HIDROGÊNIO VERDE

O hidrogênio verde: uma alternativa para reduzir as emissões e cuidar do nosso planeta

#sustentabilidade ambiental #P+D+I #mudanças climáticas

A descarbonização do planeta é um dos objetivos estipulados por países de todo o mundo até 2050. Nesse sentido, a descarbonização de um elemento como o hidrogênio — responsável atualmente por mais de 2 % das emissões totais de CO2 no mundo —, que resulta no hidrogênio verde, se revela como um dos pontos-chave. A seguir, saiba como ele é obtido e seu impacto nas próximas décadas.

A nossa forma de vida precisa de cada vez mais watts para funcionar. As últimas estimativas da Agência Internacional da Energia (AIE), publicadas no final de 2019, vaticinam um aumento da demanda global de energia entre 25 e 30 % até 2040 o que, em uma economia dependente do carvão e do petróleo, significaria mais CO2 e o agravamento das mudanças climáticas. Porém, a descarbonização do planeta nos propõe um mundo diferente até 2050: mais acessível, eficiente e sustentável e movido por energias limpas como o hidrogênio verde.

O QUE É O HIDROGÊNIO VERDE E COMO ELE É OBTIDO

Esta tecnologia está baseada na geração de hidrogênio — um combustível universal, leve e muito reativo — por meio de um processo químico conhecido como eletrólise. Este método utiliza a corrente elétrica para separar o hidrogênio do oxigênio que existe na água. Por esta razão, se essa eletricidade for obtida de fontes renováveis, então produziremos energia sem emitir dióxido de carbono na atmosfera.

Esta maneira de conseguir hidrogênio verde, tal como indica a AIE, pouparia os 830 milhões de toneladas anuais de CO2 que se originam quando este gás é produzido por combustíveis fósseis. Da mesma forma, substituir todo o H2 cinza mundial significaria 3.000 TWh renováveis adicionais por ano — similar à demanda elétrica atual na Europa —. Contudo, há algumas interrogações sobre a viabilidade do hidrogênio verde pelo seu alto custo de produção. São dúvidas razoáveis que irão desaparecendo conforme a descarbonização do planeta avance e, como consequência, se torne mais barata a geração de energia renovável.

Iberdrola.
COMOÉOBTIDO
OHIDROGÊNIOVERDE?
A obtenção do hidrogênio verde por eletrólise a partir de fontes renováveis consiste na decomposição das moléculas de água (H2O) em oxigênio (O2) e hidrogênio (H2).
1. A água utilizada para a eletrólise
deve conter sais e minerais para
conduzir a eletricidade.
2. Dois eletrodos submersos na água e conectados a uma fonte de energia aplicam
uma corrente contínua.
3. A dissociação do hidrogênio e o oxigênio acontece quando os eletrodos atraem para
si os íons de carga oposta.
4. Durante a eletrólise ocorre uma
reação oxidação-redução pelo
efeito da eletricidade.
ENERGIASRENOVÁVEIS
MEMBRANA
HIDROGÉNIO
OXIGÉNIO
REAÇÃO CATÓDICA
4H++4e- ➔ 2H2
REAÇÃO ANÓDICA
2H2O ➔ O2+4H++4e-
Fonte: Departamento de Energia dos EUA e Wood Mackenzie.

 

 VER INFOGRÁFICO: Como é obtido o hidrogênio verde? [PDF]

O HIDROGÊNIO COMO ENERGIA LIMPA

O hidrogênio é o elemento químico que mais existe na natureza. Tal como indica a AIE, sua demanda global como combustível triplicou desde 1975, até chegar a 70 milhões de toneladas anuais em 2018. Além disso, é uma fonte de energia limpa que só emite vapor de água e não deixa resíduos no ar, ao contrário do carvão e do petróleo.

A relação do hidrogênio com a indústria já vem de longe. Este gás foi usado como combustível desde o começo do século XIX em carros, dirigíveis e naves espaciais. A descarbonização da economia mundial — um processo inadiável — lhe dará mais destaque e, se sua produção reduzir seu preço em 50 % até 2030 (tal como prevê o Conselho Mundial do Hidrogênio), estaremos sem dúvida diante de um dos combustíveis do futuro.

A IBERDROLA LIDERA O DESENVOLVIMENTO DO HIDROGÊNIO VERDE

Como parte de seu compromisso de liderar a transição energética, a Iberdrola comanda o desenvolvimento do hidrogênio verde para responder às necessidades de eletrificação e descarbonização de setores como a indústria ou o transporte pesado. A companhia anunciou a criação de uma nova unidade de negócio de hidrogênio verde com o objetivo de se posicionar como líder mundial nessa tecnologia. Dessa forma, o grupo se situa na vanguarda do novo desafio tecnológico que pressupõe a produção e o fornecimento de hidrogênio a partir de fontes de energia limpas, utilizando eletricidade 100 % renovável no processo de eletrólise.

No âmbito de seu plano de investimento até 2030, que chega a 150 bilhões de euros, o hidrogênio verde será um grande vetor de crescimento. A Iberdrola já desenvolve vários projetos que permitirão a descarbonização da indústria e do transporte pesado na Espanha e no Reino Unido, assim como o fortalecimento de sua cadeia de valor. A companhia também apresentou 54 projetos ao programa Next Generation EU, que ativariam investimentos de 2,5 bilhões de euros para alcançar uma produção anual de 60.000 toneladas de hidrogênio verde. O grupo espera produzir 85.000 toneladas/ano em 2030.

 

  • sub BENEFÍCIOS DE HIDROGÊNIO Planta de hidrogênio.

    Lançamos Hydrogen Skills Partnership

    Os principais participantes do hidrogênio verde — entre as quais nossa subsidiária no Reino Unido, ScottishPower — se uniram a universidades e parceiros da cadeia de suprimentos para lançar a Hydrogen Skills Partnership. O objetivo dessa união é mostrar os benefícios que um próspero setor de hidrogênio verde traria para a Escócia e todo o Reino Unido.

  • sub 'HYDROGEN CHALLENGE' O melhor veículo Lego movido a hidrogênio.

    Mais de 7.000 estudantes escoceses competem para construir o melhor veículo Lego movido a hidrogênio

    A ScottishPower, filial da Iberdrola no Reino Unido, junto à Arcola Energy e ITM Power, lançou o Scottish School's Hydrogen Challenge, com o objetivo de conscientizar as crianças sobre a importância do hidrogênio verde para enfrentar as mudanças climáticas. Mais de 7.000 estudantes do segundo ano do Ensino Fundamental de toda a Escócia participarão do desafio, que consiste em projetar e construir um veículo Lego ecológico movido a hidrogênio. Os vencedores de cada cidade irão competir com seus veículos na grande final de Glasgow, que será realizada durante a COP26.

  • sub TREN DE HIDROGÊNIO Trem movido a hidrogenio verde.

    Promovemos o hidrogênio verde no eixo ferroviário dos Apeninos (Itália)

    Desenvolveremos o projeto de conversão para hidrogênio verde do eixo ferroviário dos Apeninos que interliga as localidades de Sansepolcro (Arezzo) e Sulmona (L'Aquila), graças a um acordo com a AECOM, a Ancitel Energia e Ambiente e a Cinque International. Essa linha de transporte, com mais de 300 km, é estratégica para unir as áreas do interior da Itália, que atravessa as regiões da Toscana, Umbria, Lacio e Abruzzo, passando por Perugia, Terni, Rieti e L'Aquila.

  • sub EMPRÉSTIMO DO ICO Assinamos o primeiro empréstimo do ICO para promover o hidrogênio verde.

    Assinamos o primeiro empréstimo do ICO para promover o hidrogênio verde

    A Iberdrola continua avançando em sua estratégia de liderança em termos de hidrogênio verde ao assinar o primeiro empréstimo realizado através do ICO (Instituto de Crédito Oficial da Espanha) para essa tecnologia. O empréstimo, no valor de 6 milhões de euros, se destinará à primeira estação de hidrogênio de caráter público na Espanha, que será construída e operada pela Iberdrola para abastecer de hidrogênio renovável a frota de ônibus urbanos da Transports Metropolitans de Barcelona (TMB).

  • sub VÁRIOS PROJETOS NOS ESTADOS UNIDOS AVANGRID, preparada para construir o futuro do hidrogênio verde nos Estados Unidos.

    AVANGRID, preparada para construir o futuro do hidrogênio verde nos Estados Unidos

    Após o Departamento de Energia dos Estados Unidos ter solicitado informações visando adquirir um hidrogênio limpo e de baixo custo em larga escala, a AVANGRID, filial da Iberdrola no país, propôs vários projetos em diferentes estados: construção de um eletrolisador e uma instalação de armazenamento de hidrogênio de 20 MW em Connecticut; construção de uma instalação de hidrogênio de uso múltiplo em Rochester (Nova York); exploração do hidrogênio para inúmeras aplicações no Maine; aproveitamento da usina de cogeração de Klamath para a produção de hidrogênio em Oregon e aproveitamento da geração eólica da Avangrid Renewables para desenvolver hidrogênio e amônia verdes na costa do Golfo, graças à sua presença em todo o país e à sua frota líder em energias renováveis.

  • sub USINA DE PUERTOLLANO

    Implementamos aquela que será a maior usina de hidrogênio verde para uso industrial da Europa

    A usina de Puertollano (Ciudad Real) será composta por um parque solar fotovoltaico de 100 MW, um sistema de baterias de íon-lítio com uma capacidade de armazenamento de 20 MWh e um dos maiores sistemas de produção de hidrogênio através de eletrólise do mundo (20 MW). Depois de sua colocação em funcionamento, prevista para 2021, produzirá hidrogênio verde para a fábrica de amônia que a Fertiberia tem na localidade. A iniciativa conta com um investimento de 150 milhões de euros, criará até 700 postos de trabalho e evitará a emissão na atmosfera de 48.000 toneladas de CO2/ano.

  • sub PROJETO-PILOTO NO BRASIL Hidrogenio verde no Porto de Suape.

    Neoenergia e o Governo do Estado de Pernambuco assinam um acordo para produzir hidrogênio verde no Porto de Suape

    A filial da Iberdrola no Brasil, Neoenergia, assinou um acordo de colaboração com o Governo do Estado de Pernambuco visando desenvolver um projeto-piloto para a produção de hidrogênio verde no Porto de Suape. Através dessa iniciativa, pretendem encontrar oportunidades de demanda e preparar o complexo portuário para que futuramente seja um polo de produção de hidrogênio verde.

  • sub PRODUÇÃO DE METANOL VERDE Projetamos investimentos em hidrogenio renovável para a producao de metanol.

    Projetamos investimentos em hidrogênio renovável para a produção de metanol

    A Iberdrola e a Foresa analisam o desenvolvimento de investimentos em hidrogênio renovável para a produção industrial de metanol verde na Galiza. Ambas as empresas poderiam realizar a construção de uma usina de hidrogênio verde de 20 MW — ampliável para 200 MW —, obtido via eletrólise com energia renovável, assim como a instalação de equipamentos de captura de CO2 proveniente de usinas de combustão de biomassa. Os projetos estarão colocalizados nas instalações da Foresa na Galiza e o investimento inicial — que opta aos fundos do programa Next Generation EU — superaria a cifra de 82 milhões de euros, um volume que poderia chegar a 400 milhões caso sejam realizadas as ampliações previstas. A produção de metanol verde na primeira fase seria de 10.000 tn/ano e poderia atingir 100.000 tn/ano, evitando assim a emissão de 470.000 tn/ano de CO2.

  • sub PROJETOS EM LARGA ESCALA NA ESPANHA E PORTUGAL

    Cummins faz parceria com a Iberdrola para liderar a cadeia de valor do hidrogênio verde

    A Cummins, líder mundial em energia, anunciou seus planos de investimento na Espanha, especificamente na região de Castela-La Mancha, onde situará uma das maiores usinas de eletrolisadores para a produção de hidrogênio verde. O investimento ocorre após a decisão da Iberdrola e da Cummins fazerem parceria em projetos de produção de hidrogênio em larga escala na Espanha e Portugal. A instalação, que receberá um investimento de 50 milhões de euros, alojará a montagem e os testes de sistemas para a produção de 500 MW de hidrogênio verde/ano, que aumentarão para 1 GW/ano. A usina, que inicialmente terá 22.000 metros quadrados, estará operacional em 2023 e criará 350 empregos, conforme aumente a produção.

  • sub DESCARBONIZAR A INDUSTRIA Acordo com a Mitsubishi Power.

    Acordo com a Mitsubishi Power para promover soluções renováveis para descarbonizar a indústria

    A Iberdrola e a Mitsubishi Power assinaram um acordo de colaboração para avançar no desenvolvimento conjunto de soluções energéticas competitivas, limpas e seguras baseadas nas energias renováveis, favorecendo assim a descarbonização da produção industrial em diferentes regiões do mundo. A parceria entre ambos os líderes mundiais, tanto no contexto de equipamentos de geração e armazenamento quanto na produção de energia renovável, permitirá o desenvolvimento de instalações de produção de hidrogênio verde, sistemas de armazenamento de baterias e instalações de produção de calor eletrificado com o objetivo de promover indústrias neutras em carbono no curto e médio prazo.

  • sub DESCARBONIZAR O TRANSPORTE PESADO Projetamos o corredor Y basco do hidrogenio verde.

    Projetamos o corredor Y basco do hidrogênio verde que eletrificará o transporte pesado em Euskadi (País Basco)

    Trata-se de um corredor que contempla a construção de três estações de abastecimento de hidrogênio nos centros logísticos de Vitória/Júndiz, Bilbau e Pasaia com o objetivo de promover a descarbonização do transporte terrestre pesado, ônibus e veículos leves industriais, assim como usos portuários e aeroportuários na região e na indústria química. O projeto, de uso público, modular e ampliável, representa um investimento de mais de 37 milhões de euros e inclui a construção de 10 MW de eletrolisadores para produzir um total de 4.000 kg/dia de hidrogênio verde, além de usinas fotovoltaicas de autoconsumo e baterias inteligentes para acumular os excedentes de energia.

  • sub HIDROGÊNIO VERDE PARA BIOCOMBUSTÍVEIS Analisamos o maior projeto de produção de hidrogênio verde da região de Valência.

    Analisamos o maior projeto de produção de hidrogênio verde da região de Valência

    A BP, Iberdrola e Enagás chegaram a um acordo para analisar o desenvolvimento da primeira fase do maior projeto de produção de hidrogênio verde da região de Valência, o qual seria realizado nas instalações da BP na cidade de Castellón. O objetivo é avaliar a instalação de um eletrolisador de 20 MW para a geração de hidrogênio verde a partir de energia renovável produzida, entre outras fontes, por uma usina fotovoltaica de 40 MW. O novo projeto permitiria substituir o hidrogênio cinza utilizado pela refinaria da BP para produzir biocombustíveis, reduzindo as emissões de CO2 em até 24.000 toneladas/ano.

  • sub NEUTRALIDADE DE EMISSÕES EM 2050 A ETC identifica o hidrogênio verde como o complemento necessário à eletrificação.

    A ETC identifica o hidrogênio verde como o complemento necessário à eletrificação para atingir a neutralidade de emissões em 2050

    A Energy Transitions Commission (ETC) — coalizão integrada por mais de 45 líderes de companhias energéticas globais (entre as quais a Iberdrola), instituições financeiras e defensores do meio ambiente — publicou dois novos relatórios onde destaca que a eletrificação limpa será essencial para conseguir uma economia com emissão líquida zero de gases de efeito estufa em 2050, acompanhada pelo desenvolvimento do hidrogênio verde para descarbonizar setores difíceis ou impossíveis de eletrificar. A ETC também destaca que tanto a colaboração do setor privado quanto os compromissos políticos são essenciais para promover essa tecnologia a fim de alcançar uma produção de 50 milhões de toneladas de hidrogênio renovável até 2030.

  • sub ELETRIFICAR A FABRICAÇÃO CERÂMICA Primeira solucao para eletrificar a producao de ceramica combinando hidrogenio verde e bomba de calor.

    Primeira solução para eletrificar a produção de cerâmica combinando hidrogênio verde e bomba de calor

    A Iberdrola e a Porcelanosa abordam a primeira solução inovadora em escala real para eletrificar a produção de cerâmica, combinando hidrogênio verde e bomba de calor. O projeto, chamado GREENH2KER, inclui a incorporação de um eletrolisador alimentado por uma usina fotovoltaica para a produção de hidrogênio verde na fábrica da Porcelanosa em Vila-Real (Castellón). Também incluirá uma estrutura tecnológica que fará uso do excesso de calor residual e das linhas de produção através de sistemas de alta eficiência.

  • sub HIDROGENERIA JUNTO AO WHITELEE Desenvolvemos a primeira usina de hidrogênio verde de Glasgow (Escócia).

    Desenvolvemos a primeira usina de hidrogênio verde de Glasgow (Escócia)

    Nossa filial no Reino Unido, ScottishPower, apresentou a solicitação para construir uma usina de hidrogênio verde junto ao seu parque eólico Whitelee, que, com 539 MW de potência, é o maior do país. A usina terá o maior eletrolisador do Reino Unido (de 20 MW) e incluirá um sistema híbrido de energia solar para alimentá-lo, assim como um sistema de baterias com uma capacidade máxima de 50 MW. O projeto, que poderá produzir até 8 toneladas de hidrogênio verde/dia, faz parte da aliança Green Hydrogen for Scotland.

  • sub CORREDOR EM VALÊNCIA E MÚRCIA Criamos um corredor de hidrogênio verde na Comunitat Valenciana e em Múrcia.

    Criamos um corredor de hidrogênio verde na Comunitat Valenciana e em Múrcia

    A Iberdrola lidera a criação de um corredor de hidrogênio verde que contempla a construção de três estações de abastecimento em Valência, Alicante e Múrcia, com uma potência em eletrolisadores de 5 MW cada uma delas, para gerar e fornecer hidrogênio verde a frotas de transporte pesado rodoviário, frotas de ônibus interurbanos e veículos leves industriais. O projeto inclui a construção de uma usina fotovoltaica de autoconsumo em cada um dos locais, o que permitirá que as instalações sejam abastecidas apenas com eletricidade proveniente de energias livres de emissões.

  • #economia #emprego #energias renováveis

    Next Generation EU.

    Mobilizamos investimentos de mais de 2,5 bilhões de euros para instalar 1 GW de eletrolisadores na Espanha

    A Iberdrola lidera 54 propostas de hidrogênio renovável apresentadas ao programa Next Generation EU — mediante o Plano de Recuperação, Transformação e Resiliência do Governo da Espanha —, as quais mobilizarão um investimento de mais de 2,5 bilhões de euros para a instalação nos próximos anos de uma potência de mais de 1 GW de eletrolisadores na Espanha. O plano permitiria produzir 60.000 toneladas de hidrogênio verde/ano, o que equivale a 25 % do objetivo nacional espanhol — que prevê a instalação de 4 GW até 2030— e conseguiria que mais de 25 % do hidrogênio atualmente consumido na Espanha não gerasse emissões de CO2.

  • sub NOVA UNIDADE DA SCOTTISHPOWER A ScottishPower tem como alvo a revolução verde do hidrogênio.

    A ScottishPower tem como alvo a revolução verde do hidrogênio

    Nossa filial no Reino Unido lançou uma nova divisão comercial dedicada a fornecer hidrogênio verde como parte de seu compromisso com a implantação dessa tecnologia com baixos teores de carbono. Dessa forma, a ScottishPower pretende contribuir para a descarbonização dos processos industriais, do setor da alimentação e bebidas e do transporte pesado, trabalhando junto a destilarias, petroquímicas e indústrias do aço e amônia. Portanto, nesse sentido, a companhia ajudará a alcançar o objetivo do governo do Reino Unido de conseguir 5 GW de hidrogênio verde em 2030.

  • sub HIDROGENERIA NA ZONA FRANCA DE BARCELONA Forneceremos hidrogênio verde para os ônibus de Barcelona.

    Forneceremos hidrogênio verde para os ônibus de Barcelona

    Foi adjudicada à Iberdrola a construção e exploração durante 10 anos de uma estação de abastecimento de hidrogênio que será utilizada pelos ônibus da empresa Transports Metropolitans de Barcelona (TMB) e outras frotas e indústrias do complexo industrial da Zona Franca, onde a mesma estará localizada. A instalação será a primeira de caráter público na Espanha e fornecerá hidrogênio de origem renovável, produzido por eletrólise, promovendo a criação de um hub de hidrogênio verde em uma das principais áreas industriais.

  • sub 'GREEN HYDROGEN CATAPULT' Formamos um consórcio mundial para acelerar a produção de hidrogênio verde.

    Formamos um consórcio mundial para acelerar a produção de hidrogênio verde

    A Iberdrola, junto a seis líderes industriais globais, anunciou a criação de uma parceria mundial, para acelerar a escala e a produção de hidrogênio verde em 50 vezes nos próximos seis anos, ajudando a transformar as indústrias mais intensivas em carbono do mundo, incluindo a geração de energia, produtos químicos, fabricação de aço e transporte pesado. O objetivo é implantar 25 GW de hidrogênio verde até 2026 e reduzir pela metade seu custo para que se situe em 2 dólares por quilograma.

  • sub ACORDO COM A NEL

    A Iberdrola se uniu ao maior fabricante mundial de eletrolisadores para situar a Espanha na liderança do hidrogênio verde

    A Iberdrola também assinou um acordo com a empresa norueguesa Nel para desenvolver eletrolisadores de grande tamanho e promover a cadeia de valor dessa tecnologia na Espanha. Para concretizar o projeto, a companhia energética constituiu, junto à empresa basca Ingeteam, a Iberlyzer, que se converterá na primeira fabricante de eletrolisadores em larga escala da Espanha. A Iberlyzer começará sua operação em 2021 e fornecerá mais de 200 MW de eletrolisadores em 2023, destinados ao segundo projeto da parceria entre a Iberdrola e a Fertiberia, que produzirá hidrogênio verde para a usina de Palos de la Frontera.

  • sub PARCERIA COM A EMPRESA FERTIBERIA

    Projetamos 830 MW de hidrogênio verde para situar a Espanha na vanguarda da Europa

    A Iberdrola e a Fertiberia lançaram um projeto integral que contempla o desenvolvimento de 830 MW de hidrogênio verde com um investimento de 1,8 bilhão de euros até 2027. A iniciativa de inovação, que começa com a implementação do complejo de Puertollano, poderia ser completada com um plano para multiplicar por 40 a capacidade dessa primeira usina e o desenvolvimento de outros três projetos entre 2023 e 2027, que seriam realizados nas usinas da Fertiberia desse município localizado em Ciudad Real e em Palos de la Frontera (Huelva).

  • sub 'GREEN HYDROGEN FOR SCOTLAND' Criamos uma parceria para fornecer hidrogênio verde aos postos de serviço e abastecimento da Escócia.

    Criamos uma parceria para fornecer hidrogênio verde aos postos de serviço e abastecimento da Escócia

    Green Hydrogen for Scotland (Hidrogênio verde para Escócia) é a parceria integrada pela filial da Iberdrola, ScottishPower Renewables, junto às empresas BOC e ITM Power, com o objetivo de criar uma rede de produção de hidrogênio verde e oferecer soluções de mercado integrais para reduzir as emissões dos setores difíceis de descarbonizar, tais como o transporte pesado, os ônibus e os caminhões de coleta de resíduos. Essa iniciativa pioneira, que apoia o objetivo do Reino Unido de alcançar a meta de emissões líquidas zero de carbono até 2045, construirá instalações que produzirão hidrogênio a partir de energias limpas para fornecê-lo a postos de serviço e abastecimento de toda a Escócia.

  • sub COALIZÃO DE HIDROGÊNIO RENOVÁVEL Promovemos o papel-chave do hidrogênio renovável para a descarbonização da Europa.

    Promovemos o papel-chave do hidrogênio renovável para a descarbonização da Europa

    A Iberdrola faz parte da Coalizão de Hidrogênio Renovável, uma parceria que fomenta o papel fundamental dessa tecnologia para atingir os objetivos de descarbonização da União Europeia. A coalizão nasceu após o sucesso da campanha Choose Renewable Hydrogen (Escolha hidrogênio renovável), através da qual as principais empresas do setor energético europeu — entre as quais a Iberdrola — exigiram que a Comissão Europeia adotasse as medidas necessárias para aproveitar ao máximo o potencial do hidrogênio verde. Como resultado, o hidrogênio de origem renovável foi reconhecido na Estratégia de Hidrogênio da UE como a única solução sustentável.

 

 Acesse o nosso webinar sobre hidrogênio verde

VANTAGENS E DESVANTAGENS DO HIDROGÊNIO VERDE

Esta fonte de energia tem pontos a favor e contra que devemos saber. Revisaremos alguns de seus aspectos positivos mais relevantes:

  • 100 % sustentável: o hidrogênio verde não emite gases poluentes nem durante a combustão nem durante o processo de produção.
  • Armazenável: o hidrogênio é fácil de armazenar, o que permite sua utilização posterior em outros usos e em momentos diferentes ao de sua produção.
  • Versátil: o hidrogênio verde pode ser transformado em eletricidade ou combustíveis sintéticos e ser utilizado com finalidades domésticas, comerciais, industriais ou de mobilidade.
  • Transportável: esta energia pode ser misturada com o gás natural em até 20 % e viajar pelos mesmos canais e infraestruturas do gás; o aumento desta porcentagem exigiria modificar diferentes elementos das redes existentes de gás para torná-las compatíveis.

Apesar de tudo, o hidrogênio verde também tem aspectos negativos que convém ressaltar:

  • Custo mais alto: a energia procedente de fontes renováveis, fundamentais para gerar hidrogênio verde através da eletrólise, é mais cara de gerar, o que, por sua vez, torna mais cara a obtenção do hidrogênio.
  • Maior gasto de energia: a produção do hidrogênio em geral e do verde em particular requer mais energia que outros combustíveis.
  • Atenção com a segurança: o hidrogênio é um elemento muito volátil e inflamável, exigindo requisitos de segurança elevados para evitar fugas e explosões.

IMPACTO DO HIDROGÊNIO VERDE

O hidrogênio como combustível é uma realidade em países como Estados Unidos, Rússia, China, França ou Alemanha. Outros como o Japão inclusive vão mais além, pretendendo ser uma economia de hidrogênio. A seguir, explicamos qual será seu impacto no futuro:

 Gerador de eletricidade e água potável

A obtenção destes dois elementos é possível com a reação do hidrogênio e oxigênio em uma pilha de combustível. Este processo tem sido muito útil em missões espaciais, por exemplo, ao fornecer às tripulações água e eletricidade de forma sustentável.

 Armazenamento de energia

Os tanques de hidrogênio comprimido são capazes de armazenar energia durante longos períodos de tempo e, além disso, são mais simples de manejar que as baterias de íons de lítio porque são mais leves.

 Transporte e mobilidade

A grande versatilidade do hidrogênio permite seu uso naqueles nichos de consumo que são muito difíceis de descarbonizar como: transporte pesado, aviação ou transporte marítimo. Há diferentes projetos neste sentido, como Hycarus e Cryoplane — promovidos pela União Europeia (UE) —, que planejam introduzi-lo em aviões de passageiros.