SUPEREXPLORAÇÃO DOS RECURSOS NATURAIS

Quais são as consequências da superexploração dos recursos naturais?

#sustentabilidade ambiental #energias renováveis #natureza

Os recursos naturais são aqueles que o planeta oferece sem necessidade de intervenção humana. Eles são essenciais para nossa sobrevivência, mas, se forem consumidos em um ritmo mais rápido do que a sua regeneração natural, como acontece atualmente, eles podem acabar. Abaixo, analisamos as consequências e possíveis soluções para esse problema.

Os seres humanos estão esgotando os recursos naturais do planeta.#RRSSOs seres humanos estão esgotando os recursos naturais do planeta.

QUAIS SÃO OS RECURSOS NATURAIS

Existem dois tipos de recursos naturais: renováveis e não renováveis. Os primeiros são inesgotáveis — como a radiação solar — ou sua renovação é relativamente rápida — como é o caso da biomassa. Os não renováveis são os recursos que existem na natureza de forma limitada, uma vez que sua regeneração demora muitos anos, tais como os minerais e os combustíveis fósseis — petróleo, gás natural e carvão —.

Os seres humanos estão esgotando esses recursos naturais do planeta, e os níveis de qualidade de vida começarão a diminuir por volta de 2030, caso medidas imediatas não sejam tomadas. O Fundo Mundial para a Natureza (WWF) alerta que a atual superexploração dos recursos naturais está criando um enorme déficit. Anualmente, são consumidos 20% a mais de recursos em relação à quantidade regenerada, e esse percentual não para de crescer.

Portanto, se continuarmos nesse ritmo, precisaríamos de 2,5 planetas para nos abastecer em 2050, de acordo com o próprio WWF. Por sua vez, essa organização mostra que a população mundial de peixes, aves, mamíferos, anfíbios e répteis diminuiu 58% entre 1970 e 2012, devido às atividades humanas. A previsão é que essa porcentagem chegará a 67 % no ano de 2020.

CONSEQUÊNCIAS DA SUPEREXPLORAÇÃO DOS RECURSOS NATURAIS

O consumo descontrolado dos recursos naturais gera efeitos expressivos:

 Ambientais

Lo desaparecimento dos habitats essenciais para a fauna e flora, ou seja, a extinção de espécies. Existem cerca de 30 milhões de espécies animais e vegetais diferentes no mundo e, delas, mais de 31.000 espécies estavam ameaçadas de extinção atualmente, de acordo com União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN).

 Econômicos

33% do solo do planeta está degradado em níveis de moderado a alto, da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). Se a erosão de solo fértil continuar nesse ritmo, os preços dos produtos agrícolas vão inevitavelmente disparar.

 Para a saúde

Se não cuidarmos das florestas, haverá menos sumidouros de carbono e, portanto, mais poluição do ar. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), nove em cada dez pessoas no mundo respiram ar com altos níveis de poluição e sete milhões de pessoas morrem anualmente por conta da contaminação do ar.

SOLUÇÕES PARA COMBATER A SUPEREXPLORAÇÃO DOS RECURSOS NATURAIS

O futuro, como afirma a Agenda 2030 das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, representa um desafio duplo aos seres humanos: conservar as múltiplas formas e funções da natureza e criar um lar equitativo para as pessoas em um planeta finito. Se quisermos reverter essa situação, entre outras coisas, será necessário:

Preservar o capital natural

  • Restaurar os ecossistemas deteriorados e seus serviços.
  • Conter a perda dos habitats prioritários.
  • Expandir de forma significativa a rede global de áreas protegidas.

Melhorar os sistemas de produção

  • Reduzir consideravelmente os objetos, materiais e recursos utilizados no desenvolvimento da vida humana e o volume de resíduos nos sistemas de produção.
  • Gerenciar os recursos de modo sustentável.
  • Potencializar a produção de energia renovável.
IBERDROLA

Medidas para conter

a superexploração dos recursos naturais

LEIS E POLÍTICAS

Desenvolver legislação
que regule a exploração
dos recursos naturais,
assim como estabelecer o estudo
de impacto ambiental
como
requisito indispensável
de qualquer projeto
Apoiar as iniciativas de desenvolvimento
sustentável
e proteção do meio
ambiente
Apostar nas
energias renováveis
e não contaminantes
Fomentar o saneamento
ambiental
para manter
a saúde dos ecossistemas

CONSCIENTIZAÇÃO

Impulsionar o uso
dos transportes públicos
e das bicicletas
Fomentar a cultura da
reciclagem:
reduzir,
reutilizar e reciclar
Promover a educação
ambiental
nas escolas
Promover a
agricultura e o
turismo ecológico

CONSUMO RESPONSÁVEL

Fazer uso racional da água e da eletricidade
Reduzir a compra de produtos desnecessários
Evitar o consumo de produtos não biodegradáveis
Optar por produtos locais ou ecológicos

 

 VER INFOGRÁFICO: Medidas para conter a superexploração dos recursos naturais [PDF]

Consumir de forma mais responsável

Reorientar os fluxos financeiros

  • Valorizar a natureza e os recursos naturais
  • Assumir as responsabilidades pelos custos ambientais e sociais.
  • Apoiar e recompensar empresas que promovam: conservação e gestão sustentável dos recursos naturais e inovação em sua atividade.