O QUE É A TECNOLOGIA EDUCACIONAL

'EdTech': as vantagens da inclusão da tecnologia na educação

#talento digital #alto rendimento #sociedade

Durante a última década o setor da educação sofreu uma mudança profunda paralelamente à revolução digital, esboçando uma nova realidade nas salas de aula. Com o surgimento da EdTech (Educational Technology), um grande número de ferramentas e aplicativos foi desenvolvido e incluído no cotidiano de alunos e professores. Graças a eles, a experiência do aluno será cada vez mais personalizada.

Há apenas dez anos era raro encontrar cenários digitais no contexto educativo. As lousas continuavam sendo verdes, os livros de papel eram de papel e as provas feitas à mão. Hoje, no entanto, o impulsionamento — quase uma necessidade devido à pandemia da COVID-19 — de uma educação disruptiva que vários especialistas já vinham pedindo fez com que a denominada EdTech, ou tecnologia educacional, passasse a ser determinante nas salas de aula.

O QUE É A TECNOLOGIA EDUCACIONAL. OBJETIVOS

De acordo com o Observatório de Inovação Educativa do prestigiado Instituto Tecnológico de Monterrey, organismo mexicano especializado em identificar e analisar as tendências com maior impacto na educação, o conceito de EdTech abrange dois ramos diferentes: o acadêmico, que se refere "à possibilidade de estudar, analisar ou revisar processos de ensino/aprendizagem a partir de uma perspectiva tecnológica"; e o prático, "relacionado à tecnologia disponível ou utilizada em contextos educativos".

Unindo ambas as definições poderíamos dizer que a EdTech é a aplicação prática das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) para a melhoria da aprendizagem. Há algo em que a maioria dos especialistas está de acordo: a tecnologia na educação é um meio. Nessa mesma linha também se expressa, por exemplo, a dinamarquesa Trine Jensen, responsável pela estratégia TIC da Associação Internacional de Universidades (IAU), criada em 1950 sob o patrocínio da UNESCO: "O desenvolvimento tecnológico não é um fim em si mesmo, mas um meio para construir o futuro da sociedade".

Embora o surgimento da EdTech seja um fato consumado em quase todo o mundo, sua implantação é desigual devido a exclusão digital ou seja, um desequilíbrio entre aqueles que têm e os que não têm acesso à tecnologia. Apesar deste inconveniente, é inegável que as tecnologias educativas, em suas mais variadas formas - aplicativos, plataformas, ferramentas, dispositivos, etc.-, proporcionam um bom número de vantagens.

VANTAGENS E DESVANTAGENS DA TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO

Ao mencionarmos as tecnologias para a educação, muitas delas ainda em desenvolvimento, estamos falando de ferramentas e aplicativos para criar conteúdo, de plataformas para compartilhá-los e interagir, de inovações como a realidade virtual, a impresión 3D ou os videogames, dos famosos e pioneiros MOOC (Massive Online Open Course), de livros e cadernos digitais, de mobile learning, etc. Todos estes elementos delineiam uma nova realidade nas salas de aula, com suas vantagens e desvantagens:

 Vantagens

  • Geram ambientes de aprendizagem mais alinhados com a era atual, facilitando a imersão digital.
  • Permitem um ensino mais personalizado, adaptada ao ritmo e às condições de cada estudante.
  • Facilitam uma educação sem barreiras geográficas e o acesso à informação muito diversificada.
  • Aumentam a motivação e permitem a detecção imediata das áreas de melhoria.
  • Possibilitam uma formação mais experiencial e mais baseada na prática.

 Desvantagens

  • Geram uma excessiva dependência da tecnologia e uma desumanização da educação.
  • Não é 100% inclusiva, pois nem todos os estudantes têm o mesmo acesso aos recursos tecnológicos.
  • Podem prejudicar a aquisição de certas habilidades analógicas como escrever à mão e o desenvolvimento de outras competências cognitivas como o pensamento crítico.
  • Aumentam as distrações durante a aprendizagem, que também pode ser superficial caso as informações não sejam adequadamente selecionadas.
  • Podem provocar problemas de socialização ao fomentar certo grau de isolamento.

Por que os estudantes preferem o conteúdo digital?#RRSSPor que os estudantes preferem o conteúdo digital?

 VER INFOGRÁFICO: Por que os estudantes preferem o conteúdo digital? [PDF]

AS PLATAFORMAS 'EDTECH' MAIS POPULARES. FERRAMENTAS E APLICATIVOS

Uma plataforma educativa é um site onde são agrupados diferentes aplicativos e ferramentas otimizados para fins docentes (lições de casa, exames, chats, fóruns, vídeos, jogos, questionários, blogs, etc.). Sua função é permitir a criação e gerenciamento de cursos completos em qualquer nível de ensino, ou seja, do básico ao universitário. Existem múltiplas plataformas de EdTech, no entanto, considerando sua implantação global e seu número de usuários, estas são algumas das mais populares:

  • Google Classroom. Concebida para que o professor possa organizar o programa acadêmico com seus alunos. Permite enviar lições de casa, fazer exames, avaliar projetos e estar em permanente comunicação com os alunos, entre outras coisas.
  • Moodle. Uma das pioneiras e mais conhecidas atualmente. Possui uma abordagem colaborativa e participativa altamente orientada para que tanto professores quanto alunos sejam uma parte essencial do sistema de aprendizagem.
  • Chamilo. Além de gerenciar a aprendizagem virtual, serve para ministrar aulas semipresenciais ou presenciais. Permite fazer videoconferências, atribuir funções na sala de aula, abrir grupos de discussão e possui sua própria rede social de aprendizagem.
  • Schoology. Um sistema especialmente pensado para criar conteúdo acadêmico e avaliar o progresso dos alunos. Suas funções básicas incluem a reprodução de material multimídia ou a criação de novos conteúdos, assim como relatórios estatísticos sobre atividades e avaliações.

Além dessas, de caráter mais generalista em relação às funções, existem outras mais específicas: Flipgrid, especializada em vídeos; Hyperdocs, em documentos interativos ou Edmodo, que inclui um perfil para pais e que está focada especialmente na gamificação, entre outras.