DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL NAS CIDADES

Ecobairros: uma aposta no futuro das cidades sustentáveis

Cidadãos, urbanistas e arquitetos com consciência ecológica depositam suas esperanças nos ecobairros. Eficientes e altamente respeitosos com o meio ambiente, já estão emergindo nas grandes cidades.

Hammarby Sjostad, un ecobarrio situado en Estocolmo.#RRSSHammarby Sjostad, un ecobarrio situado en Estocolmo.

O QUE É UM ECOBAIRRO?

É um projeto urbano que pretende diminuir o impacto no meio ambiente e mudar a educação e os hábitos de vida dos cidadãos das grandes cidades para torná-los mais responsáveis com seu ambiente.

Esse exemplo de urbanismo sustentável em pequena escala se sustenta na eficiência e na autossuficiência energética através da integração da agricultura ecológica, das energias renováveis e do aproveitamento sustentável dos recursos naturais. E tudo isso mantendo uma boa interligação com o resto da cidade.

Entre seus principais benefícios estão:

  • Melhoria da qualidade de vida
  • Regeneração de zonas verdes, zonas de tráfego e espaços públicos
  • Fomento da educação e conscientização ambiental

RUMO A UM NOVO MODELO DE URBANISMO SUSTENTÁVEL

O ecobairro é o modelo de desenvolvimento urbano sustentável que melhor responde às necessidades atuais da sociedade e do meio ambiente. Por isso, se mostra como a solução mais eficaz diante dos problemas do bairro tradicional: não inclusivo, com tráfego excessivo e alta poluição. De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), embora as cidades ocupem apenas 3% da superfície terrestre, representam entre 60% e 80% do consumo de energia e são responsáveis por 75% das emissões de carbono.

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: BAIRROS ECOLÓGICOS
NAS CIDADES DO FUTUR
O
O
1 2 3 4 5 6
ESTUFAS
  • A radiação solar é filtrada pelos painéis.
  • Com o calor é possível cultivar plantas fora de temporada e aquecer a casa.
JARDINS SUSTENTÁVEIS
  • O compromisso é em espécies nativas e similares.
  • O roteiro é programado para aproveitar a água.
  • As árvores são plantadas ao leste ou oeste das casas para conseguir a sombra adequada.
PAINÉIS SOLARES
Os painéis solares, em solos ou telhados, geram energia para I garantir o fornecimento de cada moradia.
CASAS SUSTENTÁVEIS
  • A água se acumula nos telhados com sistemas de retenção. Essa água é utilizada para banhos e jardins.
  • As madeiras das janelas procedem de florestas manejadas com critérios de sustentabilidade.
RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE RESÍDUOS
  • Reduzem os índices de poluição.
  • A reciclagem de artigos prolonga sua vida útil.
  • Preferência pela utilização de produtos biodegradáveis.
MEIOS DE TRANSPORTE
  • Os bondes ou trams são o principal meio de transporte.
  • Sistemas de carros elétricos compartilhados e bicicletas são as duas alternativas preferidas.
ESTUFAS
  • A radiação solar é filtrada pelos painéis.
  • Com o calor é possível cultivar plantas fora de temporada e aquecer a casa.
JARDINS SUSTENTÁVEIS
  • O compromisso é em espécies nativas e similares.
  • O roteiro é programado para aproveitar a água.
  • As árvores são plantadas ao leste ou oeste das casas para conseguir a sombra adequada.
PAINÉIS SOLARES
Os painéis solares, em solos ou telhados, geram energia para I garantir o fornecimento de cada moradia.
CASAS SUSTENTÁVEIS
  • A água se acumula nos telhados com sistemas de retenção. Essa água é utilizada para banhos e jardins.
  • As madeiras das janelas procedem de florestas manejadas com critérios de sustentabilidade.
MEIOS DE TRANSPORTE
  • Os bondes ou trams são o principal meio de transporte.
  • Sistemas de carros elétricos compartilhados e bicicletas são as duas alternativas preferidas.
RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE RESÍDUOS
  • Reduzem os índices de poluição.
  • A reciclagem de artigos prolonga sua vida útil.
  • Preferência pela utilização de produtos biodegradáveis.

 VER INFOGRÁFICO: Desenvolvimento sustentável: ecobairros nas cidades do futuro. [PDF]

Para reconduzir a situação, a ONU estabelece no Objetivo de Desenvolvimento Sustentável n.º 11 "conseguir que as cidades e os assentamentos humanos sejam inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis”. A tarefa para 2020 já está fixada: “aumentar substancialmente o número de cidades e assentamentos humanos que adotem e coloquem em funcionamento políticas e planos integrados para promoverem a inclusão, o uso eficiente dos recursos, a mitigação da mudança climática e sua adaptação".

ECOBAIRROS QUE IMPULSIONAM A SUSTENTABILIDADE

Hammarby Sjöstad (Estocolmo, Suécia): um bairro industrial abandonado por sua poluição antes dos anos 90 conseguiu para sua cidade o título de Capital Verde de Europa en 2010. Uma das estratégias para sua transformação consistiu em criar um circuito fechado de metabolismo urbano com sistemas sustentáveis de água, resíduos e energia. O bonde, o principal meio de transporte, convive com uma rede para pedestres e bicicletas, um sistema de carros compartilhados e um ferry. A altura das edificações permite, igualmente, ter quintais interiores que facilitam o cultivo em lotes com microestufas.

Saiba mais bairros ecológicos

BedZED (Londres, Reino Unido): no ano 2000 começou a construção do Beddington Zero Energy Development com residências que usam exclusivamente energias renováveis. Com uma extensão de 3.000 m2 se destaca pelas técnicas utilizadas para o aproveitamento da chuva. Estas, junto à utilização de eletrodomésticos eficientes, reduziram em 60% o uso da água em relação ao resto do país. Na comunidade se promove desde compartilhar um veículo entre vizinhos até a implantação de carregadores de carros elétricos em cada casa.

La Pinada (Paterna, Valência, Espanha): será o primeiro ecobairro da Espanha, coprojetado pelos seus futuros habitantes em torno do centro educativo Imagine Montessori School. A escola será o centro de vida do bairro e este, por sua vez, uma extensão do processo educativo nos valores de sensibilidade social e ambiental, sustentabilidade, inovação e comunidade, ou seja, um espaço onde a integração do trabalho e do lazer seja mais fácil para favorecer a conciliação entre trabalho e vida familiar, além de reduzir os deslocamentos.

O início das obras está previsto para 2019, e a primeira fase estará concluída em 2021. O projeto ficará situado a 10 minutos de Valência e inclui 25 hectares para albergar cerca de 1.000 famílias.

Grow Community, Bainbridge Island (Washington, Estados Unidos): a comunidade americana mais resiliente e sustentável do país mora em residências com emissão zero — se autoabastecem graças à energia solar — rodeadas de jardins comunitários e se desloca em carros elétricos compartilhados. Trata-se do primeiro ecobairro a satisfazer os rigorosos requisitos do programa One Planet Living.

Setor Noroeste (Brasília, Brasil): representa a convergência perfeita entre localização privilegiada, sustentabilidade ambiental e inovação tecnológica. Uma parte do projeto Brasília Revisitada foi elaborada pelo urbanista Lúcio Costa, entre 1985 e 1987, e foi planejado para ser o primeiro bairro ecológico do Brasil. As zonas residenciais estão dispostas de forma estratégica, de forma a aproveitar melhor a iluminação e ventilação naturais. Também têm um sistema de aquecimento solar que diminui o consumo de energia elétrica, e um sistema de coleta seletiva e tratamento de resíduos.

Ocultar informações

 Eficiência energética(*) Nota

 Uso da água(*) Nota

   

(*) Disponível na versão em espanhol.