

A ScottishPower liderará o projeto, a BOC será responsável pelo projeto e operação, com base na energia eólica e solar produzida pela ScottishPower Renewables e o eletrolisador será fornecido pela ITM Power. A Green Hydrogen for Scotland espera a autorização do projeto para o final do outono de 2021 e está previsto que a usina entre em funcionamento antes de 2023.

Barry Carruthers, Diretor de Hidrogênio da ScottishPower, indicou que "o complexo de Whitelee continua rompendo barreiras, pois é o maior parque eólico onshore do Reino Unido e em breve incluirá o maior eletrolisador do país. A instalação desempenhou um papel fundamental na descarbonização do Reino Unido e a nova tecnologia de hidrogênio verde permitirá que Glasgow e Escócia atinjam seus objetivos de neutralidade em carbono”. Carruthers explicou que "o hidrogênio verde é uma fonte sustentável que pode fornecer energia limpa e renovável para a indústria, transporte pesado e empresas durante décadas”.

Graham Cooley, diretor-geral da ITM Power, comentou que “este é um marco importante para o desenvolvimento do mercado do hidrogênio verde na cidade de Glasgow, que trará o maior eletrolisador do Reino Unido para a Escócia até a data presente".

Para Mark Griffin, Diretor de Desenvolvimento de Hidrogênio para Combustíveis Limpos da BOC, "a dimensão desse projeto destaca a crescente demanda por hidrogênio verde. Estamos satisfeitos de poder oferecer a experiência que temos em projetos de mobilidade e abastecimento de hidrogênio para ajudar a criar uma instalação inovadora em Glasgow”.

Atualmente a Iberdrola já desenvolve os projetos de hidrogênio verde mais ambiciosos da Europa, que permitirão descarbonizar a indústria e o transporte ou mobilidade pesada em países como a Espanha e o Reino Unido, além de desenvolver a cadeia de valor. A Companhia apresentou 53 projetos ao programa Next Generation EU, que ativariam investimentos de 2,5 bilhões para atingir uma produção anual de 60.000 tn/ano.

Acesso a informação legal