Dia Internacional da Mulher 2024

Promovemos a igualdade de gênero

O Grupo Iberdrola, que assume como próprios os desafios do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável número 5 das Nações Unidas (Igualdade de Gênero), juntou-se mais um ano a esse evento em seu compromisso com a igualdade.

Dia Internacional da Mulher 2024
A Iberdrola tem um firme compromisso com a igualdade.

"Investir nas mulheres, acelerar o progresso" é o lema escolhido pelas Nações Unidas para comemorar o Dia Internacional da Mulher. O Grupo Iberdrola está empenhado em promover a presença das mulheres em carreiras relacionadas à ciência, tecnologia, engenharia e matemática. Da Espanha à Austrália, estas são algumas das funcionárias da empresa que contribuem para impulsionar a transição energética e o desenvolvimento empresarial de posições relacionadas com a transformação digital e a inovação.

Em primeira pessoa: 

Margarita Fernández de Prada

Directora de Transformación Digital en Iberdrola

“O desafio de liderar a transformação digital do Grupo Iberdrola é tanto uma oportunidade emocionante quanto uma imensa responsabilidade. Tenho a sorte de ter uma equipe de excelentes profissionais, apaixonados por seu trabalho, para alcançar nossos objetivos”.

Margarita Fernández de Prada

Diretor de Transformação Digital de Iberdrola

“No início da minha carreira profissional, havia poucas mulheres trabalhando no mundo da tecnologia, menos ainda no mundo da inovação e ainda menos em cargos de responsabilidade. A inovação requer criatividade e diversidade, questionando os caminhos do passado e explorando novos caminhos. Que melhor maneira do que envolver pessoas diferentes neste processo que enriquecem o processo criativo a partir de diferentes pontos de vista”.

Arantxa Ortiz Marina

Diretor de Análise de Dados. Iberdrola Inovação Oriente Médio

Arantxa Ortiz Marina

Data Analytics Director en Iberdrola Innovation Middle East

Leire Eseverri

Técnica de mantenimiento del parque eólico Elgea-Urkilla  

"Há alguns anos, o setor era puramente masculino e agora estamos começando a ver as mulheres no setor. Ainda somos muito poucos, mas acho que somos mais do que capazes de fazer qualquer trabalho neste setor". Na Iberdrola, graças a uma multiplicidade de programas STEIM, as carreiras e os estudos tecnológicos são promovidos entre as mulheres. A empresa está comprometida com isto. Temos que incentivar as novas gerações que os estudos técnicos são para ambos os sexos".  

Leire Eseverri

Técnica de manutenção do parque eólico Elgea-Urkilla    

“A inovação e as novas tecnologias ampliam meu campo de ação nesta transição acelerada para a energia limpa. Através de um envolvimento significativo com as comunidades locais para garantir acesso igualitário à educação, podemos criar caminhos mais claros e locais de trabalho inclusivos para as mulheres em seguros, tecnologia e engenharia”.

Leia Wijeratne

Chefe de Seguros. Iberdrola Austrália

Leia Wijeratne

Responsable de Seguros en Iberdrola Australia

Rosa María Carrasco 

Jefa de Tecnologías, Sistemas de Control, Información y Comunicaciones en Iberdrola México  

“Temos que estar preparados para as oportunidades que nos surgem, tomar a iniciativa em certas ocasiões e não ter medo dos desafios que surgem. Quando comecei a estudar Engenharia de Sistemas de Computação, éramos apenas quatro meninas! O fato de haver mais mulheres trabalhando em áreas técnicas ajuda muito. Eu via isso como um desafio e agora é mais alcançável. É bom ter objetivos pessoais e profissionais. Eu alcancei um: ser o chefe de uma área tradicionalmente liderada por homens”.

Rosa María Carrasco 

Chefe de Tecnologias, Controle, Sistemas de Informação e Comunicação. Iberdrola México  

“O mundo está evoluindo rapidamente para a adoção de soluções digitais que estão moldando o futuro. Uso meu conhecimento, minhas habilidades e minha ambição no campo da ciência dos dados e da inteligência artificial para produzir sistemas inteligentes para enfrentar os desafios industriais. Quero inspirar e encorajar as mulheres em todo o mundo a seguir uma carreira neste excitante e impactante campo”.  

Imene Mechter 

Cientista de dados (PhD). Iberdrola Inovação Oriente Médio

Imene Mechter 

Data Scientist (PhD) en Iberdrola Innovation Middle East  

Briar Blount

Asesora jurídica en Iberdrola Australia

““Faço parte do grupo de trabalho de sustentabilidade da Iberdrola Australia e da Rede Mulheres na Energia, que realizou seu primeiro evento bem-sucedido de networking. O uso da tecnologia tornou-se um elemento essencial para trabalhar de forma eficiente e eficaz. Modelos de trabalho flexíveis e híbridos ajudam a melhorar o equilíbrio trabalho-vida e aumentar a produtividade”.  

Briar Blount

Assessor Jurídico. Iberdrola Austrália

“A equipe de Customer Experience & Retention na Iberdrola Clienti Italia é inteiramente feminina. Ela está focada na compreensão das necessidades do cliente a fim de construir relacionamentos duradouros, aumentar a satisfação e a rentabilidade do cliente. A transformação digital trouxe mudanças na forma como interagimos com os consumidores: graças às ferramentas digitais é mais fácil estabelecer contato direto e efetivo. A tecnologia e o digital são nossos aliados e representam um campo de jogo neutro onde as mulheres podem competir em condições de igualdade com os homens!”.

Valentina Barone 

Experiência do cliente e Gerente da Equipe de Retenção. Iberdrola Clienti Itália 

Valentina Barone 

Responsable del equipo de Customer Experience & Retention en Iberdrola Clienti Italia  

Samantha Subar 

Customer Journey & Marketing en AVANGRID  

“O Dia Internacional da Mulher foi comemorado pela primeira vez há mais de um século, mas ainda temos um legado a ser construído. Enquanto mais e mais mulheres estão entrando no mercado de trabalho, elas também o estão deixando a um ritmo elevado, especialmente à medida que avançam em suas carreiras. Para cada mulher que se torna diretora, duas decidem se demitir. Espero que este dia sirva como um lembrete de que devemos olhar além dos dados para entender por que isto está acontecendo e apoiar ações para evitá-lo”.

Samantha Subar 

Viagem do cliente & Marketing. Avangrid

“Sabe quando um homem entra sem querer no vagão do metrô das mulheres e aos poucos vai se dando conta que tem algo estranho ao seu redor?* Ser mulher em ambientes de inovação é similar. Acredito que ao desafiar o mindset das pessoas, desafiamos o status quo. E é muito gratificante e de enorme responsabilidade poder inspirar e abrir caminhos para todas as mulheres que estão entrando nesse mercado, especialmente no setor de energia”.

Luiza Cohem 

Gerente de Inovação. Neoenergia 

Luiza Cohem 

Responsable de Innovación en Neoenergia  

Noemí Valiente 

Responsable de la Unidad Territorial de Mantenimiento de i-DE  

“As carreiras das mulheres devem se tornar visíveis para que elas possam servir de exemplo à sociedade e, sobretudo, às meninas e mulheres jovens, para educá-las em igualdade e dizer-lhes que elas, como elas, podem ser e fazer o que quiserem. Precisamos de espelhos em que possamos nos ver refletidos, que possam servir de estímulo e nos permitir seguir em frente. Temos que dar voz às mulheres e torná-las visíveis em seu ambiente profissional e destacar seus sucessos".   

Noemí Valiente 

Chefe da Unidade de Manutenção Territorial da i-DE

“Sou responsável por garantir que todas as empresas no Reino Unido gerenciem seus riscos de segurança cibernética". Trabalho neste campo há quase 27 anos e estou mais apaixonado por ele do que nunca". O cenário de desafios está em constante mudança. Adoro o desafio de ter que evoluir constantemente para garantir que continuemos a proteger nossos principais ativos".

Lynda McQuilken 

Chefe de Segurança da Informação (CISO). ScottishPower 

Lynda McQuilken 

Directora de Seguridad de la Información (CISO) en ScottishPower  

Farzana Kausar 

Ingeniera de Ciberseguridad en ScottishPower  

"Entrei na equipe ScottishPower como engenheiro de segurança cibernética, uma posição perfeita que me permitiu incorporar minha experiência e conhecimento em segurança cibernética com o ambientalismo, uma de minhas paixões pessoais. Aprendi muito sobre o mundo das energias renováveis desde que entrei na empresa e estou confiante de que este é o setor para mim". Estou muito orgulhoso de trabalhar para a primeira empresa britânica de energia 100% verde, sabendo que estou fazendo minha parte na salvaguarda de nossa segurança operacional".

Farzana Kausar 

Engenheira de Segurança Cibernética. ScottishPower

“Como Chefe de Implementação, desempenho um papel fundamental na transição energética, confiando na tecnologia para acelerar a eletrificação da demanda de forma eficiente. Da equipe que lidero, gerenciamos milhares de operações todos os dias; a cada 10 minutos entramos na casa de um cliente e executamos dezenas de milhares de instalações por ano. Para enfrentar este desafio, a digitalização é uma ferramenta fundamental para agilizar nossos processos e poder oferecer aos nossos clientes um valor diferencial".

Carmen Burgos García 

Chefe de Execução de Soluções Inteligentes. Iberdrola Clientes Espanha

Carmen Burgos García 

Responsable Ejecución Smart Solutions en Iberdrola Clientes España  

Comprometidos com a igualdade de gênero

ODS5

Alinhados com o ODS 5

A Iberdrola está firmemente comprometida com o ODS 5 para alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas.

Mujeres_Wikinger

Atuamos em prol da igualdade de gênero efetiva

Nosso objetivo é continuar avançando até nos consolidarmos como referência internacional em termos de igualdade dentro e fora da companhia.

Mujer_Aerogenerador

Com o empoderamento da mulher

O grupo desenvolve diferentes iniciativas nos países onde está presente para aumentar a presença das mulheres no setor energético e na sociedade em geral.

Mujeres_Tecnicos

Incentivamos a mulher nas carreiras STEM

A Iberdrola realiza inúmeras iniciativas para apoiar o desenvolvimento profissional das mulheres e promover a igualdade de oportunidades.

Mujer_Tiro_Arco

Diversidade e inclusão: uma prioridade estratégica

Trabalhamos para criar um ambiente diverso e inclusivo onde todas as pessoas se sintam representadas. Um esforço que se reflete em nossa nova Política de igualdade, diversidade e inclusão.

Bloomberg_Gender_Equality

Bloomberg Gender Equality Index

A empresa de informações Bloomberg reconhece o compromisso da Iberdrola com a transparência e seus progressos em igualdade.

Com a mulher no esporte

Carolina_Marin

Iberdrola dobra seu incentivo à igualdade através do esporte em 2022

O grupo Iberdrola vem promovendo as mulheres no esporte desde 2016. Elas batem recordes, superam novos desafios e, com o apoio de todos, são imparáveis.

Premios_Iberdrola_Supera

Prêmios Iberdrola Supera

Os Prêmios Iberdrola Supera reconhecem as pessoas e organizações que fomentam o empoderamento feminino através do esporte.

Tour_Universo_Mujer

Divulgamos o papel da mulher no esporte

Siga os programas do Tour Universo Mulher para conhecer as conquistas das atletas espanholas e suas histórias de esforço e superação.

Mujeres_Historia_Deporte

Mulheres que fizeram história no esporte

O esporte mudou ao longo da história graças às conquistas conseguidas pelas mulheres. Algumas foram vítimas de discriminação, mas sua luta e suas conquistas abriram precedentes e se tornaram uma inspiração para muitas outras.

Também pode ser do seu interesse

Pioneras

Grandes pioneiras

Em um mundo dominado pelos homens, nada foi fácil para as mulheres. No entanto, algumas delas enfrentaram os estereótipos e romperam barreiras até conseguirem brilhar em seus respectivos campos.

Marie_Curie

Cientistas e inventoras que mudaram o mundo

Foram pioneiras e suas descobertas marcaram a história. No entanto, seu trabalho foi muitas vezes ignorado chegando inclusive a ser vetado por seus contemporâneos.

Nina_Pizarra

Estereótipos de gênero

A autoestima, a ambição e as expectativas das meninas são as primeiras vítimas dos estereótipos de gênero. A erradicação dos clichês deve começar na escola.

Mujeres_Stem

As mulheres e as disciplinas STEM

Apenas 35 % das mulheres escolhem carreiras relacionadas à ciência. Há solução? Para muitos especialistas, a resposta está no incentivo à educação STEM.

TODA A INFORMAÇÃO SOBRE

O DIA INTERNACIONAL DA MULHER

O que é o Dia Internacional da Mulher e por que se comemora?

O Dia Internacional da Mulher é uma comemoração reivindicativa através da qual se pretende refletir sobre as conquistas alcançadas em matéria de igualdade de gênero e exigir mais mudanças e possíveis melhorias. Além disso, é um dia especialmente importante para recordar as mulheres que desempenharam um papel-chave na história.

Como se comemora o Dia Internacional da Mulher?

O Dia Internacional da Mulher é comemorado em muitos países do mundo e em alguns deles é feriado nacional. Realizam-se mobilizações para reivindicar a igualdade de gênero e os direitos das mulheres e meninas de todo o mundo. Em 2017 aconteceu a primeira paralisação internacional de mulheres, convocada por organizações feministas de mais de 50 países para dar visibilidade à violência machista em todas as suas formas (sexual, social, cultural, política e econômica). Desde então ocorrem greves e paralisações gerais onde as mulheres estão convidadas a participar de uma maneira que transcendo a meramente profissional, convocam-se greves de cuidados, de consumo, estudantis e associativas, com o objetivo de mostrar o importante papel que elas exercem na sociedade.

Por que o Dia Internacional da Mulher é importante?

A luta pela igualdade e pelos direitos das mulheres em todo o mundo continua sendo, lamentavelmente, muito necessária. Conforme a Organização das Nações Unidas (ONU), atualmente nenhum país conseguiu alcançar a igualdade de gênero. Apesar de terem ocorrido progressos sem precedentes, as mudanças reais têm sido muito lentas e ainda há obstáculos na legislação e em termos culturais que permanecem inalterados. Assim sendo, por exemplo, a ONU adverte que existem restrições legais que impedem que 2,7 bilhões de mulheres tenham acesso às mesmas opções de trabalho que os homens, enquanto uma em cada três mulheres continua sofrendo violência de gênero. Além disso, há uma ameaça significativa de reversão de ganhos dos direitos das mulheres já conquistados.

História do Dia Internacional da Mulher

Com a Revolução Francesa, as mulheres tomaram consciência do seu papel na luta de classes. Tal como aconteceu em 1917 com a Revolução Russa, a revolta começou com os protestos das mulheres contra a carestia da vida. Porém, apesar de terem marchado e combatido junto com os homens, a luta de classes não contemplava a luta de gênero, razão pela qual as mulheres começaram a reivindicar sua igualdade social com aos homens. Em 1791 aparece a Declaração dos Direitos da Mulher e da Cidadã — como resposta à Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão de 1789 — que propõe a emancipação da mulher, a igualdade de direitos e o sufrágio feminino.

Mais tarde, em meados do século XIX, começaram a surgir os grupos sufragistas vinculados ao movimento operário internacional, que uniam a emancipação da mulher com a luta da classe trabalhadora.

Como começou o Dia Internacional da Mulher? Qual é a sua origem?

No dia 28 de fevereiro de 1909 celebrou-se pela primeira vez nos Estados Unidos o Dia Nacional da Mulher, organizado pelas Mulheres Socialistas em honra à greve das trabalhadoras têxteis de 1908 em Chicago e Nova York. Cerca de 15.000 mulheres caminharam pela cidade de Nova York para exigir a redução da jornada de trabalho, melhores salários e direito ao voto.

Em novembro desse mesmo ano deflagrou-se a greve das costureiras, também conhecida como a Revolta das 20.000. Liderada por Clara Lemlich, durou 11 semanas e conseguiu reduzir a jornada de trabalho para 52 horas semanais (antes estava entre 65 e 75 horas) tanto para homens como mulheres e estabelecer quatro dias de férias pagos.

Por que o Dia Internacional da Mulher é comemorado em 8 de março?

Em 1910, a II Conferência Internacional de Mulheres Socialistas, reunida em Copenhague (Dinamarca), declarou a data de 8 de março como o Dia Internacional da Mulher, conforme a proposta de Clara Zetkin. O objetivo era promover a igualdade de direitos, incluindo o sufrágio feminino. O primeiro Dia Internacional da Mulher foi finalmente celebrado no dia 19 de março de 1911 na Alemanha, Áustria, Dinamarca e Suíça, com comícios aos quais estiveram presentes mais de um milhão de pessoas que exigiram que as mulheres tivessem direito ao voto, a ocupar cargos públicos, ao trabalho, formação profissional e não discriminação no trabalho.

Apenas uma semana depois, no dia 25 de março, ocorreu um incêndio na fábrica de camisas Triangle Shirtwaist de Nova York. Os trabalhadores não puderam escapar do fogo porque os patrões bloquearam as portas para impedir que saíssem para descansos. Faleceram 123 mulheres e 23 homens. Após este massacre, os protestos públicos propiciaram importantes alterações na legislação trabalhista e industrial dos Estados Unidos.

Em 1913, a Rússia comemorou seu primeiro Dia Internacional da Mulher no último domingo de fevereiro. Em 1914, a Alemanha, Suécia e Rússia comemoraram pela primeira vez de maneira oficial o Dia Internacional da Mulher no dia 8 de março.

Em 8 de março de 1917, coincidindo com o Dia Internacional da Mulher, foram realizados vários comícios e manifestações na Rússia que tiveram um forte componente político e econômico, dando lugar à revolta que acabou com a monarquia. Nesse mesmo ano, após a Revolução de Outubro, a dirigente bolchevique Alexandra Kollontai conseguiu que o dia 8 de março fosse feriado nacional e, em 1965, foi declarado dia de folga. A partir deste momento, o dia começou a ser comemorado em outros muitos países.

Qual foi o primeiro Dia Internacional da Mulher?

A ONU declarou a data de 8 de março como o Dia Internacional da Mulher em 1975, celebrando-o pela primeira vez a nível oficial. Dois anos depois, a Assembleia Geral da ONU convidou todos os estados a proclamarem, de acordo com suas tradições históricas e costumes nacionais, um Dia das Nações Unidas para os direitos da mulher e da paz internacional.

Nos Estados Unidos, o Dia Internacional da Mulher não foi estabelecido como tal até 1994.

Quais são as cores representativas do Dia Internacional da Mulher?

A cor mais representativa é o lilás. É a cor internacional do movimento pela igualdade de direitos e a tonalidade que as sufragistas norte-americanas adotaram como uniforme na caminhada de Washington a favor da Emenda pela Igualdade de Direitos em 1978.

Porém, a vinculação do feminismo com o lilás vem de muito antes. Existe uma lenda que associa este fato com a cor das camisas que fabricavam as trabalhadoras que morreram no incêndio da fábrica Triangle Shirtwaist em 1911. Conta-se que a fumaça, que podia ser vista a quilômetros, era lilás.

As sufragistas inglesas também assumiram a cor lilás em 1908, juntamente com o verde e o branco. A ativista inglesa Emmeline Pethick explicava assim: "O lilás, cor dos soberanos, simboliza o sangue real que corre pelas veias de cada lutadora pelo direito ao voto, simboliza sua consciência da liberdade e a dignidade. O branco simboliza a honradez na vida privada e na vida política. O verde simboliza a esperança em um novo começo".

Qual é o símbolo do Dia Internacional da Mulher?

O símbolo do Dia Internacional da Mulher é o laço lilás.