Notícia

04.10.2022

Iberdrola se une à Fundação Pro Bono Espanha para fornecer serviços jurídicos gratuitos

  • A companhia elétrica é a primeira grande empresa a fazer parte da organização.

A Iberdrola dá mais um passo à frente em seu compromisso com a sociedade. Despois de lançar durante o verão europeu seu programa pro bono jurídico para incentivar os profissionais jurídicos de seu Grupo a prestar serviços gratuitos a entidades sem fins lucrativos que buscam o interesse geral (serviços pro bono jurídico), a companhia se torna agora a primeira empresa a fazer parte da Fundação Pro Bono Espanha, que fortalece o terceiro setor através da Direito como uma ferramenta para transformar e multiplicar o impacto social. 

A Fundação Pro Bono Espanha afirmou que a incorporação da Iberdrola como a primeira empresa membro "é um passo importante para o pro bono em nosso país e abre o caminho para o avanço do pro bono do setor empresarial na Espanha".

Os Serviços Jurídicos do grupo Iberdrola desenvolveram o programa 'pro bono jurídico', ao qual qualquer profissional jurídico da Iberdrola pode aderir de forma voluntária e realizar a atividade durante o horário de trabalho, desde que isso não afete o desempenho de suas funções de trabalho ou seu equilíbrio pessoal de trabalho e vida. Nem a empresa nem o profissional receberão qualquer remuneração do beneficiário, e o serviço será da mais alta qualidade.

A Iberdrola também fará parte da Fundação Pro Bono Espanha, uma Clearing House (em português, Câmera de Compensação) ou entidade de canalização da demanda de serviços jurídicos pro bono, que atua como um intermediário entre organizações sociais que necessitam de assistência jurídica e advogados com capacidade para ajudar. Desde sua criação em 2018, a fundação vem trabalhando para promover a prática pro bono e conscientizar os profissionais do direito sobre a função social da profissão jurídica. Já conta com uma rede de mais de 40 escritórios de advocacia e várias parcerias com universidades, às quais a Iberdrola se une como a primeira empresa membro.
     
A Iberdrola ressalta que, de acordo com o compromisso social do Grupo, esta iniciativa faz parte da responsabilidade ética e profissional exigida aos profissionais do direito e representa uma contribuição adicional da Iberdrola para o cumprimento de seus compromissos de sustentabilidade de acordo com os critérios ESG (ambiental, social e de governança). Além disso, a empresa responde às inquietudes dos profissionais da Iberdrola, que têm sido acentuadas pelo contexto social adverso.

O objetivo é promover o acesso à justiça para os mais necessitados, de acordo com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas, e fortalecer o compromisso com a agenda global através da lei como uma ferramenta para transformar e multiplicar o impacto social.