A COMPRA A GRANEL E O MEIO AMBIENTE

A compra a granel, uma solução para reduzir o consumo de plástico?

A compra a granel ressurgiu para brecar o desperdício de alimentos e a invasão de embalagens de plástico na natureza. Esse tipo de comércio, usual até poucas décadas atrás, se tornou um dos pilares do movimento global Resíduo Zero, pois permite comprar alimentos e bens domésticos por peso e sem embalagens.

Os recipientes descartáveis inundam os supermercados, assim como as montanhas e os oceanos. As bandejas de poliestireno, as garrafas de PET, os tetrapacks ou as embalagens de plástico já fazem parte da paisagem: só nas águas do oceano Pacífico flutuam cerca de 87.000 toneladas de lixo, de acordo com um estudo científico publicado em 2018 pela revista Nature.

A maioria destes resíduos provém de terra firme. Os núcleos urbanos geram no mundo mais de 2 bilhões de toneladas anuais de resíduos sólidos, um número que poderia ter um crescimento de 70% até 2050 segundo um relatório do Banco Mundial publicado em 2018. Tal documento também alerta para o fato de que pelo menos 33% de todo esse lixo não é tratado de forma segura para o meio ambiente e que 12% do total corresponde a restos de plástico.

Lute contra o plástico. Capture Lord Plastik! Participe.

UMA ALTERNATIVA PARA VIVER SEM PLÁSTICO

Essa situação deu lugar ao nascimento de iniciativas como Resíduo Zero (Zero Waste), um movimento internacional que promove o consumo responsável e a reutilização para reduzir ao máximo o desperdício gerado nos lares. A iniciativa nasceu no blog pessoal da francesa Bea Johnson, que foca na diminuição do uso de plástico através de ações cotidianas como usar potes de vidro e sacolas de tecido, ou comprar a granel.

Outra iniciativa de sucesso é Food in the nude. Colocada em andamento na Nova Zelândia, nasceu com o objetivo de acabar com as embalagens de plástico para produtos frescos nos supermercados. Os produtores de alimentos assinaram uma declaração comprometendo-se a utilizar unicamente embalagens e etiquetas 100% reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis em 2025. O diário NZ Herald informa que as vendas de algumas hortaliças tiveram um aumento nas vendas de até 300% nos estabelecimentos que já deixaram de utilizar embalagens de plástico.

Dois pepinos, quatro tomates ou uma cebola envoltos com plástico sobre uma bandeja de PVC. O descontentamento dos clientes diante desse tipo de embalagem provocou o boom de um tipo de consumo que consiste em adquirir alimentos e bens domésticos sem embalagem. Contrariamente aos produtos embalados, que nos obrigam a comprar a quantidade estabelecida pelo fabricante, a compra a granel é mais flexível, pois nos dá liberdade para decidir quanto vamos comprar. O consumidor vai ao estabelecimento comercial com seus próprios recipientes ou sacolas reutilizáveis e leva só aquilo que deseja, por peso ou por unidade.

PRODUTOS A GRANEL: O QUE COMPRAR E ONDE

Muitos dos alimentos que incluímos na lista das compras podem ser adquiridos sem embalagem. De fato, cada vez há mais estabelecimentos que oferecem essa possibilidade aos seus clientes. A seguir, indicamos o que pode ser comprado e onde:

 Frutas, legumes e hortaliças 
As quitandas de bairro e os mercadões costumam vendê-los por peso. Trata-se de uma prática habitual em inúmeros supermercados.

 Cereais, massas e leguminosas 
Nos supermercados costumam ser vendidos embalados. Para comprá-los por peso, é necessário recorrer a estabelecimentos comerciais de produtos orgânicos ou ir a algum comércio de bairro.

 Carnes, peixes, frios e embutidos
É muito habitual encontrá-los a granel, tanto em comércios de bairro — açougues, peixarias e estabelecimentos especializados — quanto em supermercados e mercadões.

 Pães e afins
As padarias e as confeitarias de bairro oferecem esses produtos a granel. Uma opção que os supermercados oferecem cada vez mais.

 Azeite, cerveja, vinho e leite 
Muitos lagares, adegas, chácaras, feiras, mercadões e estabelecimentos especializados vendem tais produtos por litro.

Conselhos para comprar a granel.#RRSSConselhos para comprar a granel.

 VER INFOGRÁFICO: Conselhos para comprar a granel [PDF]

AS VANTAGENS DA COMPRA A GRANEL

A compra a granel é uma opção de consumo responsável em auge devido aos inúmeros benefícios que oferece, tanto para nós mesmos quanto para o meio ambiente:

  • Adquirimos a quantidade necessária de cada produto. Assim economizamos dinheiro, consumimos alimentos mais frescos e desperdiçamos menos comida porque sobra ou estraga.
  • Reduzimos o número de embalagens descartáveis que acabam em aterros ou disseminadas pela natureza. De acordo com o Banco Mundial, cada pessoa gera 0,74 kg de resíduos sólidos por dia.
  • Melhoramos nossa alimentação porque os produtos a granel são mais naturais e têm menos aditivos prejudiciais para a saúde.
  • Selecionamos os alimentos de melhor qualidade. As bandejas de fruta e verdura, por exemplo, são indivisíveis e não permitem eliminar as unidades em pior estado.
  • Contribuímos para estimular a agricultura e o comércio local. Os alimentos a granel mais comuns são de chácaras e cultivos próximos, o que nos permite saber de onde provém o que consumimos.
  • Economizamos dinheiro (se soubermos onde comprar). Alguns estabelecimentos que vendem a granel costumam ser mais caros, mas ao não ter que pagar embalagem acabamos economizando e evitamos adquirir quantidades desnecessárias.

 Como os microplásticos nos afetam?

 Conheça a primeira localidade do mundo livre de plástico