Notícia Volver

20/04/2022

Iberdrola anuncia a compra dos primeiros carregadores super-rápidos da Wallbox

•    A empresa receberá as primeiras unidades como parte de um acordo para a compra de 10.000 carregadores

•    O presidente da Iberdrola, Ignacio Galán, anunciou hoje esta transação durante a inauguração da nova fábrica da Wallbox na Zona Franca de Barcelona 

A Iberdrola reafirma seu compromisso de promover a inovação em mobilidade sustentável, tornando-se a primeira empresa a adquirir os carregadores públicos super-rápidos 'Hypernova' desenvolvidos pela Wallbox, líder europeia em soluções de carregamento de veículos elétricos. A empresa elétrica adquirirá as primeiras unidades como parte de um acordo para a compra de 10.000 carregadores.

O presidente do grupo Iberdrola, Ignacio Galán, anunciou esta compra durante a cerimônia de inauguração da nova fábrica da Wallbox na Zona Franca de Barcelona, que contou com a presença de Reyes Maroto, ministra da Indústria, Comércio e Turismo; Pere Aragonés, presidente do governo regional de Catalunha; Ada Colau, prefeita de Barcelona; Pere Navarro, diretor-geral de Trânsito; e Nuria Marín, presidente do Conselho Municipal de Barcelona, assim como o CEO da Wallbox, Enric Asunción.

Ignacio Galán destacou as vantagens da colaboração entre os projetos empresariais consolidados e as empresas emergentes. A Iberdrola foi o primeiro acionista institucional a apoiar a Wallbox em 2019 e é atualmente seu principal acionista não fundador, com 10% de seu capital. Foi também a primeira empresa a adquirir seus pontos de recarga domésticos 'Pulsar' e públicos 'Supernova', além de facilitar sua expansão internacional com pedidos em outros países através de suas filiais. 

No total, a Iberdrola realizou compras da Wallbox nos últimos três anos no valor de quase 10 milhões de euros, para a aquisição de cerca de 20.000 carregadores.

"A multiplicação destes pontos de recarga em nossa geografia é possível graças ao aumento do investimento em nossas redes elétricas", explicou Ignacio Galán. Aliás, o grupo Iberdrola planeja destinar mais de 1,5 bilhão de euros para as redes elétricas na Espanha entre 2022 e 2024.

Além disso, Iberdrola e Wallbox têm um acordo para produzir, consumir e reutilizar 100% da energia produzida por sua fábrica e escritórios localizados na Zona Franca de Barcelona. A empresa elétrica instalará na fábrica Wallbox uma usina de autoconsumo solar que produzirá 1.500 MWh/ano, algo equivalente ao consumo de 500 residências. 

Potencial da transição energética para a transformação industrial

O presidente da Iberdrola também destacou a aliança entre Iberdrola e Wallbox como um exemplo do "potencial de investimentos em transição energética para transformar nosso tecido industrial e gerar empregos de qualidade. Na Iberdrola, estamos orgulhosos de saber que apoiamos, com nossa atividade e as compras aos nossos fornecedores, um total de 80.000 empregos na Espanha e 400.000 em todo o mundo".

Galán insistiu no compromisso da Iberdrola de continuar "investindo a longo prazo para tornar este novo modelo energético, mais limpo e autossuficiente, uma realidade. Um modelo alinhado com a política energética e a estrutura estabelecida pela União Europeia, que está empenhada em acelerar esta transformação sem precedentes através de uma regulamentação estável e incentivadora, a fim de criar progresso, riqueza e desenvolvimento". 

O grupo Iberdrola está participando no capital da Wallbox através de seu programa internacional PERSEO e no âmbito de seu Plano de Mobilidade Sustentável que, com um investimento de 150 milhões de euros, prevê a instalação de cerca de 150.000 pontos de recarga de alta eficiência em residências e empresas, bem como em estradas urbanas, cidades e nas principais rodovias. 

O PERSEO - que possui um fundo de 125 milhões de euros - visa facilitar o acesso do grupo Iberdrola às tecnologias do futuro e fomentar a criação e o desenvolvimento de um ecossistema global e dinâmico de empresas tecnológicas e empreendedoras no setor elétrico.