CONSEQUÊNCIAS DO EFEITO ESTUFA

Desertificação e inundações entre as consequências do efeito de estufa

A ação do homem está provocando um aumento da temperatura global — desde 1977, todos os meses, exceto um, foram mais quentes do que a média do século XX (Global Climate Report, NOAA, 2018). Isso significa que o efeito estufa deixou de ser nosso grande aliado e passou a ser um risco para a sobrevivência humana. Inundações nas cidades costeiras, aumento das secas, escassez de alimentos e furacões devastadores são apenas algumas de suas principais consequências.

O efeito estufa é um fenômeno natural e benéfico para nós. Certos gases presentes na atmosfera retêm parte da radiação térmica emitida pela superfície terrestre depois de ter sido aquecida pelo sol, mantendo a temperatura do planeta em um nível adequado para o desenvolvimento da vida.

COMO ACONTECE O EFEITO ESTUFA?

Efeito estufa
Você sabe como acontece?
Inúmeros gases que fazem parte da atmosfera absorvem a radiação infravermelha da Terra, provocando um aumento da temperatura da superfície do nosso planeta e da camada atmosférica que a rodeia.
Camada de gases
de efeito estufa
  • - Dióxido de carbono
  • - Vapor de água
  • - Óxido nitroso
  • - Metano
  • - Hexafluoreto de enxofre
  • - Clorofluorocarbonetos
  • - Hidroclorofluorocarbonos
  • - Hidrofluorocarbonos
0 5 10 15 20 25 30 35 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 (Gt) Fonte: Agência Internacional da Energia (AIE) 29,01 28,59 30,26 31,14 31,39 31,91 32,11 32,11 32,08 32,53
Radiação
para o
espaço
Radiação
solar
Calor irradiado
para a
superfície
Evolución del CO2
El CO2 é o gás que mais contribui para o efeito estufa. Veja o histórico de emissões no mundo durante a última década.

 VER INFOGRÁFICO: Você sabe como acontece o efeito estufa? [PDF]

A ação do homem, no entanto, aumentou a presença desses gases na atmosfera — principalmente, dióxido de carbono e metano —, fazendo com que eles retenham mais calor e aumentem a temperatura do planeta. Esse é o processo que conhecemos como aquecimento global.

CONSEQUÊNCIAS DO EFEITO ESTUFA

O aumento da temperatura média na Terra está mudando as condições de vida no planeta. Vamos conhecer as principais consequências desse fenômeno:

  • Degelo de massas glaciais
    O derretimento do gelo também tem suas próprias consequências: a redução do albedo — a porcentagem de radiação solar que a superfície terrestre reflete ou devolve para a atmosfera —, o aumento global do nível do mar ou a liberação de grandes “colunas” de metano são apenas algumas delas. Todas, no entanto, são dramáticas para o planeta.
  • Inundações de ilhas e cidades costeiras
    Conforme apresentado no quinto Relatório de Avaliação do Painel Intergovernamental sobre a Mudanças Climáticas (IPCC, 2014), durante o período de 1901 e 2010, o nível médio global do mar subiu 19 centímetros. Estima-se que, no ano de 2100, o nível do mar ficará entre 15 e 90 centímetros mais alto do que o atual e ameaçará 92 milhões de pessoas.
  • Furacões mais devastadores
    A intensificação do efeito estufa não provoca esses eventos climáticos extremos, mas aumenta sua intensidade. Os furacões têm a ver com a temperatura do mar — só se formam sobre águas que têm, pelo menos, uma temperatura de 26,51ºC.
  • Migrações de espécies
    Muitas espécies animais serão obrigadas a migrar para sobreviverem às mudanças dos principais padrões climáticos alterados pelo aumento progressivo das temperaturas. O ser humano também terá que se deslocar: de acordo com o Banco Mundial, em 2050, o número de pessoas obrigadas a fugir de suas terras por conta das secas extremas ou inundações violentas poderá chegar aos 140 milhões.
  • Desertificação de áreas férteis
    O aquecimento global tem um impacto profundo nos processos de degradação do solo e favorece a desertificação das zonas mais áridas do planeta. A desertificação acaba com todo o potencial biológico das regiões afetadas, transformando-as em terrenos inférteis e improdutivos. Conforme reconhecido pela ONU no Dia Mundial de Combate à Desertificação em 2018, 30% das terras estão degradadas e perderam seu valor real.
  • Impacto na agricultura e na pecuária
    O aquecimento global já alterou a duração da estação de crescimento em grande parte do planeta. Da mesma forma, as variações das temperaturas e das estações influenciam na proliferação de insetos, plantas invasoras e doenças que poderão afetar as colheitas. O mesmo acontece com a pecuária: as mudanças climáticas afetam diretamente as principais espécies de várias formas: reprodução, metabolismo, saúde etc.

 

CONSEQUÊNCIAS DO EFEITO ESTUFA NA SAÚDE HUMANA

O efeito estufa também afeta diretamente a saúde humana por meio da:

  • Escassez de alimentos
    A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) afirma que as mudanças climáticas estão levantando sérias dúvidas quanto à disponibilidade de alimentos. Em seu último relatório bienal sobre o estado mundial da agricultura e da alimentação, a FAO alerta para o fato de que uma queda na produção agrícola causará escassez de alimentos, afetando mais gravemente a África Subsaariana e a Ásia meridional.
  • Propagação de doenças e pandemias
    Além dos problemas provocados diretamente pela contaminação, a Organização Mundial de Saúde (OMS) afirma que o aquecimento global fará com que doenças infecciosas — como malária, cólera ou dengue — se propaguem para muitas outras zonas do planeta. Por outro lado, o calor extremo aumentará e agravará os problemas cardiovasculares e respiratórios.

 

COMO SOLUCIONAR AS CONSEQUÊNCIAS DO EFEITO ESTUFA

A redução da emissão dos denominados gases de efeito estufa — como o CO2 ou o CO4 — não é a única solução para conter o efeito estufa. Os organismos internacionais também concordam com as seguintes recomendações:

  • Usar energias renováveis.
  • Utilizar o transporte público e outros meios não contaminantes, como veículos ou bicicletas elétricas.
  • Fomentar a conscientização ecológica entre os cidadãos e as diferentes administrações.
  • Apostar na reciclagem e na economia circular.
  • Reduzir o consumo de carne.
  • Consumir produtos orgânicos.

É conhecida como ação climática qualquer política, medida ou programa que busque reduzir os gases de efeito estufa, construir resiliência em relação às mudanças climáticas ou apoiar e financiar esses objetivos. O Acordo de Paris (2015) foi o primeiro grande acordo internacional nesse sentido. Na COP21, quando foi assinado, 174 países e a União Europeia estabeleceram a meta de trabalhar para manter o aquecimento global abaixo dos 2º C.

Agora, o principal desafio é a implementação do acordo e, por isso, , está sendo organizada a COP24, que acontecerá na cidade polonesa de Katowice, de 03 a 14 de dezembro de 2018.
 

 Vigilantes do planeta: o documentário (*) Nota

 A Iberdrola com o meio ambiente

 

Lute contra o plástico. Capture Lord Plastik! Participe.

   

(*) Disponível na versão em espanhol.