CORREDOR VERDE

Corredores verdes: como cuidar do meio ambiente nas cidades?

#sustentabilidade ambiental #sociedade #mudanças climáticas

Cada vez mais, as cidades apostam na sustentabilidade e, nesse processo, os corredores verdes urbanos têm muito a dizer. De forma resumida, se refere a uma faixa com uma importante presença de vegetação que une áreas naturais destacadas da cidade. Além disso, oferecem várias vantagens: aumento e proteção da biodiversidade, mitigação do efeito conhecido como ilha de calor urbano, redução da poluição atmosférica e acústica, etc.

Conforme dados da ONU, 55 % da população mundial mora atualmente nas cidades. Em três décadas, em 2050, a porcentagem será de 68 %, ou seja, ao redor de 6,6 bilhões de pessoas residirão em ambientes urbanos. Muitas destas urbes são megacidades, com o consequente aumento da poluição atmosférica, uma das principais causas das mudanças climáticas.

Diante de tamanha evidência, conseguir que as cidades sejam lugares cada vez mais eficientes, mas também mais habitáveis e sustentáveis, é fundamental para o planeta. Não é em vão que o desenvolvimento de cidades sustentáveis seja um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, concretamente o ODS 11, promovidos pela ONU. Neste contexto, os corredores verdes — também chamados corredores ecológicos —, junto ao resto de infraestruturas sustentáveis, têm muito para oferecer.

O QUE É UM CORREDOR VERDE E QUAL É A SUA FUNÇÃO

Conforme Jack Ahern, um dos precursores da corrente internacional de corredores verdes, são elementos lineares da paisagem, planejados ou não, que permitem desempenhar vários usos de caráter ecológico, social, cultural e qualquer outro que seja compatível com um uso sustentável da terra. O trabalho de Ahern propõe a possibilidade de que componentes da paisagem natural (como cursos naturais de água ou vias de trem em desuso, entre outros), através de processos de restauração ou construção, se transformem em corredores.

Seja qual for o ponto de partida, o objetivo de um corredor verde é sempre unir áreas naturais importantes de uma cidade via uma faixa ou corredor caracterizado por ter abundante vegetação. Desta maneira, cria-se uma espécie de estrutura capaz de articular cidades mais verdes e saudáveis. Em seu interior, podem ser construídos áreas de lazer, espaços culturais, instalações esportivas ou hortas urbanas.

CARACTERÍSTICAS DE UM CORREDOR VERDE

Ao desenvolver um corredor verde, é imprescindível ter em conta fatores tais como a disponibilidade do espaço, as peculiaridades do próprio meio urbano ou, inclusive, a acessibilidade para as pessoas. Partindo dessa premissa, embora provavelmente não existam dois iguais no mundo, a maioria deles reúne características similares:

 São multipropósito e multifunção, isto é, no mesmo espaço podem se compatibilizar usos ambientais, esportivos, culturais, recreativos, estéticos, etc.

 Estão pensados para um desenvolvimento sustentável, assumindo tanto a proteção da biodiversidade quanto o impulso socioeconômico.

 Dada sua configuração linear, favorecem o movimento, o fluxo e o intercâmbio, além de conectar elementos paisagísticos em diferentes escalas.

 Representam uma estratégia espacial diferente, alinhada com a Nova Agenda Urbana proposta pela ONU desde 2016.
 

Um corredor verde inteligente.#RRSSUm corredor verde inteligente.

 VER INFOGRÁFICO: Um corredor verde inteligente [PDF]

BENEFÍCIOS DOS CORREDORES VERDES

Se nos focamos nos benefícios para o meio ambiente, os mais importantes são:

  • Ao haver mais áreas verdes, aumentam a biodiversidade no contexto urbano.
  • Promovem uma mobilidade não poluente: bicicletas ou patinetes, por exemplo.
  • Reduzem a poluição atmosférica e poluição acústica da cidade.
  • Ajudam na não-formação do fenômeno "ilhas de calor", reduzindo a temperatura de forma eficaz.
  • Contribuem para uma melhor gestão das águas pluviais, ou seja, a água das chuvas.

Um dos aspectos mais relevantes dos corredores verdes é que, além dos benefícios para o meio ambiente já mencionados, também geram benfeitorias sociais, culturais e econômicas. Por exemplo: melhoram a qualidade de vida das pessoas favorecendo a atividade física e o relax mental, promovem a vida cultural ao contar com auditórios ao ar livre ou edifícios para exposições e, em vários casos, são um chamariz turístico com efeitos positivos na economia das cidades.

EXEMPLOS DE CORREDORES VERDES

A seguir, percorremos o mundo para visitar alguns dos corredores verdes de referência:

Manhattan Waterfront Greenway (Nova York)

É um corredor de 51,4 quilômetros de comprimento ao redor da ilha de Manhattan. Está cheio de flores, árvores, arbustos, vias para caminhar e ciclovias Segundo o prefeito da cidade, Bill de Blasio, melhorou notavelmente a qualidade de vida dos nova-iorquinos. Atualmente, tem três partes diferenciadas: Hudson River, East River e Harlem River.

Parque Lineal Ferrocarril de Cuernavaca (Cidade do México)

Este corredor combina aspectos práticos e estéticos ao longo de 4,5 quilômetros de uma linha ferroviária histórica que está em desuso. Ocupa mais de 17.000 m2 e contribui, segundo as autoridades da cidade, para impulsionar o balanço imprescindível entre desenvolvimento econômico e social, e entre preservação do patrimônio e potencial transformador, além de promover a sustentabilidade.

Madrid Río (Madri)

É um enorme corredor a partir do soterramento da M-30 (anel rodoviário da cidade de Madri) em sua passagem pela zona madrilena do rio Manzanares. Tem uma extensão de vários quilômetros, desde o bosque de El Pardo até a localidade periférica de Getafe. No final de sua construção em 2011, tinham sido plantadas 33.623 árvores. Além disso, serviu para acrescentar um pulmão, como o parque madrileno da Casa de Campo, no centro da cidade e melhorar a biodiversidade da área.

Cheonggyecheon (Seul)

Uma autoestrada elevada sobre um canal de água em uma das áreas mais centrais da capital da Coreia do Sul foi demolida em função da enorme quantidade de emissões e ruídos que causava. Em seu lugar, foi construído um enorme parque linear de mais de 400 hectares que, entre outros benefícios, conseguiu reduzir a temperatura média da área em 3,6 ºC.