Novo desenho de eventos corporativos

DESENHO DA ASSEMBLEIA GERAL DE ACIONISTAS 2020

Verde Objetivo: o caminho para a sustentabilidade

#empresa #junta general accionistas

Por ocasião de sua Assembleia Geral de Acionistas 2021, a Iberdrola lançou um novo desenho para o evento, que além de permitir aglutinar e dar notoriedade aos elementos sobre os quais esse ato é constituído, também transmite e amplia seu objetivo e valores corporativos. Dessa forma, o novo universo visual destaca o caráter da Iberdrola como a companhia verde, uma empresa cujo grande valor é a sustentabilidade e que se orienta pelo seu compromisso com o futuro do planeta, pelo seu Verde Objetivo.

Há algum tempo focamos nosso objetivo em algo, até então, revolucionário: uma energia mais verde para conseguir um mundo mais verde. O que antes parecia uma quimera hoje é uma realidade. A Iberdrola já é uma referência mundial em energia limpa, responsável e sustentável.

Passo a passo, foco a foco, o objetivo permanece intacto: continuamos avançando e ajudando a avançar, decididos, rumo a um mundo melhor. Agora também focamos na recuperação verde porque é algo imprescindível. Esse é o nosso objetivo, o Verde Objetivo.

O VERDE OBJETIVO

A Iberdrola também transferiu esse conceito para a nova configuração de sua Assembleia Geral de Acionistas 2021, baseada no Verde Objetivo. Trata-se de um símbolo claro, dinâmico, luminoso e versátil que exemplifica o farol que indica o caminho para a sustentabilidade, colocando o foco em um mundo mais verde.

Verde_Objetivo
O Verde Objetivo é o elemento inspirador e ponto de partida da configuração da Assembleia Geral de Acionistas 2021

MAIS DE DUAS DÉCADAS COM FOCO NA SUSTENTABILIDADE

 Na liderança da transição energética

Graças à sua aposta pioneira nas energias limpas, o grupo Iberdrola se antecipou 20 anos em relação à atual transição energética, um processo onde já investiu 120 bilhões de euros e para o qual se comprometeu a destinar mais 75 bilhões até 2025 e que chegará a 150 bilhões em 2030. Dessa forma, a companhia pretende permanecer na liderança da revolução energética enfrentada pelas principais economias do mundo e continuar comandando a transição para uma economia com baixos teores de carbono.

Ignacio Galán, presidente do grupo Iberdrola

Nosso modelo de negócio, após 20 anos antecipando-se à transição energética, nos posiciona como um agente indutor fundamental para a transformação do tecido industrial, impulsionando com nossa experiência o compromisso social e a capacidade financeira, um modelo de crescimento econômico sustentável de longo prazo capaz de enfrentar os atuais desafios da sociedade

Seu histórico plano de investimentos lhe permitirá consolidar seu modelo de negócio limpo, confiável e inteligente, situando o foco em mais energias renováveis, mais redes, mais armazenamento e mais soluções inteligentes para os clientes. A Iberdrola, que já é líder mundial em energias renováveis, pretende dobrar sua capacidade de energia renovável em 2025, até 60 GW, os quais chegarão a 95 em 2030. Também continuará investindo em ativos regulados, que alcançarão a cifra de 47 bilhões em 2025 (1,5 vezes seu valor atual) e 60 bilhões em 2030. Da mesma forma, prevê ter 60 milhões de contratos com clientes em 2025 e 70 em 2030, aos quais oferecerá soluções inteligentes e inovadoras, o que lhes permitirá serem responsáveis pelo uso da energia.

 Comprometidos com uma ação climática ambiciosa e urgente

A luta contra as mudanças climáticas tem sido o principal motor da estratégia de crescimento rentável do grupo. Graças aos esforços realizados nas últimas duas décadas, as emissões da Iberdrola na Europa se situaram em níveis mínimos históricos no primeiro trimestre de 2021: são de 28 gr CO2/kWh e uma décima parte das emissões de seus concorrentes europeus e americanos.

A Iberdrola atualmente é uma referência internacional em ação climática e tem como objetivo ser neutra em carbono na Europa em 2030, reduzindo sua intensidade de emissões de CO2 em nível global até 50 g/kWh, avançando assim em seu compromisso de alcançar a neutralidade de carbono em âmbito global até 2050.

 Líderes na promoção dos ODS

A companhia incluiu em sua estratégia empresarial os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) aprovados pelas Nações Unidas em 2015, especialmente o ODS 7 (energia acessível e limpa) e o ODS 13 ( ação contra a mudança global do clima). A Iberdrola também promove uma industrialização inclusiva e sustentável como vetor de criação de empregos e crescimento, em consonância com o ODS 9 (indústria, inovação e infraestrutura) e o ODS 8 (trabalho decente e crescimento econômico). O grupo investiu a cifra recorde de 2,507 bilhões de euros no primeiro trimestre de 2021 e contratou 6.000 trabalhadores nos últimos 12 meses, como parte de seu objetivo de atingir cerca de 20.000 novas contratações entre 2020 e 2025.

Assim, a Iberdrola integrou a conservação e a promoção da biodiversidade dos ecossistemas como fonte de desenvolvimento sustentável. Em linha com o ODS 14 (proteger a vida marinha) e o ODS 15 (proteger a vida terrestre), a companhia pretende alcançar a perda nula de biodiversidade em 2030 e todos os seus projetos trazem consigo um exaustivo plano ambiental para minimizar os efeitos na flora e na fauna.

 Contribuímos para a recuperação verde da economia e para a criação de empregos

A Iberdrola tem a firme convicção de que a recuperação após a COVID-19 só pode ser verde e, nesse sentido, defende promover a transição rumo a um novo modelo socioeconômico que seja climaticamente neutro, resiliente, sustentável e inclusivo. Para tal, pretende acelerar seus investimentos em energias renováveis, digitalização e mobilidade elétrica como contribuição decisiva para a recuperação da economia e criação de empregos.

O grupo apoia o European Green Deal desde sua aprovação em dezembro de 2019, pois considera que esse grande pacto verde permitirá aproveitar as oportunidades da luta contra as mudanças climáticas. Ao situar a descarbonização e a digitalização no centro de sua estratégia política, será possível fomentar os investimentos em energias renováveis — mais limpas, seguras e acessíveis — e gerar empregos duradouros e de qualidade, além de reduzir a poluição do ar e, consequentemente, melhorar a saúde dos cidadãos.