CARACTERÍSTICAS DA GERAÇÃO X, Y e Z

Da geração 'baby boomer' à 'pós-milenial': 50 anos de mudança

O fotógrafo Robert Capa cunhou a expressão 'geração X' para se referir às pessoas que nasceram a partir dos anos 60. Em apenas meio século, esta geração conviveu com outras três: 'baby boomer', Y e Z. A seguir, descrevemos as características de cada uma delas.

A garota francesa e o alemão que posaram para a objetiva de Robert Capa não sabiam que iam ser considerados como a Geração X, título que o fotógrafo atribuiu a esse trabalho que buscava capturar o que era a vida dos jovens que cresceram depois da Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

A geração X compreende os nascidos entre 1965 e 1981, durante a reconstrução da Europa após a Segunda Guerra Mundial. A vida deles não foi nada fácil, já que encontrar um emprego, após um período turbulento, era um grande desafio. Trabalhar e produzir era sua filosofia de vida, deixando de lado o idealismo. O individualismo, a ambição e a dependência do trabalho — ou workaholic — são os valores em que os nascidos nessa geração cresceram.

Os pais dessa geração tiveram a pior parte: viveram durante o período pós-guerra. São os Baby boomers — nascidos entre 1945 e 1964 — e seu nome deve-se ao fato de terem nascido durante o período do baby boom, isto é, a época em que a taxa de natalidade disparou em vários países anglo-saxônicos, sobretudo nos Estados Unidos, Canadá e Nova Zelândia, depois de a Segunda Guerra Mundial ter chegado ao fim.

Trata-se de uma geração invejável, pois viveram em uma época em que todos os jovens gostariam de viver. Viram como John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr se uniram para formar os Beatles em 1962. Também viveram a chegada do homem à Lua (1969), os melhores tempos dos jogadores de futebol Pelé e Maradona ou a queda do Muro de Berlim em 9 de novembro de 1989.

Passaram por todo o período de evolução tecnológica e pelo surgimento e desenvolvimento dos meios de comunicação, além de desfrutarem de estabilidade (profissional e familiar) e estarem ativos (tanto fisicamente quanto mentalmente). Apesar de estarem adaptados ao mundo 4.0, os Baby boomers são menos dependentes do smartphone do que as gerações seguintes.

GERAÇÃO Y OU 'MILLENNIAL': OS NATIVOS DIGITAIS

A revolução foi marcada pelos millennials ou geração Y. Também conhecidos como nativos digitais, os millennials são os nascidos entre 1982 e 1994, e a tecnologia faz parte de seu dia a dia: todas as suas atividades passam por meio de uma tela. On e off estão totalmente integrados em sua vida. No entanto, eles não nasceram na era tecnológica. Eles viveram na época analógica e migraram para o mundo digital.

Ao contrário das gerações anteriores, o mundo, em virtude da crise econômica, exigiu deles uma maior preparação para que conseguir um emprego, uma vez que a concorrência cresceu. Ao contrário de seus pais — a geração X —, os nativos digitais não se conformam com o em seu entorno e são ambiciosos para atingir suas metas.

No entanto, a geração dos millennials vive com o rótulo de ser preguiçosa, narcisista e mimada. Em 2014, a revista Time classificou essa geração como a do “eu-eu-eu”.

CARACTERÍSTICAS DA GERAÇÃO Z OU 'CENTENIAL'

Com idades entre 8 e 23 anos, a geração Z ou pós-millenial assumirá o protagonismo dentro de algumas décadas. Também conhecidos como centenials, por terem vindo ao mundo em plena mudança de século — os mais velhos são do ano de 1995 e os mais novos nasceram em 2010 —, chegaram com um tablet e um smartphone debaixo do braço.

Mas o que é a geração Z? É um grupo de pessoas marcado pela Internet. Faz parte de seu DNA: ela invade sua casa, sua educação e sua forma de se socializar. E se, para a geração Y é complicado encontrar trabalho, a situação dos pós-millenials é ainda pior.

Seu domínio das tecnologias, talvez, faça com que se preocupem menos com suas relações interpessoais, embora sejam eles os que mais dão voz às causas sociais na Internet. Gostam de ter tudo aquilo que desejam de forma imediata, uma consequência do mundo digital em que estão imersos. Seu estilo de vida também está marcado pelos youtubers.

São multitarefa, mas seu tempo de atenção é muito breve. São independentes, consumidores exigentes e ocuparão cargos que, atualmente, ainda não existem.

Apesar da diversidade social atual, as gerações Y e Z são as mais predominantes: de acordo com o estudo New Kids On The Block. Millennials & Centennials Primer do Bank of America Merrill Lynch, hoje em dia, há 2 bilhões de millennials e 2,4 de centenials, que representam 27 e 32% da população mundial, respectivamente.

A geração atual, os que nasceram depois de 2010, é classificada com a expressão "geração Alpha". Como será seu comportamento? Dentro de alguns anos, nós veremos se vai ser possível notar a lacuna geracional!