O QUE SÃO NANODEGREES

Nanodegrees, os cursos 'online' que mudarão sua vida

Os nanodegrees estão revolucionando o mundo da educação e o acesso aos empregos de ponta em escala global. Esses cursos, de caráter colaborativo e personalizável, focam mais nas habilidades do que nos conhecimentos e, graças às TICs, permitem democratizar o ensino.

ENSINO COLABORATIVO E FORMAÇÃO EM HABILIDADES

O impacto das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) na educação superior estabeleceu um novo marco em 2012. Nesse ano, Sebastian Thrun, ex-professor da Universidade de Stanford e antigo responsável por projetos como os Google Glass ou o carro autônomo Waymo, fundou a plataforma de cursos online Udacity e começou a ministrar programas de nanodegrees. Essas minicarreiras são semelhantes a um MOOC — Massive Online Open Courses —, mas são mais direcionadas para pessoas com habilidades específicas e relacionadas à tecnologia. Duram entre 6 e 12 meses, podem ser estudadas em diferentes idiomas e utilizam a Inteligencia Artificial para fazer um acompanhamento dos estudantes e ajudá-los a melhorar.

Em um programa de nanodegree, os alunos trabalham em equipe com ferramentas colaborativas como blogs, videochats, mini-sites ou wikis, entre outras, que facilitam a aprendizagem por meio de atividades práticas e do diálogo. Além disso, cada estudante dispõe de um mentor, um supervisor de projetos e um serviço de assessoria. O conteúdo de um nanodegree não é definido pelo centro de ensino, mas, sim, pelas grandes multinacionais, pelos responsáveis de recursos humanos e pelos especialistas do setor. As empresas que colaboram com esse tipo de curso se comprometem a contratar os estudantes, que terão algumas importantes vantagens. Por um lado, os nanodegrees se adaptam com exatidão às necessidades reais e imediatas do mercado e, por outro, asseguram que seus futuros empregados recebam ensino personalizado para o cargo.

O IMPACTO DAS TICs NA EDUCAÇÃO

O fundador da Udacity afirma que em 2020 faltarão, no mundo, 85 milhões de trabalhadores com conhecimentos tecnológicos necessários para as empresas. Esse problema pode ser agravado na próxima década no caso das empresas europeias e americanas, que, como a empresa de consultoria McKinsey aponta em um relatório de 2018, terá um crescimento de 55% de demanda por profissionais digitais em relação à demanda atual. As plataformas que oferecem nanodegrees apostam nas últimas novidades em tecnologia — o ensino online e os programas educativos personalizados com dados — para corrigir a distorção entre a oferta e a demanda do trabalho. No catálogo de ensino dessas plataformas, destacam-se, entre outros, os cursos de Inteligência Artificial, aprendizagem automática, análise de dados e desenvolvimento do carro autônomo.

Os nanodegrees, de acordo com Thrun, não nascem para competir com as universidades, mas, sim, para democratizar o acesso a um conhecimento superior com um modelo orientado para resultados, alinhado às necessidades do mercado de trabalho e à complexa situação de muitos estudantes. Como consequência, o impacto das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) na educação superior antecipa um horizonte diferente para a próxima década. As instituições de ensino avançam muito devagar: apenas algumas como a Arizona State University, Georgia Tech e Southern New Hampshire, nos Estados Unidos, fizeram alterações significativas em seus modelos educativos.

Os nanodegrees mais demandados no mundo.#RRSSOs nanodegrees mais demandados no mundo.

 VER INFOGRÁFICO: Os nanodegrees mais demandados no mundo [PDF]

ONDE FAZER CURSOS DE NANODEGREE E MOOC?

No mundo, existem dezenas de plataformas que ministram esse tipo de curso. As mais conhecidas são:

  • Coursera: fundada em 2011 por um grupo de professores da Universidade de Stanford, esse serviço foca em cursos para particulares e empregados. De acordo com o buscador de seminários Class Central, conta com 37 milhões de estudantes no mundo.
  • General Assembly: essa escola nova-iorquina de negócios nasceu em 2011 e dispõe de cursos para empreendedores. Seus seminários online compreendem desde algumas horas até três meses e abordam aspectos como tecnologia, desenho, gestão empresarial ou matérias tão diversificadas e específicas como data science.
  • Udacity: essa plataforma criada em 2012 oferece 25 nanodegrees sobre tecnologia de ponta. Os conteúdos são criados de forma personalizada para empresas — ela trabalha com frequência com o Google — que contratam os estudantes depois de graduados. De acordo com a Class Central, cresceu 25% em 2018.

Os programas de nanodegrees, como vimos, ganham cada vez mais protagonismo no cenário da educação mundial. Eles são parte de uma revolução educativa iminente. Uma disrupção do ensino que foca mais nas habilidades do que nos conhecimentos, considerando as TICs como sua maior aliada para democratizar a educação e chegar, cada vez mais, em todos os cantos do mundo.
 

 Design Thinking

 Ética na Internet

 Profissões do futuro(*) Nota

 Transformação digital(*) Nota

   

(*) Disponível na versão em espanhol.