ODS 10: REDUZIR AS DESIGUALDADES

A Iberdrola promove a igualdade de oportunidades e o respeito à diversidade

#ação social #diversidade

O grupo Iberdrola contribui para a sociedade por meio da criação de riqueza e do incentivo ao desenvolvimento econômico e social. A empresa também promove a igualdade efetiva entre homens e mulheres em termos de: acesso ao emprego, formação, promoção e condições de trabalho. Além disso, presta apoio aos trabalhadores com diferentes capacidades, facilitando sua integração profissional, e fomenta a diversidade e inclusão social de grupos sociais vulneráveis.

NOSSA CONTRIBUIÇÃO PARA O ODS 10: REDUZIR AS DESIGUALDADES

 Promoção do desenvolvimento econômico e social através da criação de empregos estáveis e de qualidade. O grupo produz anualmente 31,1 bilhões de euros de PIB nos países onde está presente, aos quais devemos somar 14 bilhões de euros em contribuições fiscais em 2019.

 Em âmbito global, aplica diversas políticas corporativas que evitam a discriminação e respeitam a diversidade, promovendo a igualdade efetiva entre homens e mulheres (ODS 5) e prestando apoio aos trabalhadores com deficiências para facilitar sua inclusão no trabalho.

 Incentivo à diversidade e à inclusão social de grupos sociais vulneráveis através do Programa de Voluntariado Corporativo. Em 2020, aproximadamente 4.000 funcionários de 10 países participaram do Dia Internacional do Voluntariado, realizando mais de 60 iniciativas solidárias relacionadas com: cuidado do meio ambiente, inclusão de grupos sociais vulneráveis e emergência social.

 Por meio de suas fundações, o grupo Iberdrola promove iniciativas sociais que apostam no desenvolvimento econômico, social e cultural dos territórios onde a companhia desempenha suas atividades empresariais. Entre seus objetivos, está a promoção de mudanças positivas para o desenvolvimento sustentável do planeta e das pessoas mais vulneráveis.

 Implementação de um plano de ação global contra a COVID-19 para garantir a manutenção e a qualidade do fornecimento energético, especialmente para serviços essenciais e grupos sociais vulneráveis, bem como para proteger a saúde e a segurança das pessoas.
 


O QUE É O OBJETIVO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL 10: REDUZIR AS DESIGUALDADES?

O ODS 10 promove a inclusão social, econômica e política de todos, independentemente da idade, gênero, deficiência, raça, etnia, origem, religião, condição econômica ou outra situação. Além disso, tem o objetivo de garantir a igualdade de oportunidades e reduzir as desigualdades, em particular por meio da eliminação de leis, políticas e práticas discriminatórias e da promoção de legislação, políticas e ações adequadas a este respeito.

POR QUE É TÃO IMPORTANTE O ODS 10: REDUZIR AS DESIGUALDADES?

A desigualdade dentro dos países e entre eles é um motivo de preocupação contínua. Apesar da existência de alguns indícios positivos, a pandemia da COVID-19 exacerbou as desigualdades existentes e afetou as comunidades mais vulneráveis, aumentando de forma significativa o desemprego mundial e reduzindo drasticamente a renda dos trabalhadores.

Aliás, segundo a Organização das Nações Unidas, a COVID-19 põe em risco os escassos progressos já conseguidos no tocante à igualdade de gênero e aos direitos das mulheres durante as últimas décadas. Praticamente em todos os âmbitos, desde a saúde até a economia, desde a segurança até a proteção social, os efeitos da COVID-19 agravaram a situação das mulheres e meninas.

Isto também ocorre nas populações vulneráveis dos países com sistemas de saúde mais deficientes e nos países que enfrentam a existência de crises humanitárias. Em conformidade com o Relatório sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável de 2020 da Organização das Nações Unidas (ONU), mais de 1 bilhão de residentes em bairros marginais de todo o mundo está em grave situação de risco pelos efeitos da COVID-19. É o caso da falta de moradias adequadas e de água corrente nas casas, os sanitários compartilhados, a escassez ou ausência de sistemas de gestão de resíduos, a saturação dos transportes públicos e o acesso limitado às instalações de saúde oficiais. Os refugiados e migrantes, bem como povos indígenas, idosos, pessoas com deficiências e crianças estão especialmente em risco de serem excluídos.

Diante desta situação, promover a inclusão social, econômica e política de todos, bem como garantir a igualdade de oportunidades e reduzir a desigualdade, se concretizou como o ODS 10 dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, aprovados em setembro de 2015 durante a Cúpula de Desenvolvimento Sustentável, um encontro onde mais de 150 chefes de Estado e de Governo aprovaram a conhecida Agenda 2030.

ODS 10. Fatores-chave para entender as desigualdades no mundo.#RRSSODS 10: Fatores-chave para entender as desigualdades no mundo.#RRSS


 VER INFOGRÁFICO: Fatores-chave para entender as desigualdades no mundo [PDF]

METAS DO ODS 10: REDUZIR AS DESIGUALDADES

Para atingir este objetivo, as metas concretas fixadas para 2030 são:

  • Alcançar e sustentar o crescimento da renda dos 40 % da população mais pobre a uma taxa maior que a média nacional.
  • Empoderar e promover a inclusão social, econômica e política de todas as pessoas, independentemente da idade, gênero, deficiência, raça, etnia, origem, religião, condição econômica ou outra situação.
  • Garantir a igualdade de oportunidades e reduzir as desigualdades, inclusive por meio da eliminação de leis, políticas e práticas discriminatórias e da promoção de legislação, políticas e ações adequadas a este respeito.
  • Adotar políticas, especialmente fiscal, salarial e de proteção social, e alcançar progressivamente uma maior igualdade.
  • Melhorar a regulamentação e monitoramento dos mercados e instituições financeiras globais e fortalecer a implementação de tais regulamentações.
  • Assegurar uma representação e voz mais forte dos países em desenvolvimento em tomadas de decisão nas instituições econômicas e financeiras internacionais, a fim de produzir instituições mais eficazes, críveis, responsáveis e legítimas.
  • Facilitar a migração e a mobilidade ordenada, segura, regular e responsável das pessoas, inclusive por meio da implementação de políticas de migração planejadas e bem geridas.
  • Implementar o princípio do tratamento especial e diferenciado para países em desenvolvimento, em particular os países menos desenvolvidos, em conformidade com os acordos da Organização Mundial do Comércio (OMC).
  • Incentivar a assistência oficial ao desenvolvimento e fluxos financeiros, incluindo o investimento externo direto, para os Estados onde a necessidade é maior, em particular os países menos desenvolvidos, os países africanos, os pequenos Estados insulares em desenvolvimento e os países em desenvolvimento sem litoral, de acordo com seus planos e programas nacionais.
  • Reduzir para menos de 3 % os custos de transação de remessas dos migrantes e eliminar os corredores de remessas com custos superiores a 5 %.