O QUE É UMA ECOVILA

As ecovilas como alternativa ecológica

As ecovilas são pequenas comunidades autossuficientes que vivem por e para o meio natural. Existem cerca de 10.000 em todo o mundo, se desenvolvem sobretudo em áreas rurais e seus habitantes constroem sociedades baseadas na cooperação, no autoconsumo, nas energias renováveis e nos materiais ecológicos. Saiba como funcionam...

AS ECOVILAS OU COMUNIDADES ECOLÓGICAS

A origem dessas vilas é incerta, mas seu reconhecimento internacional ocorreu em 1995 durante um encontro de ecovilas de todo o mundo na Escócia. Desse simpósio nasceu a Rede Global de Ecovilas (GEN), que estabeleceu as bases do movimento atual e funciona atualmente como ponte entre os milhares de projetos que estão distribuídos pelos cinco continentes.

Robert Gilman, filósofo norte-americano e um dos principais teóricos dessas comunidades ecológicas, definiu-as em 1991 como assentamentos humanos com tudo o que é importante para a vida, que promovem um desenvolvimento saudável, são sustentáveis em termos de futuro e cujas atividades decorrem em total harmonia com a natureza.

O desenvolvimento das ecovilas está sustentado em um princípio fundamental: o cuidado das pessoas e do ambiente. Propõe um modelo de vida solidário e ecológico, onde os membros de uma comunidade se ajudam para criar sociedades mais éticas, justas e igualitárias.

As ecovilas costumam oscilar entre os 50 e os 250 indivíduos, embora por vezes possam ultrapassar o milhar. Todos os seus habitantes compartilham objetivos e colaboram entre si para consegui-los. Como? Organizam reuniões periódicas onde compartilham experiências e impulsionam práticas sustentáveis em termos de economia, sociedade, cultura e meio ambiente.

OS BENEFÍCIOS DAS ECOVILAS

 Aproveitam os recursos naturais
O respeito pela natureza inclui o uso de energias renováveis como a solar e a eólica. Também a construção com materiais ecológicos como o barro, a madeira ou a palha.

 Reabilitam o ambiente
As comunidades ecológicas não só evitam a degradação do meio ambiente, mas também regeneram os ecossistemas onde vivem (reciclam, reflorestam, recuperam habitats, etc.).

 Educam os cidadãos
As ecovilas promulgam valores positivos como o ecologismo, a solidariedade, a igualdade, a tolerância, a generosidade, a diversidade, a hospitalidade, o respeito, a colaboração entre as pessoas e a autossuficiência.

 Melhoram a convivência
Seu compromisso para com esses ideais traz consigo cidadãos mais dialogantes e participativos, que resolvem seus conflitos mediante a palavra e se envolvem mais na tomada de decisões.

 Economia responsável
Apostam em tecnologias regenerativas e atividades como a arquitetura bioclimática e a agricultura ecológica, sem máquinas que danifiquem o solo nem pesticidas químicos. Dessa forma, consomem menos energia e favorecem a luta contra o aquecimento global.

A CONTRIBUIÇÃO DAS ECOVILAS PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Cerca de 3,5 bilhões de pessoas — 50% da humanidade — estão atualmente concentradas nas cidades São dados da ONU, que vaticina 5 milhões até 2030. Além disso, de acordo com este organismo, metrópoles — apenas 3% do território mundial — representam entre 60% e 80% do gasto energético total e 75% das emissões de carbono.

As Nações Unidas advertem que a urbanização também ameaça os fornecimentos de água doce, as águas residuais ou a saúde pública. O receio da comunidade internacional por eventuais danos irreversíveis valorizou o modelo sustentável das ecovilas. São um exemplo da forma de viver o progresso sem comprometer o futuro do planeta.

As melhores iniciativas da GEN em 2017 — premiadas com o Hildur Jackson Award — foram a construção de um centro de terapias alternativas para dar à luz no Quênia, um projeto no México para reconstruir de forma sustentável algumas zonas afetadas pelos terremotos de Puebla e Chiapas, e um plano para edificar moradias acessíveis com materiais descartados em áreas rurais da Índia.

Os grandes sucessos das ecovilas.#RRSSOs grandes sucessos das ecovilas.

 VER INFOGRÁFICO: Os grandes sucessos das ecovilas [PDF]

ECOVILAS NO MUNDO

A Rede Global de Ecovilas, conforme registra seu último relatório anual (2017), tem recenseadas cerca de 10.000 comunidades ecológicas em 114 países, 35 redes estatais, 135 embaixadores da GEN, 130 formadores, 32 associações e 23 governos interessados em implementar esse tipo de programas em âmbito interno. Dentre as ecovilas mais importantes se destacam:

  • La Montaña (Chile). Em funcionamento desde 1992, oferece emprego voluntário de um a doze meses para se integrar na vida da comunidade. Defende uma sociedade e um estilo de vida sustentável relativamente ao meio ambiente.
  • Yarrow EcoVillage (Canadá). Foi fundada em 2001 e está localizada em uma antiga chácara leiteira de 10 hectares. Alberga áreas dedicadas à moradia e outras ao cultivo. Têm um projeto de ampliação para criar uma povoação com capacidade para 35 casas.
  • The Farm (EUA). Nasceu em 1971 e com 220 membros é uma das maiores ecovilas e mais antigas do país. Foi premiada várias vezes por seu ativismo em defesa dos direitos dos indígenas.
  • Las Gaviotas (Colômbia). Fundada em 1971 por um grupo de engenheiros e cientistas que ambicionavam ter uma vida sustentável. De 1980 a 1990 administrou um hospital para atender à população indígena. Desenvolveu vários inventos a favor da comunidade.
  • Konohana Family (Japão). Essa ecovila rural data de 1993 e está no sopé do monte Fuji. Seus cerca de 100 integrantes se consideram uma família, embora não estejam unidos por laços de sangue. Dedicam-se à agricultura.
  • Crystal Waters (Austrália). Nasceu em 1986 e acolhe mais de 200 pessoas. Em 1996 recebeu o World Habitat Award e vivem do comércio, turismo, indústria da iluminação e atividades educativas.
  • Ecovillage Madagascar (Madagáscar). Começou em 2013 e conta com 11 membros. Dedicam-se a melhorar a qualidade de vida da população rural, a inculcar-lhes práticas sustentáveis em termos de economia e meio ambiente e pesquisar e recuperar espaços naturais.


 Dez coisas que temos que saber sobre os produtos orgânicos

 A economia circular, um novo modelo de produção e consumo sustentável(*) Nota

 Ecobairros: a aposta no futuro das cidades sustentáveis(*) Nota

   

(*) Disponível na versão em espanhol.