Como melhorar sua Marca Pessoal nas Redes Sociais

MARCA PESSOAL NAS REDES SOCIAIS

A marca pessoal nas redes sociais, um mix vencedor

#carreira profissional #talento digital #mercado de trabalho

A marca pessoal são todas as características que nos definem e diferenciam dos demais como profissionais. Para criá-la, consolidá-la e promovê-la poucas coisas são mais eficazes hoje em dia do que as redes sociais. Essas ferramentas podem ser o chamariz de nossa marca pessoal para nos proporcionar o impulso definitivo.

marca pessoal
As redes sociais se converteram em uma excelente plataforma omnicanal para potencializar nossa marca pessoal.

Segundo Jeff Bezos, fundador e diretor executivo da Amazon, a marca pessoal — 'personal branding' em inglês — é o que dizem de você quando não está na sala. A questão é: o que queremos que digam de nós? Logicamente, quase todos responderemos que frases que definem quem somos, o que fazemos e o bem que fazemos as coisas como profissionais, ou seja, palavras que vendam fantasticamente nosso produto ou serviço e a nós mesmos.

Que benefícios podem proporcionar uma marca pessoal potente? Pode ajudar, por exemplo, para que nos conheçam e nos diferenciem de outros profissionais, para nos posicionar no mercado, para gerar confiança, prestígio e reputação e, consequentemente, para nos converter em referência em nosso setor. Além disso, pode facilitar a tarefa de fazer novos contatos e clientes. E em tudo isso as redes sociais têm muito a dizer. No entanto, devemos cuidar de nossa privacidade e proteger nossa identidade digital.

REDES SOCIAIS PARA IMPULSIONAR SUA MARCA PESSOAL

No mundo digital em que vivemos as redes sociais se tornaram uma excelente plataforma omnicanal para potencializar nosso 'personal branding'. Mas, é preciso estar em todas? A resposta é não. De fato, esse é um erro habitual que não se deve cometer porque pode ser contraproducente. Basta estar naquelas que são mais adequadas para nossos interesses, por exemplo:

  LinkedIn

A mais relevante para fortalecer nossa marca no terreno profissional. É excelente para se posicionar em assuntos de interesse específico, encontrar oportunidades de trabalho e fazer contatos profissionais Nota . Possui mais de 500 milhões de usuários no mundo.

  Instagram

Segundo o estudo Digital 2019 Global Digital Overview, já atinge 1 bilhão de usuários — 15 milhões só na Espanha —. De acordo com os especialistas esta rede gera mais engajamento do que o Facebook e é ideal para as marcas pessoais que têm necessidade de mostrar trabalhos criativos.

  Facebook

A grande rede generalista por definição e que pode proporcionar uma maior visibilidade, independentemente do foco de sua marca e do auge do Instagram, uma vez que tem mais usuários — mais de 2 bilhões no mundo e 23 milhões só na Espanha—.

  Twitter

As pessoas costumam utilizá-lo para finalidades informativas, por isso é muito útil em setores como o jornalismo, a educação ou a política, assim como para atendimento ao cliente. Além disso, é uma excelente forma para associar nossa marca a determinados interesses, mediante o uso adequado de hashtags.

Fatores-chave do 'personal branding'
Fatores-chave do 'personal branding'.

  VER INFOGRÁFICO: Fatores-chave do 'personal branding' [PDF] Link externo, abra em uma nova aba.

A GESTÃO DA MARCA PESSOAL

Uma vez escolhida a rede ou redes mais adequadas, o segundo passo é fazer a gestão da marca pessoal da forma adequada para que reverta em nosso benefício. Como fazê-lo?

 Conhecer
As redes sociais nos permitem saber o que está acontecendo em nosso setor e agir de acordo. Exemplo disso são as colmeias do site beBee, os grupos do LinkedIn ou as hashtags do Twitter, uma vez que nos permitem acessar a informação e pessoas relacionadas com nossos interesses.

 Compartilhar
Podemos compartilhar conteúdo próprio — melhor pouco e de qualidade do que muito e medíocre — e também conteúdo alheio sob a mesma premissa do valor. Para fazê-lo de forma organizada e estratégica, ferramentas como Buffer ou Hootsuite são de grande ajuda.

 Conversar
É importante gerar engajamento, ou seja, interagir com as pessoas que são cruciais para desenvolver nossa marca. Como estabelecer diálogo? Mediante recomendações, comentários, debates, etc. Importante! Devemos responder sempre às pessoas que interagem conosco.

 Conectar
As boas práticas dos pontos anteriores podem posicionar-nos como especialistas em nosso setor, portanto esse é o momento para começar a fazer contatos com clientes potenciais. Aqui deve prevalecer novamente a máxima da qualidade frente à quantidade.

 Controlar
Medir nossas ações nos proporciona informação valiosíssima para melhorar e, nesse sentido, existem inúmeras ferramentas: O Google Analytics, se tivermos site ou blog; Social Selling Index para o LinkedIn, Twitonomy para o Twitter ou as estatísticas próprias de medição do Facebook e Instagram.

EXEMPLOS DE 'BRANDING' PESSOAL

De tudo o que foi analisado se deduz que o objetivo é conseguir que nossa marca pessoal seja relacionada a uma série de atributos positivos que tanto o mercado quanto a sociedade nos identifiquem com eles. Alguns dos melhores exemplos nesse sentido se verificam em personagens famosos como o político Barack Obama, a cantora Lady Gaga ou o tenista Rafa Nadal.

O ex-presidente dos Estados Unidos, por exemplo, é uma das marcas pessoais de maior sucesso dos últimos anos. Tanto é assim que seu famoso “Yes, we can” se converteu em uma das melhores campanhas políticas e pessoais da história, mas não só por seu acertado claim. Sua expressão corporal, sua forma de vestir, seu olhar fixo no público, sua precisão ao falar e seus discursos cheios de paradoxos e histórias se converteram em um modelo a seguir. Associada a outros valores, mas igualmente efetiva. Lady Gaga, tal como já fez Madonna anteriormente, construiu sua própria marca através do risco e da extravagância na forma de se vestir. E no mundo do esporte, o tenista Rafa Nadal não só soube só criar, como também manter sua marca pessoal graças a duas constantes que o definem: perseverança e profissionalismo.
 

  'Coaching' e 'mentoring': como potencializar o talento humano?

  E você, sabe qual é seu 'grit'?

  'Elevator pitch' ou como convencer em poucos segundos

 

 

 

 

 

(*) Disponível na versão em espanhol.