CIDADES SUSTENTÁVEIS

Conheça as cidades mais sustentáveis do mundo

A população mundial chegou a 7,6 bilhões de habitantes (ONU, 2017). Grande parte dessa população se concentra nas cidades, que são, ao mesmo tempo, as que mais contribuem para as emissões de gases de efeito estufa (GEE) e as que mais oferecem esperança para reduzir os impactos ambientais em escala global.

As cidades sustentáveis são fundamentais para combater a mudança climática.#RRSSAs cidades sustentáveis são fundamentais para combater a mudança climática

O mundo experimentou um crescimento urbano sem precedentes nas últimas décadas. Em 2015, cerca de 4 bilhões de pessoas (54% da população mundial) viviam em cidades e, de acordo com as projeções, esse número aumentará até aproximadamente 5 bilhões em 2030.

A rápida urbanização traz implicitamente inúmeras dificuldades, como o crescente desenvolvimento de favelas, a inadequação dos serviços básicos e de infraestrutura e o crescimento urbano descontrolado, que aumentam a vulnerabilidade das cidades para desastres naturais. Também foi revelado que as cidades contribuem — de forma muito ativa — para o aumento da contaminação atmosférica: de acordo com o último relatório Cidades e mudança climática, os assentamentos urbanos são responsáveis por até 70% dos gases de efeito estufa, apesar de ocuparem apenas 2% do território mundial.

Por isso, é necessário melhorar o planejamento urbano e sua gestão para que esses espaços sejam mais inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis, assim como pede o objetivo 11 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, aprovado pela ONU em 2015.

CIDADES SUSTENTÁVEIS E MUDANÇAS CLIMÁTICAS

As cidades desempenham um papel fundamental na luta contra as mudanças climáticas: elas podem liderar a transição energética para um desenvolvimento com baixo teor de carbono baseado na eficiência e nas energias renováveis.

Uma cidade sustentável é aquela que é capaz de integrar o verde no ambiente urbano para reduzir as emissões de CO2 e melhorar a qualidade do ar; impulsionar as energias renováveis para conservar e proteger os recursos naturais; implementar — com sucesso — a mobilidade sustentável e o uso dos transportes públicos; e apostar na economia circular.

O Índice das cidades sustentáveis [PDF], elaborado pela ARCADIS em colaboração com o Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU- HABITAT), é um relatório anual que se baseia no estudo de três pilares de sustentabilidade para elaborar uma classificação com as 100 cidades mais sustentáveis do mundo. Tais pilares são:

  • O componente social: os fatores relacionados com a qualidade de vida dos habitantes de uma cidade — saúde, trabalho e educação —.
  • O fator ambiental: fatores associados às condicionantes do selo verde de uma cidade, tais como: nível de contaminação, iniciativas para promover a reciclagem, extensão de áreas verdes etc.
  • A condicionante econômica: la saúde econômica da qual os habitantes de uma cidade desfrutam.
ÍNDICE DAS CIDADES SUSTENTÁVEIS 2016
27
1
5
48
12
1
37
9
3
7
19
16
81
29
2
25
8
35
77
33
8
49
60
47
55
96
4
53
84
19
Zurique
Cingapura
Londres
Amsterdã
Hong Kong
Sidney
Nova York
Los Angeles
Dubai
Kuala Lumpur
O Índice analisa as seguintes variáveis:
Social, Ecológica y Econômica. O objetivo é classificar as 100 melhores cidades do mundo em termos de sustentabilidade.
Social: mede la atuação social, incluindo a qualidade de vida
Ecológica: considera los fatores "verdes" como energia, contaminação e emissões
Econômica: avalia o ambiente empresarial e a saúde da economia

Zurique lidera o Índice das cidades sustentáveis 2016. Seu forte compromisso com a ecologia urbana é mais um fator que contribui para a sua sólida reputação de boa cidade para morar. Uma de suas principais iniciativas é se tornar uma sociedade de 2.000 watts per capita até 2050 — 2.000 watts é a quantidade estabelecida como uso de energia sustentável. Para atingir esse objetivo, os esforços serão concentrados em temas de eficiência energética, arquitetura bioclimática, mobilidade elétrica e na conscientização de seus habitantes.

Cingapura é a cidade mais sustentável da Ásia e a segunda do mundo. Estima-se que sua população ultrapassará os 6 milhões de habitantes em 2030. Por isso, o governo foca em melhorar a mobilidade e a conectividade dentro da cidade, estabelecendo o ambicioso objetivo de fazer com que, pelo menos, 80% de seus edifícios sejam ecológicos até tal data.

Estocolmo, a maior cidade da Suécia, ocupa o terceiro lugar do Índice das cidades sustentáveis 2016. A cidade obteve uma alta pontuação em meio ambiente e qualidade de vida graças à implementação de inúmeras iniciativas para reduzir as emissões de CO2. Destaca-se, sem sombra de dúvidas, o desenvolvimento da área de Hammarby Sjöstad, que passou de zona industrial a bairro ecológico, graças à construção de um sistema sustentável de gestão da água, energia e resíduos.

Outras cidades contempladas neste índice de sustentabilidade urbana são: Londres, Amsterdã, Hong Kong, Sidney, Nova York, Los Angeles, Dubai e Kuala Lumpur.

Estocolmo

2010

Hamburgo

2011

Bristol

2015

Copenhague

2014

Nantes

2013

Nimega

2018

Liubliana

2016

Vitoria-Gasteiz

2012

Essen

2017

CAPITAIS VERDES

EUROPEIAS

A Comissão Europeia concede, desde 2010, o título de Capital Verde Europeia para reconhecer o importante papel das cidades e autoridades locais na proteção do meio ambiente, assim como seu alto nível de comprometimento com o progresso sustentável

 

 VER INFOGRÁFICO: Capitais verdes europeias [PDF]

Sabe o que é a Capital Verde Europeia?

Para reconhecer o importante papel das cidades e autoridades locais na proteção do meio ambiente, assim como seu alto nível de comprometimento com o progresso sustentável, a Comissão Europeia concede o título de Capital Verde Europeia (European Green Capital). Conheça as cidades que receberam este prêmio, desde sua criação — em 2010 — até hoje.

  • 2010: Estocolmo
  • 2011: Hamburgo
  • 2012: Vitoria-Gasteiz
  • 2013: Nantes
  • 2014: Copenhague
  • 2015: Bristol
  • 2016: Liubliana
  • 2017: Essen
  • 2018: Nimega

Ocultar informação

 A 'Pegada' Ambiental da Iberdrola (*) Nota

 Comprometidos com a luta contra as mudanças climáticas

 Índices de sustentabilidade (*) Nota

   

(*) Disponível na versão em espanhol.