PROFISSÕES DO FUTURO

Quais são as profissões do futuro?

A Quarta Revolução Industrial impacta com força no mercado de trabalho. Algumas profissões vão desaparecer e já começam a surgir outras que exigem capacidades e habilidades inovadoras. Vamos conhecê-las!

Profissões do futuro na empresa.#RRSSProfissões do futuro na empresa.

Uma especialista em Inteligência Artificial (IA), um novo mestre em Machine Learning (ML) e um engenheiro de robótica conversam amigavelmente depois de sua jornada de trabalho em alguma fábrica inteligente — ou smart factory — nos arredores da cidade. Pouco a pouco outros jovens engenheiros especialistas em nanotecnologia, impressão 3D e genética se juntam a eles. Provavelmente na conversa há alusões frequentes a potentes algoritmos, desenho de software, serviços na nuvem, DNA, protótipos, big data ou a Internet das Coisas (IoT).

Estamos perante os profissionais da Quarta Revolução Industrial, nativos digitais que protagonizam as transformações nos sistemas de produção e nos modelos de negócios. Seus trabalhos evoluem de forma coordenada em um ambiente de fusão entre a indústria e a Internet em setores-chave como o energético, a domótica, o automobilismo, a aeronáutica ou o farmacêutico. Essa coordenação multidisciplinar amplifica, e muito, os efeitos sobre a eficiência, a flexibilidade e a produtividade.

Mas não devem ser só competentes tecnicamente. As habilidades e competências mais buscadas e solicitadas no século XXI incluem dons tão caracteristicamente humanos como a capacidade de resolver problemas complexos, o pensamento crítico ou a inteligência emocional, entre outros.

AS HABILIDADES PROFISSIONAIS MAIS SOLICITADAS DO SÉCULO XXI

As habilidades profissionais mais solicitadas do século XXI.#RRSSAs habilidades profissionais mais solicitadas do século XXI.

Ver mais conteúdo

As habilidades profissionais mais solicitadas do século XXI são:

  • A capacidade de negociação: através do respeito mútuo promovemos a vontade de chegar a um acordo entre as partes.
  • A adaptabilidade: devemos sair da zona de conforto em qualquer tipo de situação.
  • A flexibilidade cognitiva: adaptar nossos conhecimentos a cada situação e cada momento.
  • A tomada de decisões: a análise global de qualquer problema nos permitirá atingir uma melhor solução.
  • A inteligência emocional: as máquinas não podem manejar as emoções nas relações interpessoais.
  • A creatividade: para desenvolvê-la nada melhor do que a imaginação e o trabalho em equipe.
  • A iniciativa: a proatividade e a proposta de novas ideas chegarão antes que nos solicitem.
  • A curiosidade: a curiosidade por aquilo que nos rodeia e a descoberta de coisas novas serão fundamentais.
  • E pensamento crítico: as chaves são a autodisciplina e o uso de uma visão global e racional.
  • A resolução de problemas complexos: a procura de soluções graduais nos ajudará a evitar erros.

Ocultar conteúdo

 VER INFOGRÁFICO: As habilidades profissionais mais solicitadas do século XXI [PDF]

OS FATORES-CHAVE DA EMPREGABILIDADE

O Fórum Econômico Mundial de Davos concluiu em seu relatório The Future of Jobs (2016) que "65% das crianças que entram hoje na escola primária acabarão trabalhando em empregos totalmente novos, que ainda não existem".

Isto pressupõe que o novo mercado de trabalho envolve a perda de postos de trabalho rotineiros e mecânicos. Da mesma forma, favorece a demanda de postos em tecnologias da informação, meios de comunicação e entretenimento ou serviços profissionais. Os fatores-chave do emprego em um futuro próximo não radica no aparecimento de novos postos de trabalho, mas sim na evolução de uma grande parte dos já existentes.

OS TRABALHADORES DO FUTURO

  • Hacker branco: a luta contra os ciberpiratas já tem nome próprio. Sua função? Quebrar a segurança por razões não maliciosas, tal como pôr à prova a segurança de seu próprio sistema. Eles se tornarão especialistas em testes de penetração e avaliações de vulnerabilidade.
  • Growth hackers: são os encarregados de fazer com que a empresa cresça em novos canais ou mercados e o perfil perfeito combina programação, engenharia, marketing e posicionamento online. Compilam dados, os analisam e tiram conclusões para implementar estratégias criativas que posicionem um produto ou serviço à frente do da concorrência.
  • Especialistas em IA: o uso de algoritmos e a aprendizagem guiada permitem trabalhar dados, aprender deles e ser capazes de fazer uma previsão ou sugestão.
  • Especialistas em IoT: a Internet das Coisas crescerá a passos largos e combinada com a IA permitirá novas oportunidades de crescimento e desenvolvimento. Seus usos mais frequentes serão o monitoramento da energia e o uso de materiais através de tecnologia inteligente, a gestão da segurança ou a automatização de processos de negócios.
  • Desenvolvedores do transporte inteligente: surgirão engenheiros especialistas em veículos leves de nanotubos de carbono, um material com propriedades inusuais e valiosas, devido às suas aplicações tecnológicas. É considerado como o primeiro material conhecido pela humanidade capaz, teoricamente, de sustentar indefinidamente seu próprio peso suspenso sobre nosso planeta.
  • Guardiães do clima: a economia verde com consciência planetária também favorecerá o aparecimento de novos ofícios, tais como o rastreador de produtos e serviços que terá a função de controlar a pegada de carbono ou o agricultor vertical de cultivos hidropônicos nas cidades.

Se você ainda estiver a tempo de se reciclar profissionalmente, não hesite em apostar na tecnologia. A Quarta Revolução Industrial chegou para ficar...

 Gestão do talento