HIGIENE MENTAL

Higiene mental: conheça os hábitos para cuidar de sua mente e manter uma boa qualidade de vida

#alto rendimento #sociedade #saúde

A própria Organização Mundial da Saúde (OMS) é clara: "A saúde mental faz parte integral da saúde, tanto que sem ela não há saúde". A pandemia da COVID-19 também pôs à prova nosso bem-estar psicológico e, para preservá-lo, só há um caminho: cuidar da nossa higiene mental. A seguir, explicamos como ela ajuda a prevenir condutas negativas, a alcançar o equilíbrio emocional e a melhorar nossa qualidade de vida.

A crise do coronavírus abalou o nosso estado de espírito. Já há milhões de cidadãos em todo o mundo que sentem o desgaste psicológico da luta contra a COVID-19. Conforme a Organização das Nações Unidas (ONU) em um relatório sobre os efeitos da pandemia na saúde mental, em geral, são quadros frequentes de ansiedade e depressão associados ao estresse pelo confinamento, distanciamento social, medo ao contágio, situação econômica ou perda de seres queridos pela doença.

O QUE É A HIGIENE MENTAL OU PSICOLÓGICA

As consequências psicológicas desta emergência sanitária evidenciaram a necessidade de manter o bem-estar através da higiene mental. Esta prática médica, iniciada pelo psiquiatra norte-americano Clifford Whittingham Beers já em 1909, define o conjunto de hábitos que permitem que uma pessoa tenha saúde mental e esteja em harmonia com seu contexto sociocultural. As condutas que abarca têm como objetivo prevenir comportamentos negativos, proporcionar estabilidade emocional e aumentar a qualidade de vida.

Uma boa saúde mental nos capacita a aprender, raciocinar, relacionar-nos com os demais, produzir, lidar com dificuldades e oferecer o melhor de nós mesmos, por citar alguns exemplos. Porém, a ONU e a OMS advertem que sua deterioração pressupõe um grave problema social e econômico: só a depressão e a ansiedade geram perdas anuais de mais de 1 trilhão de dólares em termos globais, enquanto os quadros graves de saúde mental diminuem a esperança de vida entre 10 a 20 anos.

IMPORTÂNCIA DA HIGIENE MENTAL

Em um mundo com 264 milhões de pessoas com depressão e uma pandemia que ameaça disparar o número de casos, tal como alerta a ONU no relatório mencionado anteriormente, a saúde mental se converteu em uma questão prioritária para os governos. A própria ONU considera urgente reforçar os serviços de atenção psicológica diante dos dados alarmantes que chegam de países como Estados Unidos, onde 45 % da população teve uma piora em seu estado de ânimo pela crise do coronavírus, conforme uma enquete da Kaiser Family Foundation (KFF).

Nestes tempos difíceis, a higiene mental é fundamental para proteger os setores mais vulneráveis da sociedade, como é o caso dos jovens. No Reino Unido, um dos países mais afetados pela COVID-19, 32 % dos adolescentes com problemas prévios de saúde mental tiveram seus quadros agravados pela pandemia, e 31 % dos pais italianos e espanhóis garante que seus filhos se sentem mais sós pelas medidas de isolamento. Convém não deixar de lado estes dados, pois o suicídio é a segunda causa global de mortalidade em pessoas entre 15 e 29 anos de idade.

A sade mental em tempos da COVID 19.#RRSSA saúde mental em tempos da COVID-19.

 VER INFOGRÁFICO: A saúde mental em tempos da COVID-19 [PDF]

DICAS E HÁBITOS DE HIGIENE MENTAL

A higiene psicológica começa em cada um de nós. Todos deveríamos cuidar das nossas emoções, tal como recomenda a OMS. Neste sentido, os especialistas em saúde mental coincidem na necessidade de adotar uma série de hábitos para o autocuidado emocional:

 Satisfaça suas necessidades básicas

A primeira coisa que devemos fazer para nos sentirmos bem é satisfazer nossas necessidades fundamentais, como comer ou dormir adequadamente. São fundamentais para o bem-estar psicológico e não devemos descuidá-las.

 Cuide de sua autoestima e aprenda a confiar

Para desfrutar de uma boa higiene mental, é importante que nos aceitemos tal como somos. Além de ter fé em nós mesmos, também é importante ter fé nos demais.

 Gerencie suas emoções e cultive o autocontrole

Não se trata de ignorar nossos sentimentos nem de deixá-los nos controlar, mas de saber identificá-los, interpretá-los e controlar sua intensidade para agir de forma correta. Por isso, é fundamental a inteligência emocional.

 Maneje as expectativas e estabeleça objetivos concretos

Manter a motivação e ser perseverante é fundamental para superarmos a nós mesmos. Por isso, devemos estabelecer metas para nós mesmos que sejam atingíveis para não nos desanimarmos. Não temos que abandonar nossos sonhos, mas saber manejar as expectativas e a realidade.

 Pense de forma positiva e vigie as emoções negativas

Algumas vezes é inevitável que tenhamos dúvidas e medos, mas sempre poderemos contra-atacar e limitar seu alcance com pensamentos positivos.

 Aprenda a se relaxar e tolerar a adversidade

O estresse é uma reação natural do organismo muito útil para render em situações adversas. Porém, é muito prejudicial para a saúde quando se normaliza e devemos aprender a relaxar. Por exemplo, através de técnicas como o mindfulness.

 Melhore sua vida social e apoie-se nos demais

Os seres humanos são sociais por natureza e precisam se relacionar com outras pessoas para se divertirem e compartilharem suas preocupações.

 Faça esporte regularmente

Além de manter a forma física e reforçar nossa saúde, fazer exercícios de forma regular ajuda a refrescar a mente. Os períodos de descanso após o esporte também são importantes.