CONFERÊNCIA DO CLIMA: COP24

COP24 chega ao fim, lançando as bases para implementar o Acordo de Paris

De 2 a 14 de dezembro de 2018, a COP24 foi realizada na cidade polonesa de Katowice. Esta conferência foi fundamental para criar instrumentos que permitam cumprir, de forma efetiva e eficiente, os objetivos climáticos.

A mudança climática é um fato incontestável e reverter esta tendência só será possível por meio de uma atuação mundial, a partir do apoio e envolvimento de todas as frentes.

Liderando este desafio, a Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança Climáticas (UNFCCC) realiza anualmente a Conferência das Partes (COP), da qual participam cerca de 200 países. A COP é a maior iniciativa mundial para reduzir a emissão de gases de efeito estufa (GEE) e desacelerar o aquecimento global.

Katowice (Polônia) foi a cidade escolhida para receber a COP24.

COP24. Katowice.

PRINCIPAIS RESULTADOS DA COP24

Os progressos alcançados na Conferência do Clima de 2018, em Katowice, evidenciaram a capacidade da comunidade internacional para realizar pactos e parcerias. Entre os resultados mais destacados estão:

  • O acordo para o estabelecimento de uma parte importante do Livro de Regras, um marco técnico para implementação do Acordo de Paris. Também foi estipulado que, durante 2019, serão feitos trabalhos com mecanismos de cooperação, o instrumento criado para ajudar países a cumprir os objetivos climáticos por meio de transferência de emissões.
  • O acordo sobre as normas para a realização do diagnóstico global que será feito em 2023.
  • O lançamento do processo para a aprovação de um novo objetivo de financiamento climático global em 2025.
  • A aprovação de medidas para melhorar informações e ações sobre mudanças climáticas.
  • A criação de um Comitê de Cumprimento do Acordo de Paris.
  • A aprovação de três importantes declarações sobre transição justa, mobilidade elétrica e florestas.

O GRUPO IBERDROLA NA COP24

A Iberdrola participou de forma ativa dos principais eventos realizados na COP24 e contribuiu para o sucesso do documento final do processo de mudanças climáticas da ONU, para as atividades da Ação Global contra as Mudanças Climáticas (GCA) e para o Diálogo de Talanoa.

Ángeles Santamaría, CEO da Iberdrola Espanha, participou de mesas redondas de alto nível sobre o Diálogo de Talanoa. Carlos Sallé, vice-presidente de Políticas Energéticas e Mudanças Climáticas, e Gonzalo Sáenz de Miera, diretor de Mudanças Climáticas, participaram de painéis de alto nível sobre Transição Justa e sobre o papel das parcerias no cumprimento do Acordo de Paris. Sallé e Sáenz de Miera participaram dos principais eventos paralelos organizados pela Agência Internacional para as Energias Renováveis (IRENA): o Conselho Empresarial Mundial para o Desenvolvimento Sustentável (WBCSD), o Grupo de Líderes Corporativos e o Instituto Internacional para o Desenvolvimento Sustentável, onde defenderam estruturas para políticas ambiciosas de energia e de mudanças climáticas.

Carlos Sallé, vice-presidente de Políticas Energéticas e Mudanças Climáticas do grupo Iberdrola, durante a sua participação na COP24.Carlos Sallé, vice-presidente de Políticas Energéticas e Mudanças Climáticas do grupo Iberdrola, durante a sua participação na COP24.

Além disso, por mais um ano, a equipe ciclista Moving for Climate NOW, iniciativa promovida pela Rede Espanhola do Pacto Mundial das Nações Unidas e pela Iberdrola, chegou em Katowice, na Polônia, depois de ter saído de Viena (Áustria) e percorrido mais de 600 quilômetros com bicicletas elétricas. A iniciativa tem o objetivo de conscientizar a sociedade sobre a necessidade de agir com urgência e com todos os mecanismos disponíveis contra as mudanças climáticas.

Coincidindo com o início da COP24 em Katowice, a expedição Moving for Climate NOW foi recebida pelo secretário-executivo adjunto da Secretaria da ONU para as Mudanças Climáticas (UNFCCC), Ovais Sarmad, e pelo presidente da COP24, Michal Kurtyka.

Durante o encontro, a equipe entregou a Sarmad e Kurtyka o Manifesto contra as Mudanças Climáticas, que foi levado por toda a rota percorrida. Nesta edição, o documento foca no Diálogo de Talanoa, espaço de conversação criado para estimular a participação de governos e da sociedade civil, com o objetivo de cumprir os objetivos climáticos da Cúpula de Paris de 2015. A Iberdrola é a única empresa espanhola e a única companhia energética presente nos debates de fase técnica deste diálogo.

ROTEIRO DA 'MOVING FOR CLIMATE NOW'

Nesta terceira edição, a expedição Moving for Climate NOW foi composta por uma equipe ciclista multidisciplinar formada por mais de 40 pessoas de diferentes organizações e países.

IBERDROLA E A LUTA CONTRA AS MUDANÇAS CLIMÁTICAS

O grupo Iberdrola contra as mudanças climáticas.#RRSSO grupo Iberdrola contra as mudanças climáticas.

Descubra nossos marcos contras as mudanças climáticas
 

O GRUPO IBERDROLA CONTRA AS MUDANÇAS CLIMÁTICAS

  • 60 milhões de toneladas de CO2 evitadas (1)
  • 68% da capacidade total instalada está isenta de emissões (2)
  • 61% da capacidade total instalada corresponde a energias renováveis (2)
  • 100 bilhões de euros investidos em renováveis desde 2001
  • Quase 30.000 MW de capacidade em renováveis
  • 34 bilhões de euros entre 2018 e 2022 para melhorar e implantar novas redes
  • 15 instalações de carvão e petróleo fechadas
  • 8,1 bilhões de euros em bônus verdes entre 2014 e 2018
  • 3 bilhões de euros investidos no parque de East Anglia ONE para melhorar a penetração das renováveis

(1) Durante os últimos três anos

(2) Dados consolidados em 2018

 

Ocultar marcos
 

 O grupo Iberdrola contra as mudanças climáticas [PDF]
 

 MAIS SOBRE AS CONFERÊNCIAS DAS PARTES
 

 COP23 (Bonn) (versão em espanhol)

 COP22 (Marrakech) (versão em espanhol)

 COP21 (París) (versão em espanhol)