Notícia Volver

26/10/2023

Iberdrola investe 11 mil milhões de euros e aumenta resultado líquido em 17% para 3,64 mil milhões de euros

Ignacio Galán, Presidente Executivo da Iberdrola

A execução da estratégia apresentada em novembro passado está a permitir-nos crescer, preservar a solidez financeira e aumentar os dividendos.

  • Pode seguir a emissão aqui.
  • Dividendo intercalar sobe 11% para 0,20 euros por ação;
  • Elevadas as perspetivas para atingir crescimento de dois dígitos no lucro líquido em 2023 (excluindo ganhos de capital adicionais da rotação de ativos);
  • Solidez Financeira: fluxo de caixa operacional e rotação de ativos permitirão à empresa manter a dívida líquida nos níveis de 2022;
  • Registada liquidez de 20,2 mil milhões de euros, suficiente para cobrir 21 meses de necessidades financeiras
Investimentos atingem 11 mil milhões de euros nos últimos 12 meses 
  • A base de ativos de redes continua a crescer em todas as geografias, atingindo 41,2 mil milhões de euros;
  • Capacidade renovável em 41.300 MW, com 3.100 MW de nova capacidade renovável adicionada nos últimos 12 meses.
Resultado líquido sobe 17% para 3,64 mil milhões de euros
  • O lucro líquido aumenta +17%, ou +22% excluindo o item excecional não monetário relacionado à transação no México;
  • EBITDA atinge 10,8 mil milhões de euros (+13%), impulsionado por ajustamentos tarifários positivos no negócio das redes e melhoria da produção e margens renováveis na UE. 
Dividendos
  • Na sequência da evolução do presente ano, o Conselho de Administração aprovou uma remuneração interina dos acionistas em 2023 de 0,20 euros/ação (+11%).
Perspetiva de lucro líquido para o ano fiscal de 2023 elevada para um crescimento de dois dígitos
  • A empresa prevê agora um crescimento do lucro líquido de dois dígitos (excluindo ganhos de capital adicionais da rotação de ativos);
  • Até ao final do ano, os ativos totais deverão atingir os 150 mil milhões de euros e a Dívida Líquida manter-se em patamar semelhante ao de 2022 (42 a 43 mil milhões de euros).
Reforçar a solidez financeira
  • O cash flow operacional (FFO) atingiu 11,1 mil milhões de euros nos últimos 12 meses;
  • Melhoria dos rácios: FFO/Dívida Líquida Ajustada de 23,2%.
Entrega do Plano Estratégico

Crescimento baseado em Redes, com marcos regulatórios que cobrem 96% da base de ativos fechada até 2025

  • 85% dos acordos da cadeia de abastecimento já em vigor para cobrir o investimento em redes até ao final de 2025 (100% em investimento em transmissão). 

Capacidade renovável aumentou 3.100 MW nos últimos 12 meses, com cerca de 8.000 MW em construção

  • 100% dos contratos da cadeia de abastecimento assinados para projetos com FID em vigor e acordos-quadro garantidos para todos os restantes aumentos de capacidade para 2025.

Crescimento eólico offshore assegurado: 3.500 MW em construção que representarão mais de 10 mil milhões de euros em investimentos

  • A capacidade eólica offshore atingirá 3.100 MW até 2025 e 4.800 MW em 2026/27;
  • Todos os projetos estão a ser entregues dentro do prazo, com a cadeia de abastecimento totalmente garantida, e 100% da energia a ser produzida e assegurada sob CfDs vendidos através de PPAs por 15-20 anos;
  • A contribuição do EBITDA da energia eólica offshore atingirá 1,9 mil milhões de euros a partir de 2026/27 vs 700 milhões em 2022;
  • Maturidade de pipeline de projetos garantidos a custos competitivos (€60/kW) para proporcionar oportunidades além de 2027: 3.600 MW autorizados no Reino Unido e nos EUA, mais 8.000 MW de direitos sobre os fundos marinhos.

Líderes em armazenamento de bombas hidráulicas, tecnologia-chave na transição energética: 100 milhões de kWh de capacidade

  • 20 milhões de kWh adicionais em construção.

€7,5 mil milhões de rotação de ativos e plano de parceria para 2025 concluído, reforçando o balanço e maximizando o acesso a oportunidades de crescimento

Capital Markets Day
  • O próximo Capital Markets Day do Grupo será realizado em março de 2024.