ESPORTE SUSTENTÁVEL

A sustentabilidade chega ao mundo do esporte

#sustentabilidade ambiental #transformação social #lazer

Praticar esporte é um dos principais objetivos no início do ano. Porém, você sabe quanto uma maratona pode poluir? E um grande evento esportivo como o Mundial de futebol? Certas atividades esportivas também podem ser daninhas para o meio ambiente e é importante que você saiba como minimizar seus efeitos. Aposte no esporte sustentável!

Os alpinistas estão denunciando isto já faz muito tempo e agora os últimos dados do governo do Nepal lhes dá razão: a massificação do Everest converteu a maior das 14 montanhas com mais de 8 mil metros na lixeira mais alta do mundo. As inúmeras expedições que sobem este colosso de rochas e neve em cada temporada geram tanto lixo que só em 2019 foram retiradas 11 toneladas de material esportivo e resíduos deixados na montanha e em seus arredores.

O IMPACTO ECOLÓGICO DOS EVENTOS ESPORTIVOS

Longe do Everest, os grandes eventos esportivos — como os Jogos Olímpicos e o Mundial de Futebol — deixam uma pegada profunda no ambiente que é difícil de apagar com a quase sempre apressada construção de infraestruturas (estádios, ginásios, complexos, etc.) e o impacto ambiental dos espectadores. Conforme uma estimativa de três pesquisadores (Andrea Collins, Calvin Jones e Max Munday) da Universidade de Cardiff (Gales), durante estes acontecimentos dito impacto é sete vezes maior do que o normal, pois se multiplicam as viagens, a acumulação de resíduos e o consumo de energia, alimentos e água.

Por exemplo, na maratona de Londres, os corredores deixaram espalhadas pelas ruas da cidade em 2019 cerca de 350.000 garrafas de plástico, conforme a empresa Veolia UK, responsável pela limpeza do percurso. Estes grandes eventos também poluem o ar, como acontece, entre outros, com o motociclismo, a Fórmula 1 ou o Rally Dakar. Esta última competição, onde participam mais de 340 veículos e 3.500 pessoas, danifica as dunas dos desertos por onde passa e gera, conforme a ONG inglesa Open Democracy, aproximadamente 100 toneladas de resíduos.

COMO ORGANIZAR ATIVIDADES ESPORTIVAS SUSTENTÁVEIS

Todos podemos fazer alguma coisa para praticar esporte de forma sustentável e organizar competições ecológicas. Estas são algumas das práticas recomendáveis:

 Como organização

  • Certifique-se que todos os requisitos e normas ambientais vigentes são cumpridas.
  • Facilite a separação de resíduos aos participantes, retire todo o lixo proveniente da prova e leve-o ao lugar indicado pelas autoridades.
  • Promova a poupança energética e de água, assim como a utilização de recipientes recicláveis como garrafas recarregáveis, sacolas de tecido, talheres de madeira, etc.
  • Faça uma advertência aos participantes: os animais não podem ser incomodados nem pisar fora dos caminhos designados.

 Como atleta

  • Ponha seus resíduos nas lixeiras adequadas. Se não houver, leve o lixo consigo na mochila ou na mão até encontrar uma lixeira.
  • Evite as rotas por ecossistemas sensíveis e não abra atalhos na natureza nem atravesse cultivos tanto se estiver a pé, de bicicleta ou a cavalo.
  • Não desperdice água, adquira só o equipamento necessário e prescinda dos plásticos de um só uso e dos materiais descartáveis.
  • Se estiver de bicicleta, utilize colas ecológicas para arrumar os furos dos pneus e evite as derrapagens. Se estiver escalando, restrinja o uso de magnésio.

Quanto CO2 geram estos grandes eventos esportivos?#RRSSQuanto CO2 geram estos grandes eventos esportivos?

 VER INFOGRÁFICO: Quanto CO2 Nota geram estos grandes eventos esportivos? [PDF]

EXEMPLOS DE INICIATIVAS E EVENTOS ESPORTIVOS SUSTENTÁVEIS

Algumas das competições mais importantes do mundo estão propondo mudanças para serem eventos de esporte sustentável. Estes são alguns exemplos de acordo com o Programa da Organização das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA):

  • Jogos Olímpicos: o Comitê Olímpico Internacional (COI) se comprometeu a não usar mais plásticos de um só uso em sua sede central, no Museu Olímpico e em todos seus eventos.
  • Volvo Ocean Race: um dos veleiros participantes desta regata ao redor do mundo — o Turn the Tide on Plastic — também recolhe dados sobre os microplásticos do oceano.
  • Major League Soccer (MLS): os clubes do campeonato de futebol dos Estados Unidos jogaram no Dia da Terra com camisetas feitas com plástico oceânico.
  • Indian Premier League (IPL): o estádio de cricket Chinnaswamy, na cidade indiana de Bangalore, implantou políticas de resíduos nulos para seus espectadores.
  • Estádio Twickenham: o mítico recinto inglês de rugby apostou no esporte sustentável com um sistema de depósito e retorno para as bebidas vendidas nas partidas.

MARCAS E ROUPA DE ESPORTE SUSTENTÁVEL

Alguns fabricantes mundiais de equipamentos esportivos, como Patagonia, Lily Lotus, Adidas ou The North Face, entre outros, estão participando da iniciativa sustentável com roupas, calçados e artigos inovadores feitos com plástico reciclado, fibras naturais (como algodão orgânico) ou sem substâncias químicas impermeabilizantes, como os perfluorcarbonos (PFCs).

Também existem standards de âmbito internacional, como Bluesign e GOTS (Global Organic Textile Standard), que certificam a sustentabilidade da roupa esportiva e outros, como a FWF (Fair Wear Foundation), que cuidam das condições de trabalho dos trabalhadores que intervêm na confecção de ditas roupas.


 Iberdrola com mobilidade sustentável