NotíciaVolver

20/05/2021

Coletado na usina de Andévalo (Andaluzia) - com 8 milhões de abelhas - por ocasião do Dia Mundial das Abelhas das Nações Unidas

Iberdrola coleta a produção de mel solar do maior apiário fotovoltaico do mundo

  • Além disso, em colaboração com a empresa Tesela Natura, amplia sua estratégia de biodiversidade com a instalação de 105 colmeias na usina fotovoltaica de Núñez de Balboa, localizada na região de Extremadura, que abrigará mais 5 milhões de abelhas
  • Colocar polinizadores em instalações de energia renovável preserva a biodiversidade dos ecossistemas e melhora o desempenho dos cultivos de terras agrícolas

No âmbito do Dia Mundial das Abelhas das Nações Unidas, a Iberdrola iniciou a coleta da produção de mel solar no maior apiário fotovoltaico do mundo. Localizado na usina fotovoltaica de Andévalo (Huelva, Andaluzia), o apiário é integrado por 165 colmeias com mais de 8 milhões de abelhas e através das quais contribui para melhorar a biodiversidade dos arredores da instalação.

Além disso, em colaboração com a empresa especializada Tesela Natura, a companhia energética instalou recentemente 105 colmeias com 5 milhões de abelhas na usina fotovoltaica Núñez de Balboa situada na região da Extremadura.

O projeto, que continuará sendo desenvolvido em outras usinas fotovoltaicas da Iberdrola na Espanha, pretende demonstrar que a localização de polinizadores em instalações de energia renovável pode melhorar a estabilidade dos ecossistemas e potencializar o desempenho dos cultivos das terras agrícolas circundantes. Nos parques fotovoltaicos as abelhas têm acesso a terrenos sem herbicidas e agrotóxicos uma vez que o crescimento das plantas é controlado por meio do pastoreio do gado. Dessa forma, tais iniciativas geram áreas ecológicas que permitem estudar como o cultivo de plantas aromáticas - eucalipto, mil-flores, alecrim, giesta e tomilho - aumenta a qualidade do mel.

Com essas ações, a Companhia avança em seu objetivo de melhorar a biodiversidade nos arredores de seus empreendimentos de energias renováveis e contribui para a proteção de espécies como as abelhas, responsáveis pela polinização de 80% das plantas do planeta e de 75% dos alimentos que consumimos. Paralelamente, promove o desenvolvimento da economia circular, pois o mel produzido será comercializado.

Localizada nos limites municipais de Puebla de Guzmán (Huelva), a usina fotovoltaica de Andévalo evita a emissão de 15.000 toneladas de CO2 na atmosfera/ano. Sua produção de energia 100 % renovável contribui há meses para a descarbonização do processo de fabricação de cerveja realizado pela HEINEKEN em suas quatro fábricas na Espanha.

A instalação de energia renovável de Núñez de Balboa em Usagre (Badajoz), por sua vez, tem capacidade para fornecer energia limpa para uma população equivalente a 250.000 pessoas, evitando assim a emissão na atmosfera de 215.000 toneladas de CO2/ano.


Energia competitiva e sustentável e equilíbrio do meio ambiente

A Iberdrola integrou plenamente a conservação da diversidade biológica dos ecossistemas em sua estratégia, demonstrando que é possível combinar eficazmente o fornecimento de energia competitiva, limpa e sustentável com o equilíbrio do meio ambiente.

A Companhia prevê alcançar 'a perda líquida nula' de biodiversidade em 2030, apostando no impacto líquido positivo em relação aos novos desenvolvimentos de infraestruturas.

A Iberdrola realizou mais de 1.450 ações de proteção da biodiversidade nos últimos três anos, combinando a instalação de projetos de energia renovável com a conservação da diversidade biológica dos ecossistemas, cuidando da flora, fauna e do patrimônio natural.

A Companhia está alinhada ao cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) diretamente relacionados à natureza (ODS 6, 13, 14 e 15) e trabalha para fomentar o desenvolvimento econômico e social, respeitando o meio ambiente.

Acesso a informação legal